A Festa do Jazz Mora em Guimarães

| Partilhar
Photobucket
© Guimarães Jazz 2009

O Guimarães Jazz que se avizinha (o festival abre as suas portas no dia 12 de Novembro) é, sem dúvida, um dos melhores das últimas décadas. Nada que me surpreenda, pois desde o primeiro certame que o visito e, sempre considerei que este evento tinha o incondicional apoio e carinho das diversas instituições da cidade de Guimarães. Uma programação à prova de bala (Ivo Martins és um mestre!), uma direcção artística sem mácula, não são, no entanto, aquilo que mais me fascina neste festival. As jogadas de mestre são executadas em torno daquilo que a meu ver define um grande festival: a envolvência da cidade e da sua população, fazendo deste certame uma verdadeira festa da música. Tal desiderato não está, neste domínio, ao alcance de todos, como um breve olhar pelos festivais de jazz deste país pode demonstrar. O Guimarães jazz tem essa particularidade de se pensar a si próprio, numa contínua insatisfação que impõe uma formulação de novos desafios e novas propostas de envolvência da cidade. Este ano, a cumplicidade entre o comércio de Guimarães, nomeadamente as actividades de restauração e o turismo em geral, vão contribuir para a sedimentação daquele que já é para muitos considerado como o melhor festival de jazz do país.

A festa do jazz está quase a abrir as suas portas e, aos amantes da música, só resta participar no evento e fruir de excelente arte patente na programação de primeira água do festival. Estar ausente deste evento é um erro histórico sem redenção. Saibamos, assim, ser dignos de tamanha oferta de arte.

Escrito por José Carlos Santos

5 comentários:

  1. As actividades paralelas ao festival, como as Jamsesions, são um espectáculo dentro doutro espectáculo.
    No café-concerto do Vila Flor, no S.Mamede ou mesmo no Convívio, os sons do jazz ganham outra alma.
    As (nossas) gargantas deixam de estar secas, damos uma de tretas e ainda por cima cheiramos os saxs e os pianos mais de perto.
    Por estas e por outras, vou fazer os 20 Km até lá...
    Até jazz !

    ResponderEliminar
  2. Grande evento na linda cidade de Guimarães!

    ResponderEliminar
  3. olha lá ó Dário, tu amas tanto o povo das terras de basto que um dia destes vais entrar para o record do guines por mamares na piça d´eles todos e já agora também na minha.
    vais engulir?

    ResponderEliminar
  4. Incrível !!!
    Ainda há pessoas que confundem saxofones com...sexofones.

    ResponderEliminar
  5. Os meus bilhetinhos já cá cantam. Para todos os dias como de costume.
    O Guimarães Jazz é, claramente, o melhor festival do País.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores