Sexo Oral Aumenta a Duração da Cópula

| Partilhar


O sexo oral, uma prática tão mal tratada pelas mentes que tanto gostam da censura dos supostos comportamentos anti-natura, é frequente nos humanos mas surpreendentemente rara no mundo animal. Um grupo de investigadores chineses descreveu, pela primeira vez, este tipo de comportamento em animais não primatas.

O grupo liderado por Libiao Zhang do Guangdong Entomological Institute não só descreveu a prática como também as vantagens da mesma na melhoria da performance sexual dos pequenos morcegos da fruta durante a cópula dorsoventral. Os investigadores concluíram que 70% das fêmeas dos morcegos da fruta praticam sexo oral nos seus parceiros machos e que a duração do sexo oral correlaciona-se com a duração da cópula vaginal - quanto mais tempo durar o fellatio, mais tempo dura o coito vaginal.

A natureza não pára de nos surpreender.

2 comentários:

  1. Um belo exemplo de como "o sexo vende" até na ciência. Curioso e relevante achado (e divertido).
    Se não te importares, vou "roubar" este post.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores