S.C. Braga: Três Erros e Um Ponto

| Partilhar
Foi num relvado verdadeiramente miserável que o Braga teve que jogar na noite de ontem, situação que vem demonstrar, uma vez mais, que os clubes têm tratamento diferenciado no que respeita às condições mínimas exigíveis para praticar futebol. Se o Porto não pode jogar em Oliveira de Azemeis, também o líder Braga devia ter sido poupado ao lamaçal de Leixões, um erro que podia ter custado lesões importantes para os clubes e também para as selecções que os jogadores representam.

Contudo, a história do jogo começa verdadeiramente com o segundo erro da noite: uma colossal fífia de Eduardo entrega o golo a um Leixões que nada havia feito para o merecer. É uma situação que vem lembrar que no melhor pano cai a nódoa que é como quem diz que até a melhor defesa de Portugal comete infantilidades que lhe podem custar caro na luta pela Europa.

Depois disso, apenas uma das equipas se interessou pelo futebol. Leixões e Olegário entregaram-se a um anti-jogo que envergonha o futebol nacional, um erro partilhado que se vem perpetuando dia após dia e que há-de esvaziar os estádios por completo. Quem paga bilhete gosta de ver a bola rodar e dispensa a palhaçada repetida das lesões simuladas e das faltas cirurgircamente calculadas para quebrar o ritmo.

O golo do Braga, ao cair do pano, é bem curto para espelhar com rigor o que fizeram uma e outra equipa, mas acaba por deixar os minhotos a uma vitória do simbólico, mas sempre histórico, título de Inverno. Mesmo quando já se sentem em acção as manigâncias do costume, vamos a isso?

9 comentários:

  1. 4 minutos de desconto para o jogo que também vi é um convite a uma das ligas mais sérias e prestigiadas da Europa. 7 minutos era o mínimo e quando assim acontecer jogar deitado acaba logo. Até lá...
    P.s. sou portista como é sabido.

    ResponderEliminar
  2. delirante mais uma vez o comentário da jornada. com sorte ainda vai arranjar um canto ou um pontapé de baliza em que o braga foi prejudicado...

    só um adepto como o Pedro Morgado pode dizer que o empate não foi justo. ou isso, ou não viu o jogo.
    o leixões teve tantas ou mais oportunidades de marcar como o Braga. soube anular as pedras fundamentais do SCB, e claro, naquele pantano onde a bola não rola, o braga sentiu mais dificuldades. a estrela de campeão fez-se ver com o golo importantissimo nos ultimos minutos, fruto de o braga ser uma equipa que nunca desiste. apesar de tudo, o empate é um bom resultado, num campo muito dificil.

    p.s. o domingos é um santinho do caraças, é é...

    ResponderEliminar
  3. mas quem é este j.???
    toda a gente viu que o empate foi injusto porque só o BRAGA fez pro ganhar o jogo.
    é bom ver que há muitos invejosos do BRAGA.

    ResponderEliminar
  4. Nem a jogar com mais um forma lá.
    O SLB também jogou num lamaçal hoje e ganhou 4-0.

    ResponderEliminar
  5. pelo menos não sou cego. uma coisa é querer, outra é merecer. em oportunidades de golo nenhuma se destacou (mesmo número de oportunidades. o braga só conseguiu estar por cima do Leixões quando começou a jogar com mais um, e nem sempre bem. já agora, expulsão essa, um pouco forçada... (se fosse expulsão de um jogador do braga o argumento era "quando já se sentem em acção as manigâncias do costume", não é?
    j.

    ResponderEliminar
  6. n vi o jogo ... por isso nem comento.
    2 coisas apenas:
    O Domingos não é nenhum santo
    O Olegário tem alinhamento conhecido: ou é com a burrice, ou não é com o Benfica - de certeza.

    Isto não é enfiar a carapuça: todas as crónicas de Pedro Morgado têm implícita a implicação do Benfica, por isso ... trata-se de ler o que não foi escrito mas pensado

    ResponderEliminar
  7. Caro Pedro Morgado, em relação ao primeiro erro não me parece que tenha sido o mais preponderante no curso do resultado, sim o relvado não estava em condições, mas o do jogo do oliveirense estava bem pior, e ainda ontem o benfica jogou num igual ou pior que o do leixoes. Concordo qe se deve er atenção aon estado do relvado, mas como tem chovido muito ultimamente e normal a relva ficar estragada. Em relação a diferença de tratamento, é o costume, no caso do porto falou-se muito antes do jogo, logo o arbitro ja estava pressionado a nao permitir que houvesse jogo.
    O segundo erro nem se comenta, fifia monumental.
    Depois o terceiro, caríssimo tem realmente razão quando diz que há demasiado anti jogo e com a total passividade dos arbitros, nao e uma situação nova, e nao e so nos jogos do braga.
    cumprimentos

    LT

    ResponderEliminar
  8. acho que no jogo leixoes braga o relvado estava pessimo mas para os dois portanto .vivo fora de portugal nasci em braga e sou bracarence. nao me impede de criticar o braga se for preciso penso que o braga neste jogo falhou muitos passes o braga sendo mais tecnico teve dificuldades em impor o seu jogo devido ao relvado com certeza .agora quanto a inveja que o braga provoca e bom sinal isso significa que o braga esta bom e que esta a criar dores de cabeca a milhares de adeptos de outras equipas sobretudo aos do benfica o que seria grave e que ninguem falasse no braga forca meu braga es o meu orgulho a muito tempo que estava a espera de um braga forte a nossa cidade merece uma boa equipa e se todos os bracarences tivessem as minhas ideias eramos todos pelo braga adeptos ferventes da nossa cidade nao pelos de fora viva o braga

    ResponderEliminar
  9. Pedro,

    A propósito de antijogo:
    Ainda te lembras do Sp.Braga - Benfica a partir dos 7 minutos de jogo?
    Quantos minutos se jogaram na compensação? (aí uns 30 segundos dos 4 minutos previstos)

    Saudações

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores