Uma Questão de Prioridades

| Partilhar
«Na madrugada de ontem, três jovens, entre os 17 e os 20 anos, subiram à torre da igreja da Senhora-a-Branca, por volta das 3h00, e fizeram tocar os sinos. Uma vizinha, ouvindo o barulho e observando vultos no cimo da torre, avisou um elemento directivo da Irmandade sediada naquela igreja. Prontamente, Fernando Mateus, contactou a PSP que, de imediato, fez deslocar ao local 18 agentes policiais para a resolução do caso.»
[Diário do Minho, 25.Nov.2007]

18 agentes!? 18!? Numa semana em que no mesmo jornal se denuncia a actuação tardia e inconsequente das autoridades em vários assaltos ocorridos na Freguesia de Gualtar, parece uma anedota saber que a Polícia fez deslocar 18 agentes para acorrer a uma evidente brincadeira de adolescentes. São prioridades...

Já agora, cuidado com as burlas de Braga.

10 comentários:

  1. Ora, a Polícia não sabia da perigosidade dos suspeitos! Eles poderiam estar armados com paus de marmeleiro, extintores, gás mostarda, pimenta ou um gás feito a partir de qualquer outra especiaria!...

    No cenário mais horrendo, poderia até tratar-se desse mítico bando conhecido por “gang do sino”, que provoca o terror sempre que vê uma torre com andaimes. Espera-se, agora, o pior: que esses terríveis criminosos ataquem os Congregados, igualmente em obras. Aí, fruto da experiência, as autoridades mobilizarão o corpo de intervenção!

    Ainda bem que podemos confiar na Polícia para defender os sinos das nossas igrejas. Assim dormimos todos muito mais descansados....

    ResponderEliminar
  2. 18???

    O que compensa é assaltar e roubar! Agora tocar o sino não compensa pois aparecem logo 18 homenzinhos fardados de polícia....

    ResponderEliminar
  3. 18???? existem assim tantos em Braga?

    hummmmmmmm

    ResponderEliminar
  4. Pedro, um assunto que nada tem a ver com o post.

    Penso que seria importante pronunciar-se, tanto aqui como no Blog Minho, sobre a importância da instalação de uma base da Ryan Air no Aeroporto Sá Carneiro (5milhões de turistas adicionais em 2015, o dobro do que o norte inteiro tem hoje), e da recusa da ANA em considerar essa situação.

    Penso que é algo que teria um impacto muito positivo na região norte. Segundo os meus últimos cálculos, terá um impacto de 1,2% no PIB da região norte. (0,4% no nacional), bem como cerca de 10-15.000 empregos.

    Sobre este assunto, ler também:

    http://norteamos.blogspot.com/2007/11/taxas-no-s-carneiro-so-2-4-vezes-as-da.html

    http://norteamos.blogspot.com/2007/11/gesto-regional-do-aeroporto-i.html

    http://norteamos.blogspot.com/2007/11/gesto-regional-do-aeroporto-ii.html

    http://norteamos.blogspot.com/2007/11/gesto-regional-do-aeroporto-iii.html

    https://www.blogger.com/comment.g?blogID=6555611667510440690&postID=8437211929929885827

    ResponderEliminar
  5. A tal vizinha e o directivo da irmandade muito provavelmente disseram que eles tinham 'cara de mau'!

    ResponderEliminar
  6. Notícias da aldeia.....para quem ainda insiste em chamar Braga de cidade

    ResponderEliminar
  7. Faz lembrar o dia em que uma rapariguita desgostosa da vida, estava como veio ao mundo na torre de menagem, e depois alguém chamou a polícia.

    Resultado?

    todas as unidades estavam lá. E mais ambulâncias e bombeiros...enfim..prioridades.

    ResponderEliminar
  8. .Eram almas do outro mundo.......e o cagaço muito.........

    ResponderEliminar
  9. enfim. podiam roubar o sino.

    ResponderEliminar
  10. Razão tem o inspector geral da polícia quando diz que esta emprega meios completamente desproporcionados.
    Um dia destes, ainda vamos ver em Braga o corpo de intervenção da PSP, leia-se (Polícia de Choque ) a bater com os "pauzinhos de amolgar ideologias" em todos os bloguitas e postistas anti M.M.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores