Dinheiro no Asfalto

| Partilhar


Passo todos os dias na Avenida 31 de Janeiro e ainda não consegui perceber a necessidade e a urgência das obras de asfaltagem que decorrem há mais de uma semana.

15 comentários:

  1. campanha eleitoral, meu caro

    ResponderEliminar
  2. A urgência está no acto eleitoral que se aproxima e que levou o velho dinossauro, agarrado à sua cadeira do poder, a lançar a cidade num frenesim de obras e obrinhas. E a falar em coisas de que já ouço falar há anos, sem concretização definitiva: recuperação do parque da ponte, construção de qualquer coisa no monte Picoto, despoluição do Rio Este. Nunca mais o ouvi falar foi da promessa de um parque de diversões para substituir que, segundo declarações da época do encerramento daquele, já estaria a ser preparada a sua instalação num terreno a cerca de 1Km daquele onde agora está em construção o centro de investigação. E assim ficamos sem algo que toda a gente já sabia que ficava em Braga, trazia cá milhares de turistas anualmente e, sendo construido um novo parque com investimentos em equipamentos modernos e seguros traria certamente muitos mais.

    ResponderEliminar
  3. também acho estranho esta onda de obras que decorrem pela cidade. será que vai haver eleições brevemente?
    e o povinho lá come com as aparências....

    ResponderEliminar
  4. Pois, eu também não. Mas deve ser o mesmo motivo que justificou a asfaltagem da Rua do Caires.

    ResponderEliminar
  5. e a conselheiro lobato... duas vezes seguidas sem tirar fora...

    ResponderEliminar
  6. Eu também acho incrível o modo como asfaltam as vias: vamos ficando sem passeios, camadas em cima de camadas, tampas de escoamento de águas quase engolidas, lixo a entupir sargetas, brita envolta em alcatrão espalhada pelos canteiros das árvores...

    E se alguns acham que tudo isto é de menos importância, porque poucos reparam, há muitos provérbios que se podem utilizar: "Grão a Grão..."

    ResponderEliminar
  7. Acho muito bem, as ruas degradam-se naturalmente ao longo de quatro anos que - coincidência - é o interegno entre cada eleição municipal. Portanto, a cada quatro anos exactos, certas largas avenidas têm que ser asseadas.

    Pergunta inoportuna: pode-se montar um stand de automóveis em cima de um jardim público?
    Vi um ali na rua Cidade do Porto e pareceu-me bem, dar ao automóvel todo o espaço possível.

    ResponderEliminar
  8. Braga e os bracarenses não andam a dormir, está a chegar ai o 11 de Outubro e tem de se fazer qualquer coisa, mesmo que seja à pressa e que tenha de se rasgar logo tudo no dia seguinte. Os bracarenses saberão escolher entre um velho, amorfo e desgastado presidente da câmara e um jovem dinâmico inteligente honesto e cheio de vontade de ajudar os bracarenses a ter uma cidade melhor.
    Não foram detectados erros. Cancelar Aceitar Alterações

    ResponderEliminar
  9. Perguntei-me o mesmo quando passei pela primeira vez pelas obras. E eu aqui à porta de casa a precisar de um caminho arranjado que fica sempre para depois.

    ResponderEliminar
  10. Morcão das Palhotas8 de julho de 2009 às 23:28

    "Inton" não na avenida que conduz ao palácio "xuxialista" cá do burgo ,não há-de ter um bom "tapete persa"para os pneus delicados das grandes "limousines/bombas"que, descarregam os grandes "senhores feudais "?Todo o resto é "inveja"...lol

    ResponderEliminar
  11. Pois é, e as ciclovias ficam para as calendas gregas.

    Almerindo Margoto

    ResponderEliminar
  12. Digo exactamente o mesmo da Rua do Caires, onde moro.

    ResponderEliminar
  13. Acho muito bem que ruas de Braga s sejam cuidadas mas,aposto que o alicate vai continuar por aparecer e muito em breve a rua será esventrada para procurar a chave de fendas.Será que não haveria outras prioridades?Concerteza que sim mas,a 31 de Janeiro dá mais na vistas.

    ResponderEliminar
  14. o problema nao é a asfaltagem meu caro amigo!
    o problema é a "des"asfaltagem que nunca mais é feita nos passeios desta humilde avenida.
    Só faltam vias-verdes para peões para parecer uma autoestrada da AENOR.
    incrível!

    ResponderEliminar
  15. Morcão das Palhotas10 de julho de 2009 às 23:36

    Seria bem melhor que arranjassem a Rua de S.Vicente e respectivos passeios que são uma vergonha,mas a junta anda gaga e não "informa" a Câmara.Mas há muitas mais ruas no mesmo estado.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores