Petição: Braga-Porto em 40 Minutos (II)

| Partilhar
A petição que um grupo de cidadãos lançou em defesa do encurtamento do tempo de viagem ferroviária entre Braga e o Porto está gerar uma interessante discussão.

Parece-me óbvio que a existência de algumas viagens mais rápidas não prejudica significativamente as populações das localidades intermédias, beneficiando a maioria dos utilizadores do comboio urbano que liga Braga ao Porto.

8 comentários:

  1. Para além do encurtamento do tempo da viagem a sobrelotação é outro senão.Esperemos pelo "TGV".................

    ResponderEliminar
  2. Esperar pelo TGV?
    Mas vai haver TGV?
    A última coisa que se falava era Alta-Velocidade, o que não é a mesma coisa.
    Mas mesmo essa não se sabe quando.
    È preciso encurtar o tempo da viagem, mas agora.
    Não se pode estar permanentemente à espera.
    É que entretanto, quem precisa vai casar, muda de terra, passa a andar de carro, muda de país, de emprego, e a CP ou a REFER perdem clientes, o país ganha em emissões CO2, as pessoas desistem, e quando chegar o TGV ou a Alte-Velocidade, já não é rentável, porque outros modus operandi se afirmaram.
    Oportuno é agora.
    Depois, já não interessa.

    ResponderEliminar
  3. Quem verificar os Horários da CP, conclui serve menos mal as populações do Ramal de Braga, vejamos:Fins de semana comboios de 2 em 2 horas, às vezes maia.Dias úteis hora a hora mesmo nas horas de ponta, continuando trabalhadores da "Grundig" e outras Empresas sem comboios para entrar ao serviço ou para regressar após o último turno.Ligações á cidade, mesmo no Verão,á noite não permitem ida ao cinema ou outros eventos culturais.Enfim além dos tais 40 minutos de viagem existem argumentos suficientes para concluir: Podiamos ter um óptimo serviço público e ficamos pelo razoável.Ideias avançadas permitem concluir ser possível melhorar sem esquecer os cidadãos as paragens entre Braga e Cambeses.

    ResponderEliminar
  4. Estes comboios são pensados não para servir a cidade/ região de Braga, mas sim para servir a deslocação para a cidade/ região do Porto….

    ResponderEliminar
  5. Amigo então mude-se o nome à Empresa de suburbanos ou urbanos.Na verdade o tempo de paragem é pouco relevante, quando a velocidade já é lenta.O que está em causa é vontade em servir melhor e o resto é rétorica, como aquela do avôzinho já ter sido ferroviário.Enfim histórias temos muitas, curiosamente não vi ainda comentários dos muitos verdadeiros Ferroviários do R. de Braga que conheci nos últimos 30 Anos! Porque será?Falam os principiantes ciosos de protagonismo, é pena o País precisa daqueles que sempre estão ou estiveram presentes nos momentos difíceis...

    ResponderEliminar
  6. A Refer sempre teve pessoal qualificado especializado em circulação ferroviária, daí entender ofensivo a esses profissionais, qualquer apreciação de quem apenas possui conhecimentos de retórica.Horários de comboios possui a CP desde sempre, podem óbviamente não atender ao interesse dos clientes, aí é outra questão, porque são necessários outros elementos nem sempre presentes.Sejamos honestos, temos o direito de pedir, mas sem menosprezar a competência de profissionais competentes...Cuidado com vozes cujo conteúdo parecem "flores sobre carris"...

    ResponderEliminar
  7. Convém te presente que as Empresas de Transportes Ferroviário, exploram a rede, mas a responsabilidade e disponibilidade de gráficos continua a pertencer à REFER, responsável também pela segurança Ferroviária.Estas questões até podiam ser desenvolvidas num outro contexto, porém parece ser de considerar tão só, uma ligação mais rápida Braga/Porto, coisa bem simples de resolver se CP e Refer o entenderem.

    ResponderEliminar
  8. Não interessa se a responsabilidade dos horários é da CP e se das linhas da REFER, blá, blá, blá.
    Não interessa desviar o assunto: a viagem de comboio entre Braga-Porto leva um tempo inadmissível! Gastou-se milhões de euros de impostos para a viagem demorar menos tempo e isso não está a acontecer!

    Como cidadão, e utente dessa linha, tenho reclamar!

    Os bracarenses devem lutar por esta causa!

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores