Será Vírus ou Milagre?

| Partilhar
Mesquita Machado diz que recebeu sugestões de 5.000 cidadãos através da internet para o Plano de Actividades e Orçamento. A participação foi absolutamente fantástica e o número avançado é tão soberbo e superlativo que nem dá para acreditar.

Em 5 meses (de Agosto a Dezembro de 2006), o Provedor do Telespectador da RTP recebeu 9120 e-mails, o que traduz uma média de 1824 mensagens por mês. O Orçamento Participativo, que decorreu durante o mês de Setembro, conseguiu recolher, na versão oficial, a opinião de 5.000 cidadãos, o que multiplica por 2,74 o número de mensagens enviadas para o provedor da RTP durante um mês. Se tivermos em conta que mais de 10.000.000 de pessoas são potenciais espectadores da RTP e que a estação divulga regularmente o serviços e que o Município de Braga tinha no último recesseamento 164.192 habitantes não tendo sido feita qualquer divulgação especial do Orçamento Participativo, depressa chegamos à conclusão de que estamos perante um autêntico fenómeno que merece ser estudado e investigado a fundo.

Afinal como se justifica esta epidemia participativa que terá assolado os domínios bracarenses? Será que os jornalistas presentes na conferência de imprensa se lembraram de perguntar? Não sei. Mas confesso que estou interessado em conhecer a fórmula do anunciado sucesso.

9 comentários:

  1. Pelo que tive oportunidade de confirmar, cada cidadão poderia votar a partir do mesmo computador, quantas vezes lhe apetecesse.
    Esta votação estava aberta a todos os cidadãos de todo o país e de todo o mundo.
    Cá para mim, em vez de orçamento participativo, afigura-se mais com um ORÇAMENTO SPAM.

    ResponderEliminar
  2. Talvez traduza uma vontade enorme em melhorar a qualidade de vida na cidade...

    ResponderEliminar
  3. Se tivermos em conta a tradição religiosa da cidade de Braga, diria que estamos perante o "remake" da multiplicação dos pães... :)

    ResponderEliminar
  4. Deve ser tipo aquela votação há uns anos no Superbraga, aquando da votação sobre um assunto relacionado com o Engenheiro MM, que numa noite, conseguiu milhares de votos, quando no mês anterior tinha só conseguido pouco mais que duas dezenas...

    ResponderEliminar
  5. Orçamento participativo...
    Por mim era Câmara Municipal criar um fórum com duas secções: uma onde eram apresentadas as propostas apresentadas na assembleia (onde os munícipes poderiam deixar o sua opinião); a outra dedicada às propostas dos cidadãos (caso fosse útil passa-se para a assembleia).
    Os bracarenses para participar no forum deveriam deslocar-se à CMB para activar a sua conta.
    O forum poderia abranger mais temas.
    Isto poderia ser um grande passo para aproximar a população da vida politica da cidade. Uma verdadeira democracia participativa. Activa, identificável e constante.

    ResponderEliminar
  6. É por isso que eu sou contra carago!
    Então não é que 5000 sugestões não conseguiram dar uma ideia nova para o Plano de 2007, que é o mesmo de 2006, 2005,…
    Não estou a ser verdadeiro, houve uns cidadãos que deram ideias para o Plano 2007. O Bragaparques, o ABB, o DST e os outros, deram a ideia de ser formada uma sociedade empreiteira chamada PPP (Parcerias Público-Privadas), em que a parte publica detém 49% dos capitais e o Privado 51%. Em que quem gere o capital é o privado, mas quem tem de entrar com o capital móvel e imóvel é o Público. Não se sabia muito bem o que esta empresa PPP ia construir, então o Engº MM arranjou-lhes logo serviço , não fossem os homens ficar no desemprego. Sem qualquer estudo, ou qualquer plano o Engº MM mandou-os construir 9 Pavilhões Gimnodesportivos no concelho. Srs Presidentes das Juntas, é só pedirem que isto de fazer pavilhões é o que está a dar. Basta arranjarem terrenos dá-los à PPP que eles constroem o Pavilhão, e, além de ficarem sem o património da freguesia, só tem que pagar uma mensalidade a acordar, durante 20 anos. Depois, se para além de pagarem a tal mensalidade, tiverem de pagar também a manutenção, vão verificar que não tem dinheiro suficiente para ter o pavilhão a funcionar, e vão fecha-lo. É que a manutenção de um pavilhão fica cara e com a construção de pavilhões, freguesia sim-freguesia não, não vai haver clientes que paguem o seu funcionamento. O Engº MM não aprendeu com o erro que cometeu na década de 80 quando construiu um campo de futebol em cada aldeia. Grande parte está a mato. Ou por outra, ele sempre sabe é que se tem de montar estratégias que dêem dinheiro. Aos amigos, digo eu que sou do contra.

    ResponderEliminar
  7. Enganei-me onde se lê Plano de 2007 deve ler-se Palno 2008. É que como são iguais troquei os anos.

    ResponderEliminar
  8. Amigo sou-do-contra, onde se lê palno 2008 deve ler-se plano 2008 e já agora, desculpe a antecipação, pelo andar da carruagem onde se lê plano 2008 pode considerar-se plano 2009.
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  9. Eu acho é que o MM deve ter contabilizado como contributos para o Plano as mensagens do tipo "enlarge your penis", "your girlfriend says she cokes swallowing cum", "buy medicine", "100 dollars discount in American Airlines" e "can you imagine that you are healthy"...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores