Bons Ventos na Medicina Portuguesa

| Partilhar
«Alunos voluntários das sete faculdades de medicina do País realizaram terça-feira um exame-piloto do que poderá tornar-se a nova prova de acesso à especialidade. "O objectivo desta prova-piloto não é testar o processo do exame, mas a matriz. Não conheço um médico que defenda o actual exame da especialidade, que avalia a capacidade que os alunos têm de memorizar cinco capítulos de um tratado de medicina interna (Harrison's) e não a capacidade de exercer medicina", explica Nuno Sousa, director do curso de Medicina da Universidade do Minho. Há dois anos que realizam testes da National Board no estabelecimento e que funcionam, apenas, como indicador.» [DN]

5 comentários:

  1. Estudante de Medicina23 de maio de 2009 às 01:18

    A ANEM não parece nada interessada em mudar o actual estado de coisas... Falam muito contra o exame Harrisson mas na verdade estão sempre contra todas as soluções. É a classe de dirigentes associativos que temos :(

    ResponderEliminar
  2. Alguém que já comentou muito aqui mas tem andado desaparecida23 de maio de 2009 às 04:38

    E os totós da AEFML até decidiram boicotar o exame... É o estado de coisas que temos :(

    ResponderEliminar
  3. realmente, um exame que decide a vida de todos nós não ter bibliografia aconselhada e não ter revisao de prova é um passo de gigante!vamos aplaudir tamanha estupidez, por favor!

    ResponderEliminar
  4. Cara Iolanda,

    Quando um doente lhe entrar pelo consultório qual é a bibliografia recomendada?

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores