CentíMetro?

| Partilhar
Estou com o Spicka. «Ao gastar-se dinheiro numa hipotética via ferroviária urbana, deveria pensar-se antes uma linha que começasse na Estação de Guimarães, passasse por São Torcato e pelas Taipas, e terminasse em Braga. E nem sequer preciso explicar porquê...»

9 comentários:

  1. Pedro, será que não dá para começar a linha em Braga, passar pelas Taipas, depois São Torcato, e acabar em Guimarães?!!! Eu concordo absolutamente com a ideia, mas dava-me mais jeito que a linha fosse ao contrário. Não é por nada de especial, mas, sabes... estas coisas são um bocado complicadas de escrever... bem, tu percebes-me, não?!!!

    ResponderEliminar
  2. Deveria passar pela UM, por S. Vitor, Lamaçães, pelo Centro, pelo Estádio, por Maximinos e ligar a Vila Verde, Amares, Póvoa de Lanhoso, Barcelos, Famalicão e Guimarães.

    No lado nascente da cidade deveria servir os milhares de alunos da Universidade, o Instituto Ibérico, o Centro de negócios e Incubação de empresas da Ideia Atlântico, o novo Hospital e a Póvoa de Lanhoso.

    Na zona sul serviria as dezenas de milhar de habitantes de S. Vitor/Lamaçães/Fraião e faria a ligação a Guimarães / Famalicão.

    Na zona norte deveria servir o estádio, os dois novos shoppings (Dolce Vita e Espaço Braga), as áreas industriais de Palmeira e Adaúfe, o Centro de Incubação de empresas de Vila Verde e o fututo Parque Tecnologico Vila Verde/Amares.

    Na zona Poente ligaria aos Parques Industriais de Sequeira, às dezenas de milhar de habitantes de Maximinos/Ferreiros/Sequeira/Cabreiros e a Barcelos/Esposende.

    A ligação ao Centro da Cidade tem também interesse por lá se localizar o comércio tradicional e serviços, a Universidade Católica, o Convento dos Congregados (Pólo da U.M.), zona Histórica e Hospital de S. Marcos.

    ResponderEliminar
  3. não faz sentido nenhum investir numa linha que passe pelas taipas e São torcato. n podemos investir dinheiro público para servir minorias! que vantagens teria essa linha? importante é criar uma linha urbana que ligue eficazmente toda a cidade e como já se falou há pontos que realmente precisam, como é o caso universidade. depois de resolvidos os problemas ca dentro aí sim ligar ás cidades e vilas vizinhas.

    ResponderEliminar
  4. Gostava de ver linhas ferroviárias para Norte... chamem-me bairrista, mas acredito que o futuro está a norte...

    ResponderEliminar
  5. «Gostava de ver linhas ferroviárias para Norte... chamem-me bairrista, mas acredito que o futuro está a norte...»

    Ouch... tanto monte. É um futuro bastante despesista.

    ResponderEliminar
  6. Eu gostava de ter transportes públicos em Braga.

    ResponderEliminar
  7. 1ª linha - Braga-Prado-Vila Verde- Amares, extendendo-se posteriormente a Barcelos, por ser a mais fácil e barata de executar, servindo de estudo para o seu alargamento a outras cidades do destrito.
    2ª linha e provávelmente a mais rentável seria Braga-Guimarães com paragem nas taipas e possivelmente são Torcato, mas atenção que devido ao terreno poderia ser mais complicada de traçar;
    3º linha - Braga-Famalicão ( a passar por maximinos e ferreiros), a situação de sequeira, Cabreiros e Martim teria de ser revista no traçado da linha para Barcelos ou contemplada com horários mais regular dos tub e outros.
    Braga teria que contruir uma central de raiz, talves na zona onde vai ser o Espaço Braga.
    Mas devenderia sem dúvida a 1ª linha referida como estudo de viabilidade, mas a CMB não quererá certamente pois esta iria proporcionar um exodo da população para a periferia mt provávelmente.

    ResponderEliminar
  8. Faz sentido haver uma rede ferroviária que ligue os principais centros urbanos do Distrito. Que isso funcione como transporte urbano para Braga, é um enorme disparate. O pessoal de Braga gosta de andar de carro...e a cidade está feita para isso, ou não? Já agora aproveito para dizer que me parece outro disparate a ideia peregrina do "eléctrico". Eu, sinceramente, estou disposto a fazer um abaixo assinado para a instalação de uma rede de "Pipoquinhas", que são aqueles comboios em miniatura para turistas (e nativos!). Parace-me económicamente mais viável...e atractiva!

    ResponderEliminar
  9. Caro ultimo anónimo

    a linha guimaraes braga seria bem mais rentavel do que a primeira linha do que falou. Desde que há comboio em portugal que se fala nessa hipotetica linha e para Amares não.
    Havia uma outra hipotese que era (na altura) Braga - Vila Verde - Monção, e com um ramal de Ponte da Barca a Viana do Castelo.

    Mas muito sinceramente, não me parece nada viavel, linhas a norte de Braga.

    Quanto a sua linha Braga Famalicão, deixe me dizer lhe que já existe uma linha a partir de Maximinos, passa em Ferreiros (embora pare poucas vezes porque o seu movimento não o justifica [Jagora, antes de lançarem para o ar estações nas diversas freguesias, pensem que em Ferreiros, colado a Braga, não sai nem entra quase ninguem]) segue para Famalicão e posterioremente para o sul de Portugal.

    Quanto ao posto em si, concordo vivamente com Braga Guimarães. Mas teria de ser uma linha independente da rede convencional, ou até mesmo sem ser em modo completamente ferroviario:

    1-) Está fora de questão uma linha sair da estação de guimaraes e atravessar a cidade. A estação teria de ser na parte Norte da cidade

    2-) S Torcato???Não...como diz o proprio post: nem preciso de explicar porque..

    3-) a entrada em Braga também nunca poderia ser feita pela actual estação, teria de ser feita qualquer coisa a Sul.

    4-) A geografia da área envolvente a braga e guimarães torna esta operação dificilima, pelo que, na minha opinião, o ideal seriam autocarros guiados.


    Braga Barcelos e Guimarães Famalicão, sendo que esta ultima seria bem mais viavel do que muitas linhas que foram para ai atiradas para o ar..

    É também verdade, que braga precisa dum grande estudo de mobilidade, envolvendo o tram pela cidade como muitas vezes foi aqui sugerido.

    Por fim...antes de pensarmos em grandes linhas, deviamos tambem modrnizar o que existe, tal como a linha Valença-Nine.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores