Sócrates, o grande ditador - III

| Partilhar
Pacheco Pereira no Abrupto

RTP, noticiário das 13 horas: uma pequena peça sobre o processo do professor do Porto que disse uma frase jocosa sobre José Sócrates e foi punido pela zelosa DREN, uma conhecida militante do PS do Porto. A peça estava escrita numa linguagem um pouco confusa e usava um vocabulário bizarro, sempre á volta de um inuendo: o que o professor disse terá sido mais grave do que o que se diz que ele disse. O inuendo é sugestivo, a linguagem rebuscada da peça pode ser apenas incompetência. O que não é incompetência é a frase com que se termina e que aqui reproduzo ipsis verbis: "o professor não quer falar sobre o assunto porque provavelmente já falou demais." Interessante "jornalismo"...

4 comentários:

  1. Eu ouvi essa peça da RTP e achei lamentável a forma como acabou. O jornalismo de serviço público não é isto!!!!

    ResponderEliminar
  2. Eu também vi/ouvi esta peça. Lamentável, mas nada a que já não estejamos habituados.


    dr. etcétera

    ResponderEliminar
  3. Pedro,

    É evidente que a liberdade de expressão tem que ser protegida e nem consigo imaginar que a razão da suspensão seja uma anedota. Diferente é concluir que o Governo anda a controlar estes comentários, ainda mais porque o próprio Ministro das Obras Públicas já deu o seu contributo ao anedotário nacional.

    Abraço,

    ResponderEliminar
  4. Se o professor foi suspendo por se armar em parvo o que irá acontecer ao Mário Lino e ao Manuel Pinho?

    Sobre o deserto que é este Governo e a miragem que são alguns Ministérios, dá uma olhada em http://mobilidade-em-almada.blogspot.com .

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores