“Praise song for the day”

| Partilhar
Mal termina o discurso de Barack Obama, há comentadores televisivos que se precipitam para a conversa fiada. Não reparam, por isso, que, no mesmo instante, em Washigton, a multidão escuta uma poeta, Elizabeth Alexander. Esta mulher lê um poema escrito para esta ocasião. Intitula-se “Praise song for the day”. É a quarta vez que a poesia é convidada para uma cerimónia de posse presidencial. A primeira tinha sido em 1961, ano em que Robert Frost leu “The Gift Outright” no início do mandato presidencial de John Fitzgerald Kennedy. Já se sabe que há maus políticos que gostam de excelente poesia ou de excelente música, mas também é verdade que nunca fomos muito longe com gente inculta.

Há comentadores televisivos que, com pressa de falar, se dispensam de observar o que está a suceder. Nada dizem, por isso, sobre o assunto, mas a atenção que neste dia, em Washigton, se concedeu à poesia é, evidentemente, um sinal que apenas pode ser considerado como muito auspicioso.

2 comentários:

  1. Por acaso na CNN estiveram em perfeito silêncio a maior parte do tempo. Mas imagino que estejas a falar de tvs portuguesas...

    ResponderEliminar
  2. na CNN, só mesmo por acaso.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores