Era uma vez um governo socialista liberal

| Partilhar
«Os medicamentos com receita médica vão passar a ser vendidos também nos hipermercados e nas lojas de saúde que vendiam, até agora, apenas medicamentos que estavam isentos de receita médica. (...) Se o doente escolher comprar um medicamento com receita num hipermercado, terá de pagar a totalidade do preço, ou seja, terá de abdicar da comparticipação que o Estado dá à maioria dos medicamentos.»

Diário Económico

2 comentários:

  1. Mas se optar por comprar na farmácia, terá a comparticipação (palavras do ministro da saúde).

    ResponderEliminar
  2. então para que servem as receitas?
    só para poupar uns tostões?
    como ficarão as resistências aos antibióticos (sendo eles tomados indiscrimanadamente, porque o sr do lado também está a tomar) daqui a 5 ou 10 anos?

    realmente este ministro não presta...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores