Boas Saídas Em 2009

| Partilhar
dinossaurius da politica
© V.P.

Adenda: para quem não percebeu o objectivo do post, dada a discussão-ao-lado que se gerou com o título, que lhes sirva este texto de pista para fintar a minha falta de arte.

10 comentários:

  1. Posso perguntar porque razão este blog festeja o fim do ano?
    É que esta data é festejada pelo calendário religioso gregoriano.
    Ou seja, é um calendário dos católicos.
    Está em causa a laicidade do Estado.

    ResponderEliminar
  2. Peço desculpa se lhe fez confusão o conteúdo do post.

    O Calendário a que se refere é sobretudo astrológico e até segue as Eras, em intervalos de 2100 em 2100 anos. Está na de Peixes and this is the dawning of the Age of Aquarius, Age of Aquariuuuuuuuuuuuus!

    Se quiser posso pôr "Boas Saídas no Ano do Boi".

    ResponderEliminar
  3. Olha o calendário gregoriano é católico?!?!?! Quanto muito seria cristão, não católico!!!

    "When the moon is in the Seventh House
    And Jupiter aligns with Mars
    Then peace will guide the planets
    And love will steer the stars

    This is the dawning of the age of Aquarius"

    ResponderEliminar
  4. Digam o que disserem a falta de coerência é notória.
    Criticam o facto das autoridades públicas celebrarem o Natal mas vocês festejam uma data do calendário gregoriano.
    E o nosso calendário é gregoriano quer queiram ou não e foi instituído pela igreja católica.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Calend%C3%A1rio_gregoriano

    ResponderEliminar
  5. Mas os autores deste blog podem ser católicos... O estado é que não:)

    ResponderEliminar
  6. Se a mosqinha fosse diligente teria ido à página do link que forneci e descobria qual foi o Papa que instituiu o calendário gregoriano.
    Ora se foi o Papa, é católico e posteriormente tornou-se universal.
    Da mesma forma que o Natal é festejado na China, Tailândia e outros países não Cristãos.
    Pedro Morgado ainda não entendeu que o 25 de Dezembro é uma data fulcral para os portugueses apesar de ser uma data religiosa.
    O Estado não pode fazer de conta que as coisas não existem.
    O Natal tornou-se numa data social e cuturalmente incomparável com qualquer outra festividade.
    Já agora critiquem o apoio das câmaras municipais minhotas (e não só) ao S. João, S. Pedro, romarias, etc.
    O Estado deve ter várias vertentes, inclusive acolher os momentos mais importantes do povo.
    Seria talvez interessante que os hospitais públicos não tivessem apenas padres católicos.
    O que aqui está em causa é um ressentimento que provém de uma ignorância tremenda.

    ResponderEliminar
  7. Mas...o debate é e será sempre interessante...força...estou sempre a aprender.

    ResponderEliminar
  8. Eu sei muito bem qual foi o papa que instituiu o calendário gregoriano, não se chamasse ele gregorio... O que sei, também, é que o dito calendário não é mais do que uma pequena alteração do calendário juliano, que por sua vez vem do calendário romano, que por sua vez é uma pequena adaptação do calendário solar. Pelo que, muito antes de Cristo ter nascido ou sequer de existir tal coisa como a ICAR, este calendário já existia... A passagem de ano não é uma festa católica...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores