Do Portugal Beato, Intriguista e Chocalheiro

| Partilhar
Dual Flush
© lmpicard

Já se sabe que Portugal é uma imensa tertúlia cor de rosa, mas a capa do Expresso de ontem é uma amostra demasiado infeliz do Portugal beato, intriguista e chocalheiro que se arroga no direito ao escrutínio público da vida privada dos outros. A verdade é que quando o nível da conversa desce até à cama dos actores políticos, entramos num esgoto verdadeiramente nauseabundo e indesejável. Importam-se de puxar o autoclismo para voltarmos a discutir o futuro do país?

Adenda - a notícia é verdadeiramente patética. Desde logo porque mistura o trabalho da jornalista Fernanda Câncio com o seu direito à livre opinião fora do exercício da profissão.

2 comentários:

  1. Não sei o que se passa com o Expresso. Aliás, sei. Está a baixar o nível e a vender-se intelectualmente.

    Sintoma de um fenómeno de "evolução"?

    ResponderEliminar
  2. O problema é que Gâncio não é namorada (não de diz que não gosta de mulheres?)do Socrates, só amiga, pelo que lhe assiste legitimidade para a defesa das suas posições na matéria, sem manifestação de interesses...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores