Liga Sagres: A Pressão Resolve [2]

| Partilhar
Injusto. O Sporting teve o mérito de marcar na única oportunidade do jogo, mas sai de Braga com o ónus de manchar o futebol nacional com um desfile de anti-jogo, de simulações de lesões e de falta de desportivismo desde o terceiro minuto da partida. Tudo com a complacência do árbitro Bruno Paixão que, depois de ter anulado um golo limpo ao Braga no jogo da época passada, se esqueceu de expulsar Hélder Postiga por tentativa de agressão e de marcar um penálti evidente sobre Meyong.

Paulo Bento é um treinador medíocre e a exibição do Sporting, inversamente proporcional ao resultado, é a imagem do treinador. Não me surpreende que hoje não fale de árbitros e, em sentido inverso, pressione a comissão disciplinar da Liga para castigar o Benfica precisamente no jogo contra os leões.

A contestação que se ouviu no Estádio Axa foi justíssima. Todavia, são gritos surdos perante um futebol mafioso que as rádios, as televisões e os jornais continuam a alimentar. Amanhã, nada disto constará das crónicas e reportagens dos brilhantes jornalistas portugueses, mas se fosse ao contrário...

Adenda - O Jornal de Notícias denuncia a mafia: «E para que a cara dissesse com a careta, também o árbitro foi mau. Bruno Paixão tem mesmo um dom especial para complicar. Marca faltas e faltinhas sem nexo, borrifa-se para a lei da vantagem, deixa passar faltas brutas e enerva toda a gente, jogadores, público... E ficou com as orelhas bem a arder quando deixou passar um penálti claro contra o Sporting, quando Hélder Postiga atropelou Meyong dentro da área. Ali mesmo em frente ao lance, Bruno marcou falta ao avançado do Braga.»

Adenda [2] - «
É fantástico que Bruno Paixão tenha descortinado uma falta ao Meyong.»

Adenda [3] - Quando o Paços de Ferreira faz anti-jogo e simula lesões, trata-se de uma ofensa ao futebol. Quando as equipas de Paulo Bento fazem o mesmo, trata-se de uma excelente forma de gerir o resultado. Brilhantes jornalistas desportivos, os nossos. Caciques do que todos sabemos: o futebol mafioso a norte e a sul.

29 comentários:

  1. Concordo plenamente. Um árbitro muito habilidoso e um anti-jogo sistematico do Sporting.

    ResponderEliminar
  2. Então vocês não viram a tentativa de agressão do postiga que devia ter sido sancionada com vermelho??? Foi mesmo um escandalo...

    ResponderEliminar
  3. Futebol mafioso? Não estará a delirar?
    É que eu vi o PInto da Costa nas bancadas dos conc«vidados do BRaga!
    Drop dead asshole!

    ResponderEliminar
  4. Tá tudo doido?

    A patada sobre o Moutinho foi muita bem simulada! Até parecia que ele tinha sido atingido. O trabalhão que lhe deve ter dado convenver o "anjinho" do Braga.

    Por amor da santa...

    Tenham juízo.

    ResponderEliminar
  5. Caro Alfredo,

    A expulsão do João Pereira é incontestável e não foi contestada por ninguém de bom senso. Pena que não haja bom senso para ver o resto.

    ResponderEliminar
  6. Mais nada Pedro! E ainda há um atropelo do Postiga ao Meyong na área do sporting de lisboa... De facto, depois das queixinhas depois do jogo com Trofense, não há mesmo coincidencias.

    ResponderEliminar
  7. Concordo. Dou de barato a expulsão de Postiga.
    Mais parecia um combate de Wrestling, tantas foram as quedas, simulações, espalhafatos e outras coisas mais, em suma, foi uma autêntica VERGONHA. Não só pelo trabalho da EQUIPA (foram os 3) de arbitragem que fez um TRABALHO demasiadamente tendencioso, mas PRINCIPALMENTE pelo futebol " não jogado" pelo SCP, até á expulsão do J.Pereira. É isto uma vitória JUSTA como diz P.Bento?? Por haver EXIBIÇÕES destas é que cada vez mais gostámos de ver a Liga Inglesa.
    Parabéns ao Braga que fez o possível, principalmente na 1ªparte por merecer outro resultado.

    Força Braga

    ResponderEliminar
  8. "borrifa-se para a lei da vantagem", num lance em que pára para mostrar um amarelo...a um jogador do Braga! Sim o árbitro é fraco, mas não foi a favor da Sporting.

    Dizer que o Hélder Postiga faz penalti sobre o Meyong, ou que o sporting simulou lesão é má fé. Ou desconhecimento.

    Continuando, Paulo Bento é tão fraco enquanto treinador, que coloca Miguel Veloso em campo para secar Mossoró com marcação individual, e lança Vukcevic, que até acaba por nem se ver muito, mas para cima do lado direito de onde João Pereira havia expulso. Eu não sou um grande apoiante de Paulo Bento. Pelo contrário. Mas que as suas opções hoje estiveram longe de ser de um treinador medíocre, lá isso estiveram.

    Já agora, Rodriguez sai de campo sem amarelo! E dá um "jeitinho" na bola com a mão depois de esta bater na barriga.

    Quanto à expulsão perdoada a Hélder Postiga... a "tentativa de agressão" é em resposta a uma situação muito semelhante.

    O João Moutinho antes de ser pisado na perna, é também pisado na mão. Tenho pena de não me lembrar por quem...

    Anti-jogo é ter atletas como o João Pereira! Isso sim, é anti-futebol. Tanto talento desperdiçado...

    Já agora, Jorge Jesus, esse talento que faz inveja a tantos treinadores, é impressão minha ou colocou em campo Frechaut e uma carga de homens ofensivos à frente? Isto é de um treinador medíocre.

    Aconselho ainda vivamente a rever o jogo. Com repetições de preferência. O estádio gritava e gemia por qualquer lance. Tudo era falta para aqueles menos de 20 000 adeptos no estádio. Ridículo!

    E já agora, lembro-me de ler por aqui neste últimos dias falar em aliados de outro clube do Minho. Não estava o Pinto da Costa na tribuna VIP do Braga? Aquela equipa que jogou o Torneio do clube? Que emprestou o Alan para fazer birra com quem lhes bate o pé?

    Concluindo, eu prometi não comentar mais futebol por estas bandas, mas para um visitante assíduo a este blogue é impossivel ficar calado perante tamanha barbaridade. É bonito sofrer pelo clube de quem se gosta, mas com cabeça Pedro!

    ResponderEliminar
  9. Caro Paulo,

    Lamento o teu comentário porque ele revela um ódio ao Braga que distorce qualquer análise. É inegável que o Braga foi prejudicado pelo trio de arbitragem, mas confesso que não esperava que o reconhecesses.

    Lamento a forma como tratas os adeptos do Braga que compunham cerca de 90% da assistência presente no Estádio. Se as pessoas se queixaram e protestaram é porque estavam descontentes com o anti-jogo do Sporting e os favorecimentos do árbitro.

    Lamento também que confundas o que escrevo com o que foi escrito pelo jornalista do Jornal de Notícias.

    Lamento que sofras tanto pelo clube de que gostas como pelos clubes que defrontam o clube de que não gostas. Mas é uma questão de grandeza: os nossos rivais chamam-se Benfica, Porto e Sporting...

    Lamento.

    ResponderEliminar
  10. A partir do momento em que citas o Jornal de Notícias frisando a negrito aquilo que eu comento, parto do principio que concordas.

    O meu comentário revela tudo menos ódio. O meu comentário é escrito com a mesma calma que assisti ao jogo e com que li o teu post. Acho estranho, isso sim, que tenha chegado ao final do jogo com a opinião de que o árbitro chegou a tentar em momentos condicionar o Sporting com certos cartões e de repente ver um texto teu a dizer que aquilo foi um escândalo, e um roubo ao Braga. Lê a crónica do "A Bola". Eles acham que o Sporting venceu bem, e que acabou por controlar o jogo quase durante 90 minutos.

    Bem diferente daquilo que leio aqui.

    E o "inegável que o Braga foi prejudicado" é dito por ti. E olha que inegável tem um sentido bastante forte. Espero para ver amanhã os jornais, para ver se há assim tão poucas dúvidas desse tal "roubo".

    Quanto aos rivais. Que hei-de dizer? Campanhas publicitárias de cópia, declarações do presidente a querer jogar em Guimarães para provocar os seus adeptos, entre tantos outros... É bonito e apaixonado dizer o que disseste. Mas foge um bocadinho à verdade.

    Já agora, antes de terminar, aproveita para ler: http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=1006796

    ResponderEliminar
  11. O Sporting não fez nada, não jogou nada, é uma equipa medíocre.. E o Braga jogou muito bem, foi a equipa mais disciplinada e merecia ganhar ao Sporting..

    O mais engraçado é que se por acaso o Braga tivesse ganho ninguém falava em pressões, ninguém substimava o Sporting (sim porque o campeonato do Braga está visto que é ganhar ao Sporting) e diziam que tinham ganho a um grande.

    Sobre o Postiga, deveria ir para a rua. Mas o Joao Pereira também porque a tentativa de agressão do primeiro resulta de uma entrada violenta com o jogo parado do último sobre o primeiro.

    Antes dos 30 min de jogo, existe uma situação de contra ataque do Sporting em que o árbitro beneficia o infractor da falta.

    O amarelo a Abel, resulta de uma falta inexistente.

    Se vamos ao nível de rigor da falta sobre Meyong, temos de ver também o lance em que Moisés faz um corte para canto com o braço em que também seria penalti. Ah, já me esquecia! Na semana passada, não deste valor sequer ao penalti assinalado contra o Sporting, Pedro. Só vês o Braga mas se a Avenida é plural, há que ser em todos os sentidos.

    O treinador é medíocre mas está há mais de 2 anos no clube, com duas vitórias no presente campeonato, com a Supertaça conquistada e com presença na Liga dos Campeões sem recurso a Intertotos ou eliminatórias.

    Mas o pior de tudo, é que os adeptos do Braga não sabem estar e isso vê-se neste post e nestes comentários. Num jogo em que um jogador faz uma agressão impressionante como a do João Pereira, criticar o Sporting por antijogo é no mínimo vergonhoso e típico de clube da Liga do Últimos. Mas é normal: não ganhou o Benfica queriam que ganhasse o Braga.

    Continuem a construir pela Britalar e a engraxar o Mesquita para o dinheiro do trolha e o dos contribuintes pagar ao Jesus e à brasileirada da Torre Europa. E é melhor nem falar da formação que até das equipas dos arredores leva baile.

    Um grande abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
  12. Caro Paulo,

    Não se lê nenhuma calma nem nenhuma frieza de análise dos teus comentários. Sobre esperares pelas crónicas dos jornais, apenas relembro o que escrevi: "Amanhã, nada disto constará das crónicas e reportagens dos brilhantes jornalistas portugueses, mas se fosse ao contrário..."

    Não vale a pena discutir com quem não quer ver e com quem se satisfaz com uma vitória em que um clube e uma equipa de arbitragem fizeram tudo para que não houvesse futebol. Já percebi que há gente para quem vale tudo desde que seja para ver perder o Braga. São complexos que não tenho. Felizmente.

    ResponderEliminar
  13. Meu caro Paulo,

    A qualidade que eu mais aprecio nos vimaranenses é a importância que dão a Braga e a tudo o que se relaciona com esta cidade.

    Ver um vitoriano sucessivamente a comentar o Braga neste blog, só pode encher de orgulho os braguistas porque só demonstra a grandeza deste clube.

    Muito obrigado!!!

    ResponderEliminar
  14. Caro Pedro;

    Em primeiro lugar, devo dizer que acompanho o seu blog há algum tempo. Apesar de discordar com alguma frequência das suas perspectivas, este blog, com a sua clareza e sagacidade, tem-se tornado um dos meus locais predilectos na internet.
    Desta forma, os meus parabéns por um blog bem escrito, informativo e acima de tudo pertinente (característica raríssima entre os seus pares).

    Por esta razão fiquei desiludido quando li hoje o post sobre o Braga-Sporting e, em particular, os comentários que se seguiram.

    [O Sporting] "...sai de Braga com o ónus de manchar o futebol nacional com um desfile de anti-jogo, de simulações de lesões e de falta de desportivismo"

    Seja realista. Costuma ver jogos de futebol do nosso campeonato? Então creio que concordará que já está suficientemente manchado para a exibição do Sporting nada ter de novo ou surpreendente. As ocorrências de que fala não são novas no nosso futebol e são promovidas pelos 16 clubes da Primeira Liga - por uns, com menos recursos, mais do que outros. O futebol é hoje um espectáculo-negócio, pendendo a balança a maior parte das vezes para o lado do negócio. Com o dinheiro em jogo, o mais comum é os clubes preferirem a vitória suada e cínica, defendida com unhas e dentes (ou puxões e caneladas) ao empate empolgante e bem jogado. Também o Braga faz uso deste tipo de jogo, quando lhe convém - apesar de, juntamente com os 3 grandes, ser dos clubes que menos o pratica.

    "Paulo Bento é um treinador medíocre"

    Porquê? Se quiser expor argumentos válidos que sustentem esta sua opinião, gostaria de os ler. Caso contrário, ela não passará de um ataque pessoal e como tal não valerá os pixeis em que está escrita. Não sendo o melhor dos treinadores, está a falar de alguém que numa carreira com menos de 4 anos e meio amealhou 3 segundos lugares no campeonato, ganhou 2 taças de Portugal e 2 supertaças. Tudo isto com o orçamento mais baixo dos 3 grandes, e batendo sistematicamente o mais forte deles no processo.

    "Amanhã, nada disto constará das crónicas e reportagens dos brilhantes jornalistas portugueses, mas se fosse ao contrário..."

    O que escreveu nestas linhas é algo de que estamos também fartos no futebol português - o eterno e irefutável argumento de "mas se fosse ao contrário...". Este é o género de comentário que todos fazemos quando estamos a ver o jogo no café com os amigos. Não tem lugar num espaço sério, esclarecido e informativo, como o seu blog.

    Por fim, não pude deixar de reparar na hora a que fez o post - 00:06 - logo a seguir ao jogo. No seu lugar, quando escrevesse sobre futebol no futuro, fá-lo-ia na clareza do dia seguinte, após consulta demorada com a almofada. O futebol é um desporto com um dom curioso: é capaz de despertar paixões intensas nos indivíduos mais serenos e de obscurecer por momentos até a mente mais esclarecida.

    P.S.: uma adenda. Não discordo em ponto algum que tenha havido decisões da equipa de arbitragem prejudiciais ao Braga. Apesar de sportinguista, foi com pesar que assisti ontem a estas decisões, pois criam (aliás, prolongam) um clima indesejável no nosso futebol. No meu post furtei-me a comentar lances específicos, ou a justificar a incompetência do árbitro em lances contra o Braga com exemplos em que foi inepto a favor do mesmo clube. Fi-lo pela simples razão de que creio que tais discussões nada adiantam.

    Em primeiro lugar, não compreendo em que sentido a existência de, p.e., duas decisões incompetentes - uma para cada lado - seja menos má do que um só exemplo de incompetência. Dois errados não fazem um certo.

    Em segundo, porque tenho a crença (quiçá idealista) de que mesmo com uma arbitragem desfavorável, são os jogadores que, no momento, falham o golo ou cometem o erro defensivo que dá a vitória ao adversário. Em última análise, se a equipa prejudicada tiver tido as oportunidades de ganhar o jogo e não as tiver convertido, tem de se responsabilizar a si própria pelo resultado.

    É esta a minha opinião, correndo o risco de contra mim ser usado o eterno argumento do "...mas se fosse...o Sporting".

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  15. Pedro os teu comentários sobre futebol atingram níveis inacreditáveis à muito tempo.
    A tua cegueira mostra também um profundo desrespeito pela opinião ds outros porque as classificas como "ódio". Já reparei anteriormente que sempre que a opinião não te favorece dizes que os outros só mostram "ódio".
    O facto de comentares o Jornal de Notícias diz tudo. É talvez o jornal menos imparcial de todos a seguir ao Jogo e Bola.
    Infelizmente não tens conhecimentos técnicos suficientes que te permitam analisar um jogo com olhos de ver porque o teu clubismo afecta-te largamente. Não digo que isso não deve acontecer mas pelo menos abstém-te de dizeres barbaridades.
    Estás constantemente a apelar a uma participação responsável mas a tua usa expressões como "mafioso", "medíocre","caciques", etc, atacando pessoas que não se podem defender.
    Talvez a responsabilidade devesse começar pelos teus textos.
    Continuem assim os adeptos do Braga e depois perguntem-se porque razão o Vitória ficou em 3º após ter vIndo da 2ª liga.
    Após o Braga ter sofrido o golo, a equipa ficou desnorteada e só não sofreu o golo de misericórdia porque não calhou.
    Foi um lance que decidiu o jogo.
    Mas afirmar que faltinhas a meio campo, tão normais num jogo de futebol, são sinónimo de imparcialidade, manobras mafiosas, etc, é ridículo.
    Curiosamente a tua análise do jogo recai apenas sobre os lances pretensamente favoráveis ao Braga, esquecendo que do outro lado também havia uma equipa.
    Classificar Bento como medíocre mostra a tua ignorância sobre futebol. Fico-me pelas 4 taças que já ganhou até hoje numa curta carreira e pelo facto de lançar contantemente jogadores jovens de grande categoria ao contrário do teu clube que apenas contribui para enriquecimento dos tais empreiteiros e dos empresário brasileiros.
    Sou Benfiquista (parece que por aqui é requisito essencial dizer-se o clube porque se não for do Braga é "ódio") e talvez o adepto mas insuspeito para elogiar Bento mas há pessoas que não se enxergam quando falam das capelinhas deles.
    Poça!

    ResponderEliminar
  16. O problema do Braga esta época é ter muitos jogadores do FCPORTO. A culpa disto ainda vai ser imputada em tribunal contra o Pinto da Costa.

    A coacção desportiva via comunicação social não é punida. Enquanto uns pedem respeito e coragem na hora de ajuizar, outros indicam males e pressionam com frases como "eu alertei para o que aí vinha" e recebem as recompensas dentro das 4 linhas.

    Creio que a liga já escolheu o seu campeão... Aos gatinhos de lisboa este ano já não escapa!

    ResponderEliminar
  17. Tenho apreciar a RTPN que acabou de mostrar uma imagem do jogo mais justa em que se vê nitidamente o penalti de Postiga sobre Meyong e os lances de perigo do Sporting que não existiram a expulsão de João Pereira justa, só faltou o antijogo praticado pelo sporting e a expulsão de Postiga com a tentativa de agressão a João Pereira.

    ResponderEliminar
  18. :) alguns comentários verdadeiramente disparatados (tás incluido Pedro)...
    Tudo isto tem uma grande vantagem, discute-se o Braga e o clube cresce com isso...
    Mas, enquanto se continuar a ouvir gritar (quase em uníssono) golo do benfica nas bancadas da pedreira... esqueçam!...
    Talvez daqui a uns anos os parolos se reformem e se consiga ter uma genuína (leia-se exclusiva) massa adepta do SC Braga.

    Ass.: Adepto não genuíno.

    ResponderEliminar
  19. De tudo isto só tiro uma conclusão: não preciso de dizer mais nada. Os meus comentários não são debatidos. Atacas apenas a forma como o digo, a suposta vontade que tenho de ver o Braga perder, entre outros.

    E como sobre as minhas opiniões pessoais, paixões clubisticas e etc, eu não tenho que comentar, porque são pessoais, prefiro deixar-me por aqui. Se a conversa descambar para este tipo de argumentos dos dois lados, perde-se o sentido de debate: Argumentar e contra-argumentar factos.

    Já agora, callaeci, vês-me por aqui normalmente nos últimos tempos, a comentar Vitória Sport Club. Hoje foi uma vez quase sem exemplo. Que clube engrandeço eu? Não queiram andar mais rápido que as pernas.

    ResponderEliminar
  20. Caro Paulo,

    A resposta para os teus argumentos está no post em que mostro para que VEJAS BEM o penálti que ficou por assinalar e que teve influência directa no resultado e que a maioria dos jornais desportivos que tu ias ler ignorou por completo.

    ResponderEliminar
  21. O penalti é tão inequívoco que o primeiro post que fizeste não falava dele... Na segunda vez, quando colocas a adenda, eu comento e tu dizes que confundi as tuas palavras com as de um jornal. A tua opinião foi evoluindo ao longo da noite.

    Até o Carlos Freitas quando foi ouvido no final do jogo, perguntaram-lhe pelo lance do Meyong na área do Sporting, comenta que não era falta dele. Não falou em grande penalidade alguma.

    Mais, os meus argumentos foram bem mais do que esses. Debati muito mais do que um penalti. Mas foste-te recusando comentário após comentário a falar sobre o que quer que seja.

    ResponderEliminar
  22. Caro Paulo,

    As tuas intervenções neste blog, mesmo quando são sobre o Vitória, envolvem sempre o S.C. de Braga.

    Essas observações, ao contrário do que pensas, nem te engrandecem a ti, nem o teu Vitória.

    Como tal, não retiro uma virgula ao que escrevi.

    Aproveito, já agora, para te agradecer mais este último comentário, que só vem confirmar o que escrevi.

    Obrigado.

    ResponderEliminar
  23. Caro Paulo,

    Como reparaste, o post foi sendo actualizado ao longo da noite. Toda a gente que estava no estádio ficou com a sensação de que era penalti. Aliás, é o próprio Salvador que o grita na Tribuna.

    Lamento que não o admitas.

    ResponderEliminar
  24. O clube dos bracarenses jogou no sábado no estádio da Luz, por isso compreendo a azia adicional :)

    poderia ser marcado ali penalti, concedo. agora todas as restantes barbaridades (p.bento treinador medíocre, anti-jogo, bla bla) que aqui se dizem são apenas comentários inflamados. E mais um caso típico de mau perder.
    Gostei mais das "trombas" do sr. carlos freitas!

    sinceros desejos de boa sorte para o resto do campeonato. E mais humildade para os lados da bela bracara augusta!

    ResponderEliminar
  25. O Paulo Bento é tão medíocre que nem sabe falar... Além disso é um falhado: todas as épocas no Sporting tem falhado objectivos. Mantém-se no poleiro graças à ingenuidade dos adeptos, ao facto de andarem sempre a pressionar os árbitros e ao facto de não haver por lá melhor.

    ResponderEliminar
  26. vá lá não sejam mauzinhos e vejam a RTPN hoje......pode abrir algumas mentes.

    ResponderEliminar
  27. Caro Al,

    Depois da novela "Liga dos Campeões" deste Verão, já começo a ter dúvidas sobre qual é a cidade dos benfiquistas...

    ResponderEliminar
  28. Caro Al,

    Depois da novela "Liga dos Campeões" deste Verão, já começo a ter dúvidas sobre qual é a cidade dos benfiquistas...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores