Belém

| Partilhar
Em vez de desfazer equívocos no mesmo dia em que o Público lançou a "encomenda", Cavaco Silva arrastou a paranóia a corroer o que restava da imagem do Governo e da Democracia Portuguesa. Se isso pode não dizer nada da neutralidade do Presidente da República, diz muito da sua incapacidade política. Com Fernando Lima a sair, resta saber o que Cavaco Silva ainda está lá a fazer.

3 comentários:

  1. E então as vezes que o Socrates passou informações a jornalistas e redacções pelos seus assessores? Nesse caso também pergunto: O que é que ele ainda está ali a fazer? Isto para não falar das pressões que também andou a fazer.

    ResponderEliminar
  2. Delta X:

    Não vejo nada de extravagante em passar informações, pelos assessores(alguns deles de imprensa), aos jornais e jornalistas. Vejo sim uma muito má gestão de um caso que lançou suspeitas gravíssimas sobre o funcionamento das instituições democráticas. E, por ora, ainda sem uma explicação razoável.

    ResponderEliminar
  3. Por acaso alguém admite o PR estar envolvido nestes jogos de poder?

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores