Sobre o EuroBarómetro das Cidades

| Partilhar
A Câmara Municipal de Braga tornou público, através do seu canal informativo, os resultados de um EuroBarómetro sobre as percepções dos habitantes de 75 cidades europeias relativamente à qualidade de vida. Tratando-se de um meio de propaganda, a nota de imprensa do Município apenas hiperboliza o positivo e minimiza o negativo. Os jornais embarcaram na análise oficial, mas haverá outras leituras a retirar do documento?

1) TRANSPORTES PÚBLICOS
53% dos bracarenses dizem-se satisfeitos com os transportes públicos da sua cidade enquanto nas restantes cidades, em média, a percentagem de satisfação é de 64%. Por outro lado, em Braga, os insatisfeitos são 17% enquanto que no resto da Europa totalizam 27%. Isto sucede porque Braga é a cidade em estudo em que o número de inquiridos sem opinião acerca do sistema de transportes públicos é maior: quase 1/3 dos bracarenses (30%) não tem nada a dizer sobre esta matéria, um indicador de que provavelmente nem conhecem os sistemas de transportes públicos.

2) EQUIPAMENTOS DESPORTIVOS
Ao contrário do que sucede com os transportes, os bracarenses estão mais satisfeitos do que a média dos europeus residentes nas cidades em estudo relativamente ao item de equipamentos desportivos. 63% dos bracarenses diz-se satisfeito, contra 56% dos europeus.

3) SALAS DE CINEMA
A oferta existente parece satisfazer os bracarenses. Por aqui, os satisfeitos totalizam 74% enquanto que na média das 75 cidades se ficam pelos 69%.

4) EQUIPAMENTOS CULTURAIS
O número de insatisfeitos com a cultura na cidade de Braga (28%) é o dobro da média europeia (14%). Apesar de uma maioria significativa se mostrar satisfeita (62%), Braga está muito longe de atingir todos os públicos nesta matéria. Bem mal vai a política cultural do Município quando se vai ao cúmulo de anunciar através dos meios oficiais a abertura de uma loja privada (Publicidade gratuita?).

5) POLUIÇÃO DO AR, RUÍDO E LIMPEZA URBANA
A maioria dos bracarenses (58% e 53%, respectivamente) considera que a poluição do ar e o ruído são um problema importante da cidade. Já relativamente à limpeza urbana, o nível de satisfação é relevante, sendo expresso por 84% dos respondentes, contra uma média europeia de apenas 53%.

6) ESPAÇOS VERDES
Insatisfeitos. 52% dos bracarenses estão insatisfeitos com os parques e jardins da sua cidade. Este valor contrasta pela negativa com a insatisfação média de apenas 28% nas restantes 75 cidades da Europa.

NOTA FINAL
À semelhança do que sucede no conjunto das 75 cidades, 95% dos bracarenses disseram que gostam de viver na sua cidade. A média europeia é de 90%.
Parece-me que esta análise da comparação de tendência é mais útil do que a ordenação em rankings de cidades. Mesmo assim, é preciso ter em conta que o nível de exigência e des responsabilidade cívica de um dinamarquês é necessariamente diferente do de um português, pelo que algumas comparações terão que ser relativizadas.

É bom viver em Braga?
Sem dúvida. Mas ninguém tenha a veleidade de achar que não poderia ser ainda melhor.

9 comentários:

  1. em relação aos transportes públicos em que este estudo revela que 53% dos bracarenses se dizem satisfeitos,e os insatisfeitos são apenas 17%...isto realmente só pode dizer respeito a pessoas que não têm o mínimo conhecimento acerca do funcionamento da rede de transportes públicos em Braga, utilizo os autocarros desta cidade há vários anos e para além de muitos deles não terem condições para ainda estarem em circulação os horários são para lá de péssimos...uma vergonha mesmo!!

    ResponderEliminar
  2. "Já relativamente à limpeza urbana, o nível de satisfação é relevante, sendo expresso por 84% dos respondentes, contra uma média europeia de apenas 53%." Como é que é possível? Nunca percebi a estratégia de não existirem contentores e os caixotes do lixo escassearem. Quando se passa numa rua de Braga à noite, nos locais onde antigamente as pessoas colocavam sacos para o padeiro pôr o pão no dia seguinte, encontram-se agora sacos de lixo em filinha! Que belos canteiros! Também adoro quando se estaciona o carro e é difícil abrir a porta porque estão sacos do lixo encostadinhos a empatar!

    ResponderEliminar
  3. Esse estudo não avalia um dado que na minha opinião invalida qualquer comparação com outras cidades: a educação dos cidadãos. Cidadão ignorante é uma cidadão contente.

    Agora (mais) a sério: como é que há tanta gente satisfeita com os transportes públicos se só alguns estudantes e reformados os usam ? Basta fazer o percurso Avenida Central - U.M. para ficar descontente com os tradicionais 45 min. A pé vou mais depressa. Concluo que o autocarro só serve para nos proteger da chuva.

    E já agora, como é que uma público que não consome cultura tem uma opinião tão expressiva em relação à mesma ? Quer esta seja positiva ou negativa, digo eu...

    Mas sim, ainda é bom viver em Braga... ou menos mau, melhor dizendo.

    ResponderEliminar
  4. Penso que a primeira parte do comentario do Pedro diz tudo. Uma das principais coisas que o Mesquita conseguiu fazer foi iludir muitos bracarenses, atirou lhes areia para os olhos com algumas obras faraonicas e crescimento acelerado.
    Quantas vezes não ouço, e voces também: "O mesquita fez muito por Braga, a cidade cresceu muito".

    Por exemplo, o Pedro Morgado sugeriu, e muito bem o electrico em Braga,e o Mesquita sugere logo o mais folclorico que se faz ao nível de transporte de carris urbano. Claro que muitos dos entusiastas do faraonismo e da falta de ordenamento urbano bracarense iriam concerteza aplaudir de pé.

    Sinceramente faz me confusão tanta satisfação viver numa cidade no estado em que está Braga. Claro, que é muito importante um cidadão ter orgulho em morar e dizer que pertence a uma cidade, isso é mesmo muito bom, mas cabe a esse cidadão tentar melhorar as coisas, e em Braga há muito para melhorar e vocês podem faze-lo.

    ResponderEliminar
  5. «Basta fazer o percurso Avenida Central - U.M. para ficar descontente com os tradicionais 45 min.»

    Braga é uma cidade pequena. :) Da Avenida Central até à Estação da CP ou Correios de Maximinos deverá demorar no máximo mais meia hora. E está a cidade atravessada...

    ResponderEliminar
  6. "É BOM VIVER EM BRAGA???" DEUS ME LIVRE! TIVE O AZAR DE NASCER NESTA TERRA HORRIVEL E REPLETA DE TROLHAS BIMBOS E NÃO VEJO A HORA DE ME MUDAR PARA OUTRA CIDADE. SÓ VOLTAREI A BRAGA SE FOR MESMO NECESSÁRIO....

    ResponderEliminar
  7. Contrariamente aos comentários anteriores, só me resta dizer: é mesmo bom viver em Braga. E acrescento, tenho orgulho em viver em Braga!

    ResponderEliminar
  8. Sugiro ao autor deste blog que leia com atenção o que escreve, sob pena de fazer análises negativas precipitadas (a consciência partidária a isso obriga). Exemplo disso é a análise que fez das respostas às perguntas sobre ruído e poluição do ar, em que apontou os valores dos satisfeitos como insatisfeitos...
    Com certeza uma distracção... ou fragilidades na compreensão da língua inglesa... Até já!

    ResponderEliminar
  9. Caro anónimo (15.37),

    Tem que ler o estudo com mais atenção. Recomendo uma segunda leitura e, se necessário, posso fazer a tradução para que melhor compreenda o que está escrito.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores