Jornalismo Premonitório?

| Partilhar
«Dez mil alunos e 55 carros, representando os cursos da Universidade do Minho (UMinho) e da Católica, de Braga e Guimarães, desfilaram anteontem à noite, em Braga, no Monumental Cortejo do Enterro da Gata. O presidente da AAUM, Pedro Soares, salientou que o cortejo - que contou ainda com a Universidade Lusíada de Famalicão e os institutos politécnicos do Cávado, de Barcelos e Superior de Educação de Fafe - acontece 120 anos depois dos estudantes do Colégio de São Paulo terem saído à rua, em cortejo fúnebre, para enterrar uma gata, que simbolizava o ano lectivo[JN]

Este cortejo simplesmente não aconteceu porque apenas sucederá na tarde da próxima Quarta-Feira. Apesar disso, a notícia está publicada na página principal do Jornal de Notícias e pode ser confrontada com esta da Agência Lusa também publicada no sítio online do JN. Que nome é que se dá a isto?

13 comentários:

  1. ahahah! confundiram o velório com o cortejo e nem se deram ao trabalho de saber o que cada uma das coisas é...

    ResponderEliminar
  2. Fantástico...

    É que não desfilam carros. Não estão, nem de perto nem de longe, 10 mil pessoas no velório. E ainda conseguem ouvir declarações do presidente da AAUM.

    É de um jornalismo... Ainda dizem que é um jornal de referência no Norte. Pois claro!

    ResponderEliminar
  3. São as notícias feitas por encomenda e depois dá nisto.

    ResponderEliminar
  4. Cá para mim, o autor soube de actividade em Braga, pegou numa notícia antiga e alterou-a, com o cartaz deste ano e pouco mais.
    Acho inacreditável, aliás, talvez o prof. Karamba tenha ganho o Euromilhões e como excêntrico comprou o jornal, começando a mostrar os seus dotes.

    Enfim.

    ResponderEliminar
  5. Oih. Que cena do além foi esta? :x

    ResponderEliminar
  6. Colégio de São Paulo???????????????

    ResponderEliminar
  7. A notícia não poderia ser mais verídica pois será isso que acontecerá. Está no mesmo nível de realidade que os treinadores de futebol após os jogos : é tudo monotonamente igual. NÃO HÁ ACONTECIMENTO.

    ResponderEliminar
  8. Que nome? Queres uma lista?


    [Oh, não me apetece fazer listas extensas]

    ResponderEliminar
  9. Os números e os euros falam mais alto. Fica mais barato fazer reportagens à distância do que sustentar trabalhos jornalísticos de proximidade. Consequências do fecho de delegações e do despedimento de jornalistas.

    O resultado está à vista de todos...

    ResponderEliminar
  10. Realmente, confundir o anúncio de um evento que, portanto, ainda vai acontecer, com um que já aconteceu é grave, isto quando da notícia da Lusa não resulta qualquer equívoco.

    Enfim...
    GS

    ResponderEliminar
  11. Peço desculpa, mas o que aconteceu foi uma peça jornalística feita pela Lusa a antecipar o cortejo académico da próxima quarta-feira. Ora, no JN, pensando que isto já teria acontecido, mudaram apenas o tempo verbal nas frases. É o jornalismo que temos.

    ResponderEliminar
  12. José Carlos Ferreira,

    Em que é o que o senhor diz contradiz o que eu digo?
    GS

    ResponderEliminar
  13. Fantástico!! isto há cada coisa pah!

    Nem se comenta!! :|


    Que erro estúpido!!!!

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores