A Verdadeira República Francesa

| Partilhar


CAA diz que são «vantagens escandalosas que a política traz». Já aqui e aqui havia defendido que «poder é sexo». Será?

6 comentários:

  1. «poder é sexo». Será?
    Não.
    O poder dá sexo!

    ResponderEliminar
  2. eu cá acho que a república francesa ficou simplesmente, mais interessante!!! ehehehe

    ResponderEliminar
  3. Poder pode ser sexo, sim. Mas há também a considerar a vertente de que sexo também pode ser poder. No caso da Carla Bruni, Eric Clapton, Mick Jagger e Donald Trump não devem ter sido escolhidos ao acaso. Outro exemplo bem mais flagrante é o da Madonna, p.e. Se a sua carreira não tivesse tido o percurso que teve, provavelmente não seria hoje considerada um dos maiores ícones da música moderna...

    ResponderEliminar
  4. Que República maravilhosa.

    Então e nós que imitámos o regicidio e a revolução? Não vamos ter igual?

    ResponderEliminar
  5. Não será "sexo é poder"?

    ResponderEliminar
  6. eu cá gosto de presunto e digamos que esta tem uma boa pá...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores