Acontece no Minho | 32

| Partilhar
Andrew Bird
© TristanWheelock

Mostra de Teatro de Amadores (teatro)
[21 a 23 de Maio. Centro Cultural Vila Flor, Guimarães]
O CCVF volta a ser palco para as apresentações dos projectos vencedores do concurso de apoio à criação teatral para os grupos de teatro de amadores do concelho de Guimarães. Em cena vão estar as peças: “Deus lhe pague”, do Grupo de Teatro de Campelos (dia 21, Pequeno Auditório), “A Excepção e a Regra”, da Citânia - Associação Juvenil (dia 22, Pequeno Auditório) e “Fábula: Era uma vez”, do Teatro de Ensaio Raul Brandão (dia 23, Grande Auditório).

Bloco A4 - Quarteto Mário Santos (jazz)
[22 de Maio, 22h. Espaço Pedro Remy, Braga]
Mário Santos nasceu em 1965. Em 1986, concluiu o 12º ano de escolaridade e ingressou na Faculdade de Engenharia Civil de Coimbra, não chegando a frequentar o curso pois iniciou os estudos musicais na Escola de Jazz do Porto, onde viria mais tarde a leccionar a disciplina de Saxofone. Colaborou na formação de vários grupos de Jazz, integrou o grupo musical Clã e foi elemento fundador dos Amigos da Salsa onde permaneceu durante cinco anos.

Richard Galliano & Tangaria Quartet (jazz)
[22 de Maio, 22h. Centro Cultural Vila Flor, Guimarães]
Richard Galliano é um nome incontornável na história do acordeão. Um prestigiado músico e compositor franco-italiano conhecido pela fusão inimitável do tango com o jazz. Com um extraordinário domínio técnico e uma sonoridade e fluidez de rara qualidade, Galliano foi colaborador e amigo pessoal de Astor Piazzolla, sendo agora um dos maiores responsáveis pela divulgação dos estilos musicais fundamentados pelo génio argentino.

Alela Diane (música)
[22 de Maio, 22h. Casa das Artes, Vila Nova de Famalicão]
Originária do Nevada, Estados Unidos, Alela Diane é uma trovadora do nosso tempo. Na sua voz firme e bela, consegue-se sentir a ruralidade da América profunda, mas sem melancolia nem apego pelo passado. Antes com o fascínio dos lugares visitados e dos momentos perdidos. Nas melodias de Alela Diane encontramos imagens de uma infância feliz. De uma juventude irrequieta e apaixonada. Aqui e ali sente-se uma pequena frustração, característica talvez, de quem viveu longe da urbanidade das grandes cidades cosmopolitas.

Com que Voz: Tributo a Amália Rodrigues (música)
[23 de Maio, 22h. Casa das Artes, Arcos de Valdevez]
Espectáculo no âmbito do Ciclo de Novos Fados de Arcos de Valdevez, com Ricardo Parreira (guitarra) e Marco Oliveira (voz). “Com que voz” foi um dos discos mais representativos da carreira de Amália Rodrigues. Editado em 1970 pela Valentim de Carvalho, tem sido aclamado pela crítica mundial como o disco que mais marcou a carreira da artista mais importante da música portuguesa de todos os tempos.

Andrew Bird (música)
[26 de Maio, 22h. Theatro Circo, Braga]
Depois de em 2008 ter vencido o Plug Independent Music Award para melhor artista masculino, Andrew Bird (na foto) editou em Janeiro deste ano o seu mais recente trabalho, “Noble Beast”. O aguardado sucessor de “Armchair Apocrypha”, gravado em Nashville com o produtor dos Lambchop Mark Nevers e no loft de Chicago dos amigos Wilco, foi considerado por muitos possivelmente o melhor disco de Bird. O público português tem agora a oportunidade de (re)ver um dos mais brilhantes artistas da actualidade.

4 comentários:

  1. E wilco dia 30-05? Primeiro concerto dos Wilco em solo nacional é em Braga, merecia destaque.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. Terá o merecido destaque no próximo Acontece no Minho.

    ResponderEliminar
  3. Estou mais virado para o acordeão/jazz de Richard Galliano e Tangaria Quartet. Sempre quero ver o que vai sair dali, já que para mim é uma novidade. Alguém me disse que é do melhor...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores