Por uma questão de segurança...

| Partilhar
...não me parece muito sensato desfilar pelas estradas nacionais durante a noite. Mas cada um faça o que quiser.

20 comentários:

  1. Reparem: a insensatez aqui não é beber e conduzir, mas sim peregrinar por uma fé que não é a do autor do blog.

    Fantástico.

    ResponderEliminar
  2. hahahaha muito bem pedro.

    ResponderEliminar
  3. O preconceito é uma coisa terrível.

    «O jovem, que não conseguia pronunciar qualquer palavra, foi também ele apoiado pelos peregrinos e alguns populares. Foi submetido ao teste de alcoolemia, que deu negativo

    E sim, circular numa estrada nacional durante a noite, seja pela razão que for, é insensato.

    ResponderEliminar
  4. Todos somos intolerantes mas o preconceito é sempre dos outros. Escrevo isto com todo o sentido de autocrítica que a afirmação envolve, mas não posso de me rir novamente com este exemplo primário de jacobinismo.

    A notícia relatava:

    < i >"O condutor de um veículo ligeiro galgou o passeio e atropelou os nove peregrinos, de um grupo de 80 pessoas, que iam a caminho de Fátima para as celebrações do 13 de Maio."< /i >

    O blogue dava a entender que iriam pela estrada.

    A notícia esclarecia ainda sobre as causas do acidente:

    < i >"Fonte do Grupo Territorial da GNR de S. João da Madeira disse que o condutor, de 20 anos, terá adormecido e que o teste de álcool a que foi submetido deu negativo."< /i >

    Para responder ao "preconceito" de outros omite-se a culpa do condutor com uma citação de outra notícia (?).

    Repito: Todos somos intolerantes mas o preconceito é sempre dos outros.

    ResponderEliminar
  5. Também me parece insensato dormir enquanto se conduz e consequentemente subir passeios...

    ResponderEliminar
  6. Isto da Nossa Senhora de Fátima não dá muita saúde...seja na estrada, ou estar quietinho na cama..puxa!

    ResponderEliminar
  7. O Pedro às vezes surpreende-me. Então não é sensato que os peões circulem pelas estradas à noite, usando o espaço que para isso está destinado (o passeio), mas conduzir uma viatura sem condições para tal o fazer é de uma sensatez descomunal. Não se me consta que as autoridades proíbam ou desaconselhem a circulação de peões nas estradas à noite (aconselham, sim, o cumprimento de algumas regras de segurança). Contudo, conduzir com elevado estado de cansaço, tanto quanto eu sei, é altamente desaconselhável. Esta notícia prova porquê.
    Contudo, não percebo porque é que o rótulo da insensatez vai para os peões atropelados e não para o condutor adormecido.

    ResponderEliminar
  8. Na localidade onde resido existe uma pssadeira que se encontra a escassos metros de uma curva. Contudo a sua existência está devidamente assinalada, à distância indicada por lei. Há poucos meses atrás um homem faleceu na sequência de um atropelamento nessa mesma passadeira. Sim, por acaso era de noite, no entanto a sinalização estava lá, à distância que permitia ao condutor reduzir a velocidade perante a proximidade de uma passadeira. Porque não o fez?
    Talvez pela mesma razão que o outro senhor adormeceu ao volante. Por insensatez...

    ResponderEliminar
  9. Insensato é as autoridades continuarem a apoiar eventos como as Queimas das fitas, ou outros do mesmo género com diferente nomenclatura. Eventos que promovem o convívio com o álcool e retiram horas ao ternura da cama. Pelas mais diversas razões as Queimas das Fitas são eventos completamente ultrapassados e sem o significado para o qual foram originalmente criadas.

    Por acaso o condutor viria da "queima", por acaso não tinha álcool no sangue (muitos têm sangue no álcool...) mas até estava cansado com o avançar da hora.

    No que aos peregrinos diz respeito, desde que devidamente equipados (coletes reflectores, por exemplo) considero a sua opção a mais racional por diversas razões. Em primeiro porque o tráfego nocturno é muito menos intenso do que o diurno. Em segundo pelas condições climatéricas. Só por má fé (ou a falta dela) ou insensatez se pode tentar culpabilizar os peregrinos do ocorrido.

    Uma vez mais refiro que a maior insensatez não é este acidente, mas sim todos os que existirão pela promoção de comportamentos errados. Para quê tantos milhões investidos em informação como:

    Se conduzir não beba;
    ou Descanse antes de entrar no carro.


    Pedro,
    não deixes que a falta de fé te aletere o raciocínio...

    ResponderEliminar
  10. Bem, para quem criticou a minha interpretacao sobre as palavras do Saramago, esta tua frase do "desfilar pelas estradas nacionais" esta' do melhor Pedro ... ;)

    Uma nota para este comment do Osso:

    "Insensato é as autoridades continuarem a apoiar eventos como as Queimas das fitas, ou outros do mesmo género com diferente nomenclatura. Eventos que promovem o convívio com o álcool e retiram horas ao ternura da cama."

    Sabes que estes tipo de coisas de adormecer ao volante, apesar de tudo, tanto acontece a pessoas que vem da queima como a alguem que vem de um congresso, nao tem necessariamente a ver com onde se esteve ou com quem ou ate que horas...se calhar ha outros factores igualmente importantes, ou nao?

    Nao percebo o teu preconceito contra as Queimas, mas gostava...

    ResponderEliminar
  11. Chegou a polícia dos costumes!

    (Ouvi dizer que o moço que conduzia fumava....xiii!)

    ResponderEliminar
  12. O fanatismo anti-religioso é tão condenável (e insensato) como o fanatismo religioso.

    ResponderEliminar
  13. Sou dos que entendem toda a estrada deve ter um passeio, destinado apenas aos peões, quanto aos carros têm espaço próprio, sendo ponível a subida aos passeios, pior se pondo em risco quem ali circula.Nada justifica acidentes deste tipo excepto o erro mecânico ou doença súbita do condutor.Uma coisa é a autoestrada outra bem diferente as estradas Nacionais.A lei protege contra ofensa ilícita à personalidade física...parece ser o caso.Nada justifica pois o acontecido, se outros argumentos não nos ilucidarem.Nada deve pôr em risco o cidadão que de noite ou de dia circule nas bermas ou nos passeios.

    ResponderEliminar
  14. hmag,

    não se trata de preconceito contra as Queimas. mas sim um vazio de conteúdo destas festividades. Acabo por tentar responder com esta questão: qual o benefício das Queimas?

    escrive um pouco mais em http://culpadomedico.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  15. Sim ..realmente alguém m explica para que serve essa coisa da queima das fitas? Muito menos serve esse tal de enterro da gata. Estudei na UM e a semana do enterro da gata era para mim a pior semana do ano. A semana em que os bimbos gostavam de aparecer e quem estivesse sóbrio não era bem visto. Uns tristes, coisa de gentinha sem nada na cabeça.

    ResponderEliminar
  16. Bom Dia...para os peregrinos e para os Homens de Fé.Gostei especialmente do Bom Dia da Rádio Renascença de hoje...Afinal ir a Fátima a pé é um sacríficio é preciso ter Fé, para cêdo erguer e caminhar por aí.Todos os que apoiam a caminhada, atendem ou socorrem esta gente de Fé tiveram hoje um Bom Dia especial na RR.Parabéns e um Bom Dia nunca é tarde para acreditar e dar bons exemplos de cidadania.Caminhar pelas estradas, de dia ou de noite pode ser coisa de Fé.

    ResponderEliminar
  17. Queima das Fitas é tradição Académica,é festa, convívio, amizade, companheirismo e despedida daqueles que terminam seus Cursos e deixam de participar nestas alegrias`´E também espirito de juventude, onde por vezes acontecem excessos lamentáveis, nada que não se entenda, enfim também eu frequentei a UM e não "entrei" em praxes ou Queima das Fitas, mas não é motivo para julgar que a festa da Academia, seja coisa lamentável.Não participei, mas entendo esta semana de Festa e de espírito crítico,que em Braga quase não existe.A festa será sempre aquilo que os estudantes quiserem que seja, isto é, ou têm ideias ou é pobre...

    ResponderEliminar
  18. Homens de Fé...são os alunos que insistem em passar, mesmo quando os obstáculos são enormes e produto de Docentes prepotentes e incapazes de saber ensinar, transmitindo os seus valiosos conhecimentos de forma a serem entendidos pelos seus alunos.Boa caminhada para todos os que de forma pacífica mesmo que revoltados, cumprem os seus deveres de cidadãos e esforçam-se por chegar a um destino...Boa caminhada para todos os peregrinos que acreditam e se esforçam com o seu exemplo, por viver num Mundo melhor...pelos que amam o próximo sem qualquer interesse pessoal, praticam o bem sem olhar a quem e pugnam sempre pelo bem estar colectivo e pela paz.Boa caminhada para os que se preocupam com os mais carecidos, pelos idosos, desempregados, jovens sem futuro ou sem esperança.Boa caminhada para os enfermos e que a vida seja sempre esperança no amanhã, coragem e paciência, mas também vontade de vencer.Boa caminhada para todos os que vivem e sentem os problemas dos outros, os problemas sociais.Para todos um acreditar em sinais motivadores de esperança e vontade de vencer as dificuldades.Aos estudantes, a todos, mas em especial aos de Direito da UM, tantas vezes citados neste Blog e na Imprensa, uma época de paz e sucesso...não desistam porque o mal tem limites...

    ResponderEliminar
  19. Não dúvido da Fé daqueles e são muitos que caminham dias seguidos até Fátima.Não dúvido tenha sido um acidente talvez motivado por negligência.Não aproveito para vitimizar o cidadão ou o condutor, lamento apenas que continuem a morrer ou a haver vítimas nas nossas estradas.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores