O Sexo Forte na Blogosfera

| Partilhar
«O sexo forte da blogosfera continua a ser o masculino. As mulheres participam pouco nos blogues e, quando o fazem, muitas delas, optam pelo anonimato ou escondem-se atrás de um nickname. Foi o que concluíram três investigadoras da Universidade do Minho, em Braga, no âmbito de um estudo exploratório "As vozes femininas na blogosfera: um olhar sobre a realidade do Minho". Elas são usuárias menos frequentes e participam nos blogues para "expressão de pontos de vista", enquanto eles fazem-no pelo debate e intervenção[Diário de Notícias]

6 comentários:

  1. Ora aqui está tópico que eu próprio já tinha retido no meu pensamento. A reflexão deste assunto nunca me levou a fazer um texto no blogue, mas é muito interessante. A análise avançada pelo «Diário de Notícias» vai exactamente de encontro ao meu ponto de vista. Creio que uma presença mais assídua do sexo feminino seria preponderante para um aprofundamento dos tais "pontos de vista".

    Sousa.

    ResponderEliminar
  2. eu até participei no estudo e devo fazer parte de uma minoria de mulheres que usam a blogosfera de uma forma diferente da suposta "maioria" das mulheres.

    ResponderEliminar
  3. O estudo está certamente adulterado. A maioria dos nicknames femininos na blogosfera é do JPM.

    ResponderEliminar
  4. Bem, pensando melhor, escondo-me atrás de um nick, que mais não tema ver com o nome que me chamam diáriamente. Uma alcunha, vá lá. Mas as iniciais continuam a ser as mesmas. CG

    Agora... A este estudo respondeu quem por bem achou que tinha o dever de responder. Foi feito através de um email enviado a vários bloggers com o endereço de correio electrónico disponibilizado na rede.
    Se responderam mais homens dos que mulheres (é tudo uma questão de disponibilidade mental), este estudo fala por si. Mas, há outra questão a pensar. Há bloggers com mais que um blogues, e com mais que um email. Há a possibilidade de terem respondido várias vezes sob identidades falsas.

    Os blogues de mulheres portuguesas que conheço, na sua maioria, são interventivas. Mas, na verdade, de certeza que não serão a maioria.

    ResponderEliminar
  5. Concordo com o texto, mas devo dizer que em Portugal as mulheres ainda são penalizadas não só nas empresas mas na sociedade em geral.
    De facto ainda existe muito preconceito nesta área e não só.

    Apenas uma ideia: ESTAMOS EM PORTUGAL

    ResponderEliminar
  6. não tive oportunidade de participar, nem sequer tive conhecimento e lamento.

    quanto às ilações retiradas do estudo, acredito que seja uma realidade; ainda assim, como não é a minha, tão pouco a minha percepção, vou procurar estar atenta...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores