A Lei é para Todos?

| Partilhar
«Aceito papéis que não respeitam as regras, intervenções desfasadas da ordem do dia, pessoas que fazem mais que uma intervenção, que assinam papéis por outros e que com isso estão a cometer o crime de falsificação de assinaturas e, mesmo assim, aceito e não os mando para tribunal. Tinha vergonha de fazer isso.» [Laurentino Dias, Secretário de Estado]

«António Nunes, presidente da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), uma das entidades que irá fiscalizar a aplicação da lei que proibe o fumo em espaços fechados de utilização pública, foi fotografado pelo Diário de Notícias (DN) a fumar uma cigarrilha no Casino do Estoril às 02.30 da manhã do dia 1 de Janeiro. Em explicações ao DN, António Nunes considerou que a nova lei "não proíbe expressamente o tabaco nos casinos e nas salas de jogos", justificando com a existência de um conflito de interesses com a lei do jogo, que contudo, não faz qualquer referência ao consumo de tabaco.» [Jornal de Notícias]

9 comentários:

  1. Isto só prova que no Zimbabué vale tudo.

    ResponderEliminar
  2. Qualquer dia é apanhado a vender roupa de marcas internacionais na feira...

    ResponderEliminar
  3. É lamentável que um representante do governo assuma em público que prevarica a lei e, muito pior, não denuncie quem prevarica e o faça com vergonha de quem cumpre! A atitude correcta seria demitir-se dos cargos que representa, depois de se desculpar. A segunda atitude, na falta da primeira, é que alguém seu superior o demita.

    O Sr. Nunes deveria dar o exemplo, uma vez que ele é o representante máximo da instituição que irá forçar o cumprimento da lei. Na falta de um total sentido de oportunidade, deveria ser humilde ao ponto de reconhecer o seu erro, e nunca referir que a lei é ambígua (sobretudo porque não é!).

    Num país em que ministros que contam anedotas são demitidos e secretários de estado admitem a burla não o são revela muito de si mesmo.
    Se calhar eu atravessei o espelho ou nunca de lá saí...

    ResponderEliminar
  4. A lei parece que é para os outros cumprirem.
    Este país não vai para a frente enquanto o exemplo não vier de cima.

    ResponderEliminar
  5. Está tudo bebado!
    Mas não é ressaca da passagem de ano, é o estado normal destes anormais que estão "perto" do poder.
    "Mendigo, nunca: apenas escabichador de modos viventes, de artes que lhe encaminhassem a água ao moinho".

    ResponderEliminar
  6. Somos dois milhões de fumadores. Somos nós quem saímos de casa e animamos as noites e os dias.

    Contra a lei anti-tabágica da polícia dos costumes, nem um cêntimo do nosso bolso para quem limita a nossa liberdade.

    GREVE GERAL!

    ResponderEliminar
  7. É proíbido fumar em recintos fechados (em todos os recintos fechados...seja casinos ou não!!!) será que todos os Portugas são burros?...ou o ASAE é só para os pequenos?...esse senhor que fumou o charuto no dia 1 de Janeiro de 2008 devia ter vergonha, e pedir desculpa aos Portugueses fumadores ou não, porque é um Funcionário publico, e segundo se sabe o Organismo que dirige gaba-se de ser impoluto. e "à mulher de César não basta sê-lo,também tem de parecê-lo"não se devería demitir...Deveria era ser JÁ demitido, mas num País como o nosso a vergonha anda pelas ruas da amargura.
    P.S. Continuo a ser contra o fumar en recintos fechados...UM BOM 2008 para todos vocês.

    ResponderEliminar
  8. GREVE GERAL? Vão deixar de fumar? Mas os fumadores são alguma classe profissional?

    Vocês animam os dias e as noites? De quem? É por comentários como o "a luta continua" que o debate sobre esta lei é decadente...

    Uns não conhecem a lei e estupidificam-na, outros que conhecem ou não a lei mas porque fumam fazem comentários falaciosos... outros que têm de fazer cumprir a lei envergonham-na, fumando em casinos. E agora já querem manipular a lei associando o fumo ao jogo, como se fosse diferente de um centro comercial.

    ResponderEliminar
  9. Não consumo onde não fumo. Compreende?
    Somos dois milhões de consumidores que estamos a ser mal tratados.
    Devemos utilizar as armas que temos à nossa disposição contra esta lei idiota.
    Nem um cêntimo para quem nos despreza.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores