Democracia ao vivo

| Partilhar
We Demand Democracy, Santiago 1988 por Marcelo  Montecino.
© Marcelo Montecino

O recente escândalo das despesas dos deputados britânicos e dos reflexos que o mesmo teve, fez-me olhar ao espelho e pensar no que aconteceria se, em Portugal, se descobrisse algo do género, o que, acredito, não ser propriamente extraordinário.
Com o devido respeito que os Deputados à AR me merecem, o certo é que os salários e privilégios dos políticos são um tema tabú e, por isso mesmo, repetidamente afastado das objectivas dos média e tratado entre portas, ou simplesmente abandonado à sorte da inflação.

No próximo dia 7 de Junho elegeremos os nossos representantes ao PE e seria de enorme importância que também isto fosse debatido sem subterfúgios. Os deputados europeus enfrentam um novo regulamento no que aos seus salário e despesas diz respeito e era bom que todos soubéssemos quanto do nosso dinheiro é gasto com a democracia europeia (que é necessariamente cara). Sem demagogias, com responsabilidade e verdade.

Ao assistir a um programa da BBC, onde os deputados estão diante do eleitorado a explicar o sucedido e a pedirem perdão por si e pelos seus colegas, sendo interpelados pelos cidadãos com a frontalidade que aos britânicos se conhece e reconhece, não deixo de ficar entristecido com a brandura com que tratamos aqueles que nos deveriam representar com probidade, decência e espírito democrático e que esbanjam essa confiança com actos indignos e posturas vergonhosas. Não digo nomes, mas não é preciso andar muitos nas avenidas para saberem de quem falo.

2 comentários:

  1. Os deputados do PE? Julgo que vão passar a receber directamente da UE. O salário será de 7000 euros para todos e mais uns 12 mil de ajudas de custo para a sua equipa. Mas não tenho bem a certeza, estou a dizer de memória.

    ResponderEliminar
  2. é mais ou menos por aí amigo. deixo mais uma dica para quem gosta de matar xaradas e investiga - já que em Portugal os jornlistas são literalmente obrigados a não investigar (e eu sei muito bem do que falo)- procurem na net pelo Grupo Lena e as suas ligações ao mundo dos negócios. Só para citar alguns: barragens de Portugal que estão a ser construídas, o novo Jornal "i", agências de viagens, etc etc. Adivinhem um dos rostos que pertence aos accionistas!!!! Então vai mais uma dica: José Socrates, esse mesmo, o Primeiro-Ministro de Portugal... dificil hein?!!!!!

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores