Estranhas Causas

| Partilhar
1. Nunca imaginei ver Vital Moreira a pedir mais ensino privado. Na realidade, não existe ensino privado em Medicina porque nunca houve nenhum projecto com qualidade suficiente para ser aprovado.

2. Não há falta de médicos em Portugal (todas as estatísticas internacionais comprovam este facto). O que existe é uma distribuição desigual e um funcionamento ineficiente dos serviços de saúde.

3. A questão do "direito das pessoas escolherem a sua profissão" não é mais que lenha para a fogueira da obsessão social de se ter que ser médico a todo o custo.

3.1. Todos os cursos têm numerus clausus. Existirão imensos jovens que gostavam de ser advogados e não conseguem ingressar em Direito nem tão pouco no Ensino Superior - nunca vi ninguém preocupado com isso a reclamar mais vagas para Direito. Nem para qualquer outro curso. Porquê reclamá-las para a Medicina?

3.2. Dar o curso de Medicina a quem o quer, como se de uma bem-aventurança se tratasse, nao resolve nem o problema da vocação nem a questão do direito das pessoas escolherem a profissão. Como não há condições para aumentar, com dignidade, o número de licenciados em formação pós-graduada, formar-se-ão muitos mestres em Medicina que nunca poderão ser médicos.

3.3. Se as pessoas devem ter o direito a escolher a sua profissão, porque motivo não se insurge Vital Moreira contra o facto de Correia de Campos estar a forçar uma geração de médicos a ingressar na especialidade de Medicina Geral e Familiar, por via do numerus clausus?

Moral da história: prometer mais vagas em Medicina dá votos mesmo que se encerrem inúmeros serviços de saúde por todo o país.

9 comentários:

  1. Eu nunca imaginei que o professor Vital Moreira pudesse mesmo existir.

    ResponderEliminar
  2. A minha mãe chega a sair de casa bem antes das 7 da manhã para tentar conseguir uma consulta no Centro de Saúde de Enfias (CSE). Quem quiser pode fazer esta experiência para comprovar a veracidade das minhas palavras. Muitas vezes não cosegue tal consulta! Já não temos médico de família há muitos anos, desde que a anterior médica se reformou. No CSE dizem que isto acontece porque não há médicos!

    Pergunto: -Isto é de um país desenvolvido?
    Quando queremos uma consulta que necessite um estudo mais aprofundado temos de recorrer a um médico fora do SNS. Todos sabemos disto!

    Pergunto: -Porque é que temos de esperar semanas pela dita consulta e depois temos de pagar um dinheirão, insuportável pela grande maioria dos portugueses? Isto não é por falta de médicos?

    Porque é que, em média, a qualidade de vida dos médicos portuguese, e volto a frisar, portugueses, está muito acima da dos resantes portugueses? Isto não acontece nos EUA, Espanha, GB, França, etc. Será que isto é um grande lobby dos médicos portuguese para garantir uma qualidade de vida injustamente demasiado desfasada em relação à restante comunidade?

    Porque é que eu não tenho um médico quando preciso a um preço justo? Isto é falta de quê? De organização? Então organizem-se mas eu acho que é mesmo falta de médicos, e dos bons, pois de comerciantes já nós estamos fartos!

    Espero que vocês, médicos jovens, venham dar uma lufada e ar fresco na vossa classe e no nosso país!

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  3. Concordo consigo asc e sei de muitos mais casos, que certamente não vale a pena descrever aqui pois ficaria um comentário maior que o próprio post.

    Contudo na minha opinião o privilégio dos médicos começa quando eles ainda são futuros médicos e têm privilégios dentro das suas universidades que as outras licenciaturas não têm. Medicina é um curso importante mas não é o único importante! Há outros importantes que mereciam tanto ou mais que eles e desejavam ter as condições que os de medicina têm.

    Se as condições dentro da própria universidade já são superiores às dos outros, como poderiam eles adaptarem-se na sua vida pós-universidade a viver em igualdade com os outros?

    Digo mais e com muita pena minha, há muitos médicos que mais parecem talhantes do que propriamente médicos.

    Enfim, que o futuro dos serviços de saúde e as futuras gerações de médicos sejam bem melhores, possibilitando que cada vez se encontrem menos talhantes e tratar da vida das pessoas!

    ResponderEliminar
  4. Temos um excelente rácio habitantes/médico. Não é por aí que vamos lá.

    ResponderEliminar
  5. Se o rácio é bom então, os médicos são maus! Os tempos de espera e os custos da saúde assim o comprovam!

    Se os médicos são bons e trabalhadores então há falta de médicos!!!

    ResponderEliminar
  6. Não existem privadas de medicina pelo custo/investimento que a privada tem de fazer para ter o curso em funcionamento. Quem diz medicina, diz muitos outros cursos mais tecnológicos...

    ResponderEliminar
  7. "Na realidade, não existe ensino privado em Medicina porque nunca houve nenhum projecto com qualidade suficiente para ser aprovado."

    Não é 100% correcto. Alguns dos projectos apresentados não sendo perfeitos, eram pelo menos ao nível do que já existe. A Ordem é que nunca deixou abrir os cursos.

    ResponderEliminar
  8. Caro Luis Pedro,

    Agradecia que justificasses o que afirmas porque o que dizes não é verdade.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores