As Propostas do Bloco

| Partilhar
Francisco Louçã
© José Goulão

«Promoção de consumos conscientes, informados e responsáveis de substâncias como tabaco, álcool, drogas e medicamentos»
Eu nem quero acreditar no que leio... O Bloco não só propõe a liberalização do consumo das "drogas leves" como também a promoção de consumos conscientes, informados e responsáveis. A promoção do consumo de drogas é sempre perversa. Penso que é do mais elementar bom senso colocar a tónica nas politicas de desincentivo ao consumo de drogas.

«Diversificar os currículos, os conhecimentos e as práticas, iniciando um debate em torno das medicinas não convencionais, tantas vezes omitidas e ocultadas, e abrindo espaço para a sua implementação e complementaridade.»
Não me parece que seja missão dos políticos desocultarem as ciências ocultas por muita crença que tenham nelas. Deixemos à ciência e às universidades a demonstração da eficácia deste tipo de práticas, coisa que, até ver, não tem sido bem sucedida nem aqui nem em nenhuma outra parte do mundo. Ao que parece, o Bloco quer desocultar por decreto o que ainda ninguém conseguiu demonstrar com senso da evidência.

«Redução do sistema de deduções e benefícios ao estritamente necessário nas despesas de saúde e educação»
É inqualificável que num programa de 110 páginas, o Bloco não defina o que é estritamente necessário em matéria de saúde e educação. Reduzir os benefícios fiscais é penalizar ainda mais a pequena parcela dos portugueses que, por via dos impostos, sustentam a sua saúde e a sua educação bem como a saúde e educação dos outros. Será que as ciências ocultas se incluem no estritamente necessário do Bloco?

«Assumir o controlo público da investigação científica e da tecnologia, dando prioridade às alternativas no campo das energias renováveis e da eficiência energética que permitam o uso democrático dos recursos»
Controlo público da investigação científica? Onde é que eu já vi isto? URSS? China? Coreia do Norte?

«Criação de um banco de cérebros em Portugal para promover uma investigação científica séria, eficaz e segura na área das Neurociências (como Alzheimer e Parkinson), acabando com o sacrifício de centenas de animais por ano para efeitos deste estudo»
Este Bloco de Esquerda é mesmo um perigo. Primeiro dizem que querem controlar a investigação científica e, umas linhas abaixo, demonstram que não percebem mesmo nada de investigação científica. Quem lê esta frase até pensa que a investigação que se faz em Portugal não é séria, eficaz e segura, o que é verdadeiramente ultrajante para todos os investigadores em neurociências do país.

«Obrigar a TV Cabo a aceitar a transmissão das emissões, em igualdade de circunstâncias, de todos os canais que se candidatem a elas, desde que garantam viabilidade económica e técnica»
Eu presumo que os accionistas da TV Cabo, agora Zon, não são estúpidos e aceitam transmitir canais com viabilidade económica. Ainda assim, gostava de perceber porque é que o Bloco só exige à Zon e não pede o mesmo à Meo... Preconceito ideológico?

«Impedir posição dominante no mercado das rádios de âmbito nacional»
Mais uma medida interessante. Estão a pensar proibir as pessoas de ouvir Rádio Renascença e RFM e obrigá-las a sintonizarem Antena Minho e Rádio Voz do Neiva?

«O Bloco de Esquerda reconhece e defende os legítimos direitos dos autores a manterem o controlo da reprodução, comunicação e distribuição das suas obras» desde que esses autores não se tenham dedicado ao desenvolvimento de software. Pelos vistos, ser informático e desenvolver software é uma profissão mal amada pelo Bloco que propõe «a rejeição das patentes de software

22 comentários:

  1. A rejeição de patentes de software não é necessariamente uma medida contra programadores. Há um debate enorme nesse assunto, com muitos programadores a serem completamente contra patentes de software.

    ResponderEliminar
  2. Arrepiante.
    Agora fiquei mesmo em dúvida.
    Voto PSD por ideologia ou voto PS para tentar dar-lhes uma maioria absoluta e impedir estes loucos?

    ResponderEliminar
  3. Zé,

    Confesso que não é um assunto que domine. Contudo, também há autores que não concordam com os direitos de autor e não é por isso que deixamos de os reconhecer. As patentes pretendem proteger o património científico, intelectual ou artístico de alguém. Pelo menos é assim que as vejo..

    ResponderEliminar
  4. Patentes e direitos de autor são coisas muito diferentes.

    Sou contra as patentes de software. Patentes de software servem para fechar a inovação e prevenir (eliminar) concorrência.

    Falando de patentes, também sou contra as patentes de genes (humanos ou não); mas sou a favor dos direitos de autor para novos genes.

    ResponderEliminar
  5. O outro argumento é que as patentes são um mecanismo que só funciona para grandes multinacionais que conseguem assim impor um domínio tecnológico através da sua força financeira, mais do que intelectual. Isto é particularmente grave no caso de software porque levanta questões práticas, como a da verificabilidade de violação de patente, e pelo facto que o conceito de copyright serve os mesmos propósitos a custos muito reduzidos.

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito da forma como expôs alguns pontos do programa eleitoral do Bloco de Esquerda. A maioria da população nem se dá ao trabalho de os analisar, votando apenas seguindo as influências dos media e do seu nucleo social. Confesso que já votei em Bloco de Esquerda, mas tendo vindo a decepcionar-me com certas declarações e posições, pelo que este post veio reforçar a minha ideia. O meu voto será assim na esquerda possível, PS. E isto porque eu nunca tinha assistido a uma direita e em especial a um PSD tão retrogado e conservador como agora!!!

    ResponderEliminar
  7. Os informáticos (onde me incluo por formação e profissão) consideram que o seu domínio é *especial*. Há um ideal misterioso que defende a não existência de direitos de autoria, baseado em motivos pouco concretos, que não passam de anseios de alguns grupos que se sentem prejudicados.

    Que seria do mundo se Edison e Bell - para dar dois exemplos - não tivessem tido direitos sobre as suas invenções.
    As multinacionais que fundaram contribuiram marcadamente para o progresso, pois com o capital obtido puderam singrar na procura de outros inventos.

    Um inventor pobre não irá muito longe.

    ResponderEliminar
  8. «O Bloco de Esquerda reconhece e defende os legítimos direitos dos autores a manterem o controlo da reprodução, comunicação e distribuição das suas obras» desde que esses autores não se tenham dedicado ao desenvolvimento de software. Pelos vistos, ser informático e desenvolver software é uma profissão mal amada pelo Bloco que propõe «a rejeição das patentes de software.»

    Tanto quanto sei, na Europa não há patentes de software. Mesmo assim, o software continua protegido por direitos de autor, pelo que "legítimos direitos dos autores a manterem o controlo da reprodução, comunicação e distribuição das suas obras" parece-me estar assegurados.
    Apesar de ser totalmente contra aqueles que querem a total abolição do software proprietário, também não concordo muito com as patentes no software. Acho que o sistema actual é perfeitamente aceitável.

    ResponderEliminar
  9. Pedro,

    Se me permitires, gostaria de publicar este post integralmente no meu blog, com os devidos créditos.

    Está como sempre, excelente.

    ResponderEliminar
  10. Estas são as medidas do BE que ninguém conhece e que nem aparecem nos debates... que eles fazem por se esquecer e que incompreensivelmente os jornalistas ignoram nas suas entrevistas!
    Só falam das grandes fortunas para enganar o Zé povinho... mas diga-se se algum dia chegassem ao Governo nem lhes tocam, porque são eles que mandam no país.

    ResponderEliminar
  11. Excelente este post... a pôr o dedo na ferida!
    Só me pergunto todos os dias pq votam no Bloco tantos portugueses.. será que sabem que defendem estas ideias?

    Mas não tiro qq mérito ao Bloco pelo eleitorado que tem conseguido conquistar com a bandeira de "tirar aos ricos para dar aos pobres" e o ideal da "liberdade de conscicência" - um dos conceitos mais perigosos dos tempos modernos...

    ResponderEliminar
  12. Votam Bloco pq fica bem confundir-se com um intelectual de esquerda, fumar umas ganzas e fazer propostas de governação que não lembram ao diabo. Fica bem ser do Bloco e protestar contra o sistema mas nada fazer, de lógico, para o mudar. Aliás os seus próprios dirigentes acreditam tanto no que apregoam que acabam a investir as suas poupanças em títulos de privatizações que condenam à boca cheia.

    ResponderEliminar
  13. O que gosto mais no programa do BE é que, se chegarem ao poder, vão acabar com os "rodeos" (pág. 75). :)))

    ResponderEliminar
  14. Gostei particularmente desta. Não há dúvida que Louçã, pode até ter muitos defeitos, mas detém um sentido de humor imparável.

    «Criação de um banco de cérebros em Portugal para promover uma investigação científica séria, eficaz e segura na área das Neurociências (como Alzheimer e Parkinson), acabando com o sacrifício de centenas de animais por ano para efeitos deste estudo»

    ResponderEliminar
  15. Relembre-se os mais distraídos que é este o parceiro que os socialistas querem para o governo. Relembre-se que é com estes que Soares diz não se repugnar "conviver" no governo. Por essas e por outras é que é necessário, mais do que nunca, correr com os radicais e com a esquerda caviar e ao mesmo tempo correr com aqueles que os querem como parceiros de governação. Uma maioria de centro-direita precisa-se.

    ResponderEliminar
  16. "Por essas e por outras é que é necessário, mais do que nunca, correr com os radicais e com a esquerda caviar e ao mesmo tempo correr com aqueles que os querem como parceiros de governação"

    Sim. Tem razão. Parece que é muito melhor termos um PSD liderado pela sua ala mais conservadora (carregadinhada de provas dadas de incompetência) coligado com um CDS que não se coíbe de demonstrar o pensamento demagógico e populista a roçar a extrema-direita.

    ResponderEliminar
  17. Realmente...
    as pessoas não pensam quando votam neste partido. Aliás, até dizem que é moda e giro votar neles. Não entendo como são a 3ª força política. O meu maior receio é uma coligação PS-BE. Se isso acontecer Portugal está perdido. Só espero que o PS tenha consciência e pense duas vezes quando vencer no domingo...

    ResponderEliminar
  18. O que as pessoas podem esperar com PS/PSD (qual a diferença), a pérola de hoje (só de hoje):

    http://ecosfera.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1401732

    "Nunes Correia tenta aprovar PINs no Litoral Alentejano na semana de eleições"

    Vamos ver o PS(D) a ganhar e as acções das Mota Engil, SONAES, etc a subir em força?

    Já bastam 35 anos destes dois a mamar na grande porca...
    Nesta fase até no Noddy votava, tal é o clima que criaram!

    ResponderEliminar
  19. «Promoção de consumos conscientes, informados e responsáveis de substâncias como tabaco, álcool, drogas e medicamentos»
    obviamente que esses consumos existem, o que o Bloco diz é que devem ser conscientes, informados e responsáveis, não que devem ser incentivados, como insinua o autor do post que só viu ali promoção das drogas leves. Haja paciência, pensam mesmo que o Bloco quer promover o consumo de tabaco e medicamentos? é isso que está escrito?

    ResponderEliminar
  20. Não podemos é limitar a discussão às patentes. A verdade é que, por muito boas intenções que o BE tenha e por muito que o BE queira contribuír para o fim de uma certa distrofia ideológica do nosso país, muitas das políticas e ideias que apresentam são... de susto e não lembram "nem ao menino Jesus".

    ResponderEliminar
  21. Quero relembrar que foram extintos os anúncios publicitários de marcas de tabaco da televisão, eventos culturais e desportivos. No entanto insistiu-se na publicidade de marcas de cerveja, por exemplo em eventos de automobilismo... Parece-lhe justo?

    ResponderEliminar
  22. O Norte de Portugal é o espelho do Sul dos EUA...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores