A Ditadura do Futebol

| Partilhar
Quando eclodiu o «caso Mateus» ficou bem claro que o futebol estava à margem da lei civil com a displicência dos responsáveis políticos de Portugal e da Europa. Soa-me escandaloso que um clube seja castigado por recorrer ao sistema de justiça do país, um dos pilares fundamentais do Estado de Direito.

Para lá dos resultados forjados e das decisões juridicamente infundadas, a ditadura do futebol conhece, neste Euro 2008, mais um capítulo aterrador. Perante a displicência de (quase) todos, a UEFA censura imagens dos jogos, limitando-se a passar para a comunicação social o filme que lhe convém. Inacreditável.

10 comentários:

  1. "Durante o encontro, disputado a 8 de Junho, em Viena, a UEFA, que edita pela primeira vez as imagens em todos os jogos, reteve as que incluíam a entrada de um adepto croata no terreno de jogo e a presença de tochas, que estão proibidas nos estádios de futebol, na bancada croata."

    A propósito do acima citado lá vem o caso Mateus. Sempre o caso Mateus. A alfinetada pronta a ser dada. A azia não passa. E Barcelos aqui tão perto de Braga.

    Ainda veremos um Gil Vicente - Sp.Braga decisivo para a atribuição do campeonatto ao Braga e o Gil vencer com un penalty inventado pelo árbitro. Acaba-se logo a "amizade" com Barcelos e o Fiúza!

    Ainda este ano o Braga vai à intertoto "fora do campo"!!!

    ResponderEliminar
  2. O que me parece incrivel é os jogos serem televisionadsoe em directo para o recinto de jogo...

    No Holanda-Itália viu-se em campo, segundos depois, que o primeiro golo da Holanda foi obtido em fora de jogo e isso poderia até, no limite, dar invasão de campo...

    Assim devia, claro, haver censura de imagens do directo para dentro do campo mas permitir todas as repetiçõs para a emissão TV, o que nem sempre se verifica...

    ResponderEliminar
  3. sim, e a invenção de processos nas ligas com base em processos civis? Se os clubes não podem recorrer à justiça civil porque se pode aproveitar desta a liga?

    ResponderEliminar
  4. Justiça? Bem sabem como isso é impossível.Vejam que o Futebol é dirigido por tubarões e os principais clubes movimentam milhões, efectuando compras e vendas de atletas, Homens como se fôssem escravos ou coisas...Neste desporto impera a Lei da SELVA E VENCE O MAIS FORTE, GERALMENTE O ECONOMICAMENTE MAIS PODEROSO.Confesso tenho mêdo de um dia ter de entrar num Tribunal...teóricamente seria um local de Justiça, porém hoje prendem-se os inocentes e soltam-se os culpados.Não acredito na Justiça e vejo o Direito quase como coisa ao sabor da politica e do poder do momento.Tantos são os casos mediáticos que depois dão em nada!O tempo, a morosidade e bons Advogados, bem pagos, conseguem a justiça conforme os interesses do cliente...Será que os pobres não podem ter o Direito de serem julgados com verdadeira Justiça? Portanto no Futebol as coisas são o reflexo do que vai acontecendo no País.

    ResponderEliminar
  5. hum... engraçado, e não lhe causa horror que provas ainda não contraditadas em tribunal possam ser usadas para condenar clubes na 'justiça' desportiva? há gente que me dá vontade de rir. ainda bem que existem: a vida convosco é mais divertida :-)

    ResponderEliminar
  6. «Ainda este ano o Braga vai à intertoto "fora do campo"!!!»

    Não percebi.

    ResponderEliminar
  7. Pois é verdade. Um tribunal civil talvez não aceitasse as 3 vezes em que a posteriori se decidiu que só descia um vez de dois, e assim o bragfa ficou na 1ª, com o que era para subir mas não subiu a xuxar no dedo.

    ResponderEliminar
  8. Porque nestes 3 casos escandalosos, o princípio da não retroactividade de todo o direito civil foi vergonhosamente violado a favor do Braga

    Vejamos:

    a)

    --Campeonato de 46/47: desceram 2 clubes
    --Campeonato de 47/48, o Braga ficou em penúltimo, deveria ter descido
    --Mas, não desceu: Campeonato de 48/49 lá está o Braga

    http://www.zerozero.pt/edicao.php?op=classificacao&id_edicao=73 ;
    http://www.zerozero.pt/edicao.php?op=classificacao&id_edicao=76
    http://www.zerozero.pt/edicao.php?op=classificacao&id_edicao=78

    b)

    ---Campeonato de 51/52, desceram 2 clubes
    --- Campeonato de 52/53, o Braga foi um dos dois últimos, logo deveria ter descido
    --- Mas, outra vez!!!, não desceu: Campeonato de 53/54 lá está o Braga:

    http://www.zerozero.pt/edicao.php?op=classificacao&id_edicao=70
    http://www.zerozero.pt/edicao.php?op=classificacao&id_edicao=71
    http://www.zerozero.pt/edicao.php?op=classificacao&id_edicao=72

    Era caso para dizer que já chegava! Mas não, a justiça (?)desportiva, arranjou nova alteração a posteriori das regras, e, imagine-se a coincidência, pela 3ª vez o angélico Braga foi o beneficiado!


    E assim:

    c)

    ---Campeonato de 58/59, desceram 3 clubes
    ---Campeonato de 59/60, o Braga foi um dos 3 últimos, logo deveria ter descido
    ---Mas, pela 3ª vez, não desceu: Campeonato de 60/61, lá estava o Braga

    http://www.zerozero.pt/edicao.php?op=classificacao&id_edicao=81
    http://www.zerozero.pt/edicao.php?op=classificacao&id_edicao=82
    http://www.zerozero.pt/edicao.php?op=classificacao&id_edicao=83

    Gostava muito de saber o que o Pedro Morgado acha disto!

    ResponderEliminar
  9. Aparentemente, acha normalíssimo...

    ResponderEliminar
  10. Caros senhores, existe uma coisa chamada justiça desportiva que atribui às entidades (por ex. FPF) competência para dirimirem os seus conflictos no seio das mesmas.Esta competência é atribuída a entidades com utilidade pública.
    Consequentemente, é perfeitamente normal que estes órgãos adminsitrem a Justiça desportiva independentemente dos tribunais judiciais.
    Estes factos têm enquadramento legislativo.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores