Déjà Vu

| Partilhar
Tudo começou com os incêndios. Depois de televisões e oposições quase derrubarem o governo de Durão Barroso à custa da exploração dos incêndios, os especialistas concluíram, no início do consulado de Sócrates, que as reportagens sobre incêndios estimulavam os incendiários.

Agora, um especialista acha que as notícias sobre assaltos podem ajudar a aumentar crimes. Depois virá o dia em que as notícias sobre corrupção ajudarão a aumentar a corrupção. E um especialista há-de supor que as notícias sobre a derrapagem do défice a aumentar o défice. E outro dirá que as notícias sobre o desemprego fazem aumentar o desemprego.

Até que um dia, quando já nada de mau fôr noticiado, seremos um país completamente enganado mas verdadeiramente feliz.

7 comentários:

  1. Não acredito que as notícias de assaltos possam ajudar ao aumento de assaltos mas tenho a certeza que com a televisão sensacionalista que temos em Portugal a imagem que passa é a de quem sai à rua é assaltado. E isso não pode ser bom para a confiança dos Portugueses que já de si, não é das melhores...

    ResponderEliminar
  2. É tudo uma questão de "agenda" de alguns...

    ResponderEliminar
  3. Caro Ricardo,

    Sem dúvida que as notícias empolam demasiado as situações. Mas não me parece que contribuam para aumentar a criminalidade.

    ResponderEliminar
  4. da´-me ideia que estamos perante o que sempre existiu, mas agora noticiado.

    aliás, já conheci alguns casos de car-jacking em braga, e ainda não deu na sic notícias. assim como o BPI da rua andrade corvo. e várias casas. nunca vi notícia na tv ou em jornais nacionais.

    se começarem a passar , aumentou o crime??

    apenas aumentaram as notícias acerca de crimes. em lisboa e no porto, que até no sensacionalismo, o resto é paisagem.

    ResponderEliminar
  5. Não serão as notícias as responsáveis pelo aumento da criminalidade violenta, mas mais a falta delas no que toca a detenções e prevenção criminal...

    ResponderEliminar
  6. As noticias frequentes de assaltos fáceis e proveitosos, além de que os assaltantse quase sempre conseguem fugir,veiculadas pelas Televisões promovem, quer queiramos quer não, a ideia de que vale a pena arriscar porque o risco de falhar e ser preso via sendo inferior a, digo eu, 20%...
    Deve então haver censura?Não claro;se houvesse um único canal, sem concorrência, se calhar a auto-censura editorial funcionaria inconscientemente, assim com canais populistas....
    É matéria complicada e há argumentos para um sentido e para o seu oposto.Sinceramente, antes de mais, não sei se é possivel inverver a situação prevalescente e se é possível que haja um policia para cada cidadão...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores