IC 19

| Partilhar
intercidades-19
© Dario Silva, 27-11-2009.

Eles bem tentam alargar e alargar o IC 19 mas não se livram dos engarrafamentos com 18 km de extensão, não se livram! - a solução para a i-mobilidade na Grande Lisboa passa por abrir túneis ou, por outro lado, começar a abrir linha de caminho-de-ferro, coisa que ali não acontece há mais de cem anos*

* não contando as dezenas de quilómetros de linhas de "eléctricos" encerradas e das poucas dezenas de quilómetros da rede do Metro de Lisboa.

2 comentários:

  1. O querer centralizar e ter tudo tem um preço. Primeiro vem a euforia da superioridade e do esmagamento. O pior vem depois. No caso dessa zona dentro de dez anos chegará a factura mais dolorosa. Já assim foi noutros locais, noutras épocas e noutras histórias. Não contem com a mis pequena dose de solidariedade da minha parte quando começar a vossa inevitável drenagem. Amor com amor se paga.

    ResponderEliminar
  2. O problema é que os transportes públicos são inseguros, não chegam a todo o lado, não cumprem horários e por vezes demoram mais do que fazendo o percurso de automóvel.

    Eu de carro gasto apenas mais 20 Euros por mês do que com o passe, saio mais tarde de casa e chego à mesma hora que chegava ao trabalho se fosse de transportes. Se sair 5 minutos atrasado não fico plantando 20min à chuva e ao frio à espera do próximo pois tenho liberdade de horários.

    Além de que é mais cómodo pois vou sempre sentado, os bancos são muito mais confortáveis, vou sem ruído dos outros passageiros, não tenho ninguém aos encontrões nem em cima de mim e não levo com o cheiro daquela malta que não gosta de tomar banho.

    Quando os transportes públicos não oferecem condições, e na linha de Sintra as queixas de insegurança são mais que muitas, é normal perceber porque tanta gente quer entrar na cidade de carro vindo dessa zona.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores