Turismo do Porto e Respectivo Apêndice

| Partilhar
«A entidade regional de turismo do Norte adopta a denominação Turismo do Porto e Norte de Portugal e fixa a localização da sua sede em Viana do Castelo[DR, 1.ª série, 15.09.2008]

A secundarização denominativa confirma todas as suspeitas: 1) o «Norte» é um apêndice do Porto; 2) o Governo mais «as forças vivas do Norte Porto» queriam investir alguns milhões na promoção do Porto e limitaram-se a incluir o «Norte» no pacote por questões de estratégia política; 3) ao contrário do «Vale do Tejo», o «Norte» tem uma identidade própria que inclui o Porto; 4) depois de deixar fugir a Capital Europeia da Cultura, a Direcção Regional de Agricultura a Direcção Regional de Cultura, a terceira cidade do país também não conseguiu mostrar valia suficiente para receber a Direcção Regional de Turismo.

Artigos Relacionados: Um Requiem ao Minho [1]; Um Requiem ao Minho [2]; Um Requiem ao Minho [3]; Turismo: Porto e Norte de Portugal; Sobre o Bairrismo Parolo.

20 comentários:

  1. TipoGeo Unidade Geográfica População Residente Total Nº
    CI Lisboa 564657
    CI Porto 263131
    CI Vila Nova de Gaia 178255
    CI Amadora 175872
    CI Braga 109460
    CI Almada 101500
    CI Coimbra 101069
    CI Funchal 100526
    CI Setúbal 89303

    A terceira cidade portuguesa é Vila Nova de Gaia.

    TipoGeo Unidade Geográfica População Residente Total Nº
    CC Lisboa 564657
    CC Sintra 363749
    CC Vila Nova de Gaia 288749
    CC Porto 263131
    CC Loures 199059
    CC Amadora 175872
    CC Cascais 170683
    CC Matosinhos 167026
    CC Braga 164192
    CC Gondomar 164096
    CC Oeiras 162128
    CC Almada 160825
    CC Guimarães 159576
    CC Seixal 150271
    CC Coimbra 148443

    O terceiro concelho português é também Vila Nova de Gaia.

    Etiquetas: Delírios, Bairrismos parolos

    ResponderEliminar
  2. Caro António Alves,

    Esse dados do INE de 2001, embora desactualizados, só confimam Braga como a maior cidade do país fora das áreas metropolitanas de Lisboa e Porto.

    Braga é também, segundo essa fonte, o centro do terceiro mais importante distrito de Portugal.

    Como curiosidade e segundo os dados da ANMP, Braga está a crescer a uma média de 10000 habitantes cada 5 anos, sendo a população actual (dados de 2007) do concelho de 175063 hab.

    ResponderEliminar
  3. Parolo, bacoco, trengo tudo serve para caracterizar esta mixordia de interesses.
    O homem é muito bom em geografia, demografia e demagogia.
    Estou-me cagando para a clasificação dos concelhos e cidades no palmares da desgraça nacional. Só não entendo que caracterização linguistica, artistica, folclórica temos nós Minhotos com os Durienses ou tripeiros. Eu quero ser galego, suevo ou outra merda qualqer mas ficar ligado à ralé do Porto é que não.
    Cada um à sua escala todos afinal são centralistas.

    Toninho Regadas

    ResponderEliminar
  4. Caro Callaeci,

    O seu comentário (em tudo semelhante ao de António Alves) ilustra precisamente o que escrevi no meu último post: para delírio dos bairrismos baratos e da tecnocracia, Braga é uma cidade "grande". Mas em que medida é que isso faz dela uma cidade com qualidade de vida? Afinal não é isso o mais importante?
    Cordialmente

    ResponderEliminar
  5. O presidente da CMB é que disse que não reivindicava a sede da direcção de turismo porque não era bairrista e parolo.

    Melhor para ele e para aqueles que nele votam!

    Para os que sofrem da paranóia do portocentrismo aqui vai uma relação não exaustiva dos Organismos de âmbito regional que podem ser encontrados no eixo Vila Real / Mirandela:

    DR Cultura do Norte (VR)
    Extensão da DR de Economia do Norte (VR)
    Delegação da DR Norte da ASAE (MR)
    Autoridade da Floresta - Norte (VR)
    DR Instituto Português do Desporto (VR)
    DR Agricultura do Norte (MR).

    Somando a isto o Tribunal da Relação e os Serviços Regionais de Veterinária em Guimarães e a Agência do Turismo em Viana, onde está esse tal de portocentrismo, razão de todos os males que afligem Braga!????????????

    A doença ruim que afecta Braga não será outra?

    Braga tem 164000 habitantes? "quer-se dezer" um habitante da Morreira ou de Navarra também é urbano?

    Até o pessoal de Gualtar costuma dizer "vou lá baixo à cidade".

    Deixai o Porto em paz e votem Mesquita Machado, garante de que pelo seu empenho pessoal, dentro de dias o Governo vai anunciar as sedes dos vários clusters e nenhum vai ser em Braga.

    ResponderEliminar
  6. É vergonhoso que administrativamente se reduza o Norte a uma insignificância que nunca teve, que não tem, e que jamais terá...
    Venha a regionalização rapidamente... as divisões faço-as eu e, se eles quiserem, ainda pagamos uns trocos aos marroquinos para ficarem com mais de meio país...

    Valha-nos a santinha.
    Ass.: provinciano rural quase parolo

    ResponderEliminar
  7. não é preciso esperar muito até que alguém te poupe trabalho e prove à saciedade as tuas teses (Bairrismos parolos):

    "Estou-me cagando para a clasificação dos concelhos e cidades no palmares da desgraça nacional. Só não entendo que caracterização linguistica, artistica, folclórica temos nós Minhotos com os Durienses ou tripeiros. Eu quero ser galego, suevo ou outra merda qualqer mas ficar ligado à ralé do Porto é que não.
    Cada um à sua escala todos afinal são centralistas."

    um tal de toininho...

    ResponderEliminar
  8. O problema é que em Braga só existem construtores civis. POrtanto, Braga devia ser ter o ministério das Obras Públicas.

    ResponderEliminar
  9. Braga, não se deve queixar ao Porto, nem de estar há espera de migalhas que caiam de lá, deve sim ter autarcas que se juntem e criem um verdadeiro Quadrilátero Urbano, e captar investimentos que façam crescer uma região como um todo.

    http://wwwbragablog.blogspot.com

    ResponderEliminar
  10. Eles afinal ficam tanto abespinhados quanto os marroquinos. Só é preciso é tocar-lhes no ponto c.. de centralistas.

    Toninho Regadas

    ResponderEliminar
  11. Caros,

    Penso que interpretaram mal algumas das minhas palavras.

    1. Braga lidera o 3º centro urbano e é a 3ª cidade do país. Ninguém diz que Gaia é a 2ª... por razões óbvias!

    2. A relação do Porto com o Norte, como se vê por esta questão denominativa, é centrípta.

    3. O facto de constatar e alertar para os perigos de um Porto centralista no Norte não inviabilizam a minha crença nas virtudes da regionalização.

    ResponderEliminar
  12. Caro Gonçalo Cruz,

    Relativamente ao que escreve, informo-o que me limitei a fazer uma descrição estatística de Braga à semlhança do que fez o seu amigo Pedro Morgado com esta frase:

    "Braga lidera o 3º centro urbano e é a 3ª cidade do país. Ninguém diz que Gaia é a 2ª... por razões óbvias!"

    O que escreveu em relação à qualidade de vida no seu post é tão disparatado que chega a revelar um desconhecimento gritante da História e das dificuldades deste país no pós 25 de Abril.

    Um abraço,

    ResponderEliminar
  13. Caro Callaeci,

    Porque é que acha que o que escrevi é disparatado?
    Já me apercebi que não concorda com o que eu escrevi, e que portanto acha que "é bom viver em Braga". Também já me apercebi que acha que antes do 25 de Abril este país não passava por dificuldades, o que, citando as suas próprias palavras "chega a revelar um desconhecimento gritante da História".
    Mas, de resto, não estou a ver de que forma é que achar que o desenvolvimento deve ser sustentado, e que a qualidade de vida dos cidadãos deve estar entre as prioridades dos governantes possa ser disparatado...
    Quer concretizar?

    ResponderEliminar
  14. Meu caro,

    A forma pouco ponderada como interpretou o meu comentário e o modo apressado com que me tem rotulado só confirmam aquilo que escrevi.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  15. Caro "Callaeci",

    Não o tenho rotulado, apenas vinquei o que me parece evidentemente implícito no que escreveu.

    Não me furtando ao debate, apenas lhe pedi que esclarecesse em que sentido é que as minhas palavras são disparatadas. Como deve compreender, só poderei aceitar uma crítica se esta for minimamente fundamentada.
    Cordialmente

    Gonçalo Cruz

    ResponderEliminar
  16. "Braga lidera o 3º centro urbano e é a 3ª cidade do país. Ninguém diz que Gaia é a 2ª... por razões óbvias!"

    hum... gostava de saber qual é o critério para chegar a esta conclusão. Consideram todo o Ave integrado em "Braga"? é que a região liderada por Guimarães, uma região de urbanização difusa de grande dimensão, tem mais habitantes que a região do Cávado na qual Braga se integra. para sermos mais precisos o Ave tem mais 120 mil habitantes que o Cávado. por acaso já perguntaram aos de Guimarães, de Vizela, das Aves, Trofa, famalicão, etc, se por acaso se sentem representados por Braga? pois eu cá acho que o segundo centro urbano da região Norte é liderada por Guimarães e não por Braga.


    já agora gostava de saber quais são as "razões óbvias" para que não se considere Gaia como a segunda cidade portuguesa. é que o INE considera-a como tal e tem razões "óbvias" e conhecidas. mas admito que possam haver outras que coloquem Braga nessa posição gostava é de saber quais :->

    ResponderEliminar
  17. Caro António Alves,

    1. Há uma diferença entre "2º concelho com mais residentes" e "2ª cidade do país". Para qualquer pessoa, a 2ª cidade do país é, muito justamente, o Porto.

    2. A tentativa de sobrepor Guimarães a Braga como forma de irritar não colhe neste blogue. Como já percebeu gosto muito de Guimarães e conheço Guimarães sobejamente para perceber o disparate que enunciou.

    ResponderEliminar
  18. no extremo ocidente norte da península há um povo que não se governa nem se deixa governar...



    continuemos a lutar uns contra os outros, que foi assim que o poder se centralizou em portugual.

    ResponderEliminar
  19. Enfim. Todos são centralistas. cada um do seu próprio bairro!

    ResponderEliminar
  20. Então a capital da Região de Turismo do Porto e arredores vai para Viana?
    É esse o preço da "caladura" do Francisco Sampaio aquando do debate prévio à reestruturação da divisão territorial, em que o nosso Moura se envolveu e perdeu?
    Por acaso, gosto da ribeira do Porto e Gaia mas não gosto do Dragão e se calhar, sou supeito na minha opinião sobre o assunto por ser benfiquista/braguista (Será esta questão tão redutora, assim), mas não gosto da tutela do Porto sobre o Norte de Portugal.Aliás, prefiro um todo central, pois não gosto que as "quintinhas" digam "tá-tá" em matéria de falsas especificidades e em que se procura chantagiar o poder central.
    Por um país uno e indivisivel e com leis nacionais aplicáveis a todo o território!Não quero ir ao Algarve e ver antes as regras do jogo tal como como tenho que as ver quando vou ao estrangeiro...
    Mas bem sei que estou em contra-corrente ...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores