Pelo Direito à Livre Circulação

| Partilhar
Autores de "constrangimentos ou violência" serão responsabilizados. Nota 20 para o anúncio do Governo.

6 comentários:

  1. E qual a justificação para o preço doentio das portagens na A7 e na A11?*


    * assumindo que as AE's promovem ou possibilitam "mobilidade"

    ResponderEliminar
  2. neste caso fico à espera que este governo seja responsabilizado pelos constrangimentos que tem causado ao povo português e pela violência social que tem gerado.
    já agora, bom "dia da raça" segundo o outro...

    ResponderEliminar
  3. bracarense sempre, inferior nunca...10 de junho de 2008 às 02:05

    sim, "nota 20".

    por fazer aquilo que devia fazer sem ser necessario publicitar.

    o show off habitual do governo do salazócrates...

    ResponderEliminar
  4. Boicotar as auto-estradas!Eu já só vou nelas para o Porto e para o Algarve...
    Para a "praia" ou Guimarães só excepcionalmente utilizo!Vão gamar para outro lado.

    Se as auto-estradas ficarem às moscas "eles" revêm os preços, certo?É o mercado, não?Ou aqui não funciona a lei da oferta e da procura?Pouca procura faz baixar os preços, não?Será? Ai as virtualiades do mercado que nem sempre funcionam...

    MAIS ESTADO MELHOR ESTADO MENOS ASAE

    ResponderEliminar
  5. Transmitir os custos para o utilizador...questão discutível.Aumentar o preço dos bens essenciais...terrível falhanço politico.Deixar o Mercado decidir sobre tudo...erro dos liberais que sempre entendem haverá maior concorrência e esquecem "os truques" para driblar esse mesmo mescado que supostamente devia ter na concorrência o decréscimo de preços e melhor oferta.Aqui sim mais Estado fiscalizador e ao mesmo tempo interventivo quando surgem abusos ou conloios.É tempo de reflectir sobre como vivem os que têm apenas um pequeno salário ou pensão e os seus direitos a uma vida digna!É tempo de pensar como vivem os que não têm sequer poder reinvidicativo?Onde estão as preocupações sociais? Para onde vai a dita, classe média?

    ResponderEliminar
  6. Para onde foi a classe média?
    Para nenhures, está a ser entalada neste preciso momento pelo que Portugal está em vias de se tornar uma nova Angola, um país com duas classes: Muito Alta e Baixa.

    De permeio, os pagadores de impostos.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores