Primeiro Round

| Partilhar
É pior do que eu pensava. Os candidatos do PSD e do PP pensam que as eleições Europeias são uma sessão da Assembleia da República. O do PS pensa que tem uma qualquer obrigação de responder, em defesa do governo, tal como faz no seu blogue, como já o tinha prometido fazer. Aliás, as intervenções do Vital Moreira foram quase todas na "defesa honra".

Apesar disso, há quem considere que o Nuno Melo ou o Paulo Rangel estiveram bem no debate. O problema é que não foi no debate certo. Todas as vezes que abriram a boca para falar da política governativa nacional não estavam a debater o que era suposto. Por isso, foram uma autêntica nulidade. Por praticamente se ter limitado a ripostar, o Vital acabou por também o ser. Isto, claro, falando no debate que interessava: o das europeias. No não-debate das legislativas, o Vital levou quinze a zero.

Sobraram dois candidatos, da CDU e do BE, que, sem frutos para o debate, abordaram questões europeias, acabando por vezes a divagar, como os outros, para questões que estão foram do âmbito das competências, poderes e responsabilidades dos deputados europeus.

Distinguiram-se dois grupos. Os que falam da Europa porque sabem e os que não falam da Europa porque não sabem.

Update: No mesmo sentido, ler o João Galamba no Jugular.

1 comentário:

  1. Por momentos, e não foram poucos, pensei que José Sócrates estava no debate. Então quando se falou em investimento público aproximei-me do televisor para tirar as duvidas. Mas não, era mesmo Vital Moreira.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores