Pressões

| Partilhar
A pressão governativa sobre a comunicação social é um dos sintomas mais preocupantes da doença da nossa democracia.

1 comentário:

  1. Caro Pedro,
    é com imensa tristeza que o vejo dar credibilidade a uma notícia como essa que surgiu no Público. Permita-me que o esclareça sobre alguns factos.
    O jornal Sol foi efectivamente fundado por militantes e capitais ligados ao PSD, isso é um facto conhecido por todos. Quem não se recorda de Isaltino Morais condenar as notícias aí publicadas contra a sua pessoa, afirmando terem sido encomendadas pelo Sr. Marques Mendes, na altura líder do Partido laranja e em guerra aberta contra o Presidente da Câmara de Oeiras. (Nunca ouvi os jornalistas do Sol queixarem-se nessa altura)
    O jornal Público é outro que tal. Desde que a Sonae perdeu a OPA contra a PT que este jornal, que até era uma referência em Portugal, se dedica a atacar o governo de todas as formas imaginárias. E basta estar atento, por exemplo, ao seu director, José Manuel Fernandes, que no final da entrevista do Sócrates à Sic foi o único comentador, entre os quatro presentes, que se afirmou como estando contra todas as decisões do Governo, inclusive dizendo, quando questionado sobre as obras públicas, que a auto-estrada para Bragança era uma loucura deste governo, um verdadeiro desperdício do dinheiro público e que o que faz realmente falta é mais uma circular em Lisboa pois é aí que se encontra a maior parte da população portuguesa e também a maior fatia do Pib nacional.
    É obvio que o director do Diário de Notícias, Mário Benttecourt Resendes, que por acaso até é açoriano, lhe respondeu que então era melhor deixar de enviar dinheiro para os açores porque as ilhas estavam pouco povoadas.
    Pois é, o Sol e o Público sempre sofreram pressões da direita e nunca vi nenhum dos seus jornalistas a lamentarem fosse o que fosse.
    Quanto a esta notícia parece-me que será mais um desvario desse iluminado sulista, director do público, porque cada vez que existe algum impasse em qualquer negócio efectuado em território luso a culpa deve ser do Governo.
    É por estas e por outras que o Sol está perto da falência e o Público só não faliu porque o Eng. Belmiro gosta de pagar para ver as suas teorias da conspiração publicadas.
    Cá eu prefiro ler o Expresso, órgão de comunicação pertença de um dos fundadores do PSD, mas esse sim é um jornal isento e à semelhança do seu proprietário, com princípios.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores