Autárquicas Em Cartaz

| Partilhar
Já se começam a notar as primeiras movimentações do furor que será a campanha autárquica dentro de alguns meses. Por aqui, em Famalicão, nada de muito especial. Apesar de a candidatura da coligação PSD-CDS/PP ter sido apresentada apenas na passada segunda-feira, o que não falta pela cidade são gigantescos cartazes com uma cara sorridente do autarca mais rico do país.

Uma volta pelo centro urbano encontra cerca de uma dezena de cartazes, em quase todas as entradas da cidade e também no seu interior: junto ao parque 1º de Maio, ao pé da Rotunda da Água... esta última, na foto, foi aliás uma das obras de requalificação urbana mais emblemáticas deste mandato social-democrata. A rua S. João de Deus, contígua à rotunda, foi das primeiras obras a receber a placa a assinalar a empreitada, com o nome de Armindo Costa. Várias foram vandalizadas, entretanto.

Cartaz de Armindo Costa (PSD/CDS-PP), Famalicão
© Bruno Simões

A campanha em si, em termos estéticos, está muito bem conseguida. Bom jogo de cores, uma imagem que inspira confiança, um slogan que apela à continuidade, e a ligação para o blogue do candidato na parte superior do cartaz. A juntar a isto, há um cartaz em cada esquina da cidade.

Já a do PS, por seu turno, está muito mais discreta. O cartaz, como se pode ver na foto, apela à mudança, em linha com a moda Obama, mas tem falhas gravíssimas. O candidato, Reis Campos, é pouco conhecido junto da população, e o facto de o seu nome não fazer parte dos cartazes de campanha é péssimo. Na verdade, este cartaz está colocado numa das saídas da Variante Nascente de Famalicão já há vários meses, quase aos mesmos que me ia interrogando sobre quem seria este candidato.

Não detectei mais de 4 cartazes de Reis Campos pelo centro urbano famalicense. As diferenças entre as candidaturas são, neste momento, abissais. Tenho a impressão de que há mais propaganda ao PS de Sócrates, para as Legislativas, do que às Autárquicas. Talvez ainda vá ser lançada alguma nova campanha socialista em Famalicão. No blogue de Reis Campos, é possível encontrar as suas principais ideias e motivações.

Cartaz de Reis Campos (PS) em Famalicão
© Bruno Simões

Do PCP ou do Bloco nada se vê, por ora. Aliás, há mais cartazes da Missão Minho, do Manuel Monteiro (dois) do que dos restantes partidos com assento parlamentar.

A direita está, pois, em peso, em Famalicão. Tudo aponta para uma repetição dos resultados de 2005, que deram a maioria à coligação PSD-CDS/PP com 55% dos votos. Aliás, das 49 freguesias famalicenses, só 5 é que não são laranja e têm presidentes socialistas.

1 comentário:

  1. o de famalicão ao contrário de muitos (todos os outros) já era rico antes de ir para a politica

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores