O País do Futebol

| Partilhar
Há em Portugal uma classe de gente que, mesmo na sua bárbara incompetência, é intocável como se não houvesse um limite de decência para a tolerância que lhes vamos concedendo por sabermos que errare humanum est. Todos viram que Paulo Batista passou das marcas e rubricou uma das arbitragens mais incompetentes e escandalosas de que há memória. O que se esperaria, se este fosse um país de gente séria, é que a justiça fosse reposta e o árbitro responsabilizado. Dos dirigentes da arbitragem, sempre afoitos a julgar as atitudes dos outros, esparar-se-ia uma forte reprimenda pública ao juíz e a aplicação de um castigo verdadeiramente exemplar.

O problema é que este é um país de cobardes oportunistas, gente que se acomoda com os três pontinhos roubados com um descaramento indigno e se deslumbra com um lugar numa qualquer tabela de injustiças. Jornalistas, dirigentes da Liga, da Comissão de Arbitragem e da APAF são todos cúmplices do triste cenário que se apossou do futebol português e que continua a beneficiar sucessivamente os chamados três grandes.

Dizem-me alguns benfiquistas com refinada ironia que «os erros do árbitro são parte do jogo» e que «para a História ficará o 1-0.» Ainda que convencido disso e, mesmo depois de consumida a adrenalida de uma partida de escandalosos equívocos, a verdade é que fica demonstrado que o carácter e a credibilidade de alguma desta gente do futebol.

Não me preocupa constatar que o Braga está nove ou dez pontos abaixo do merecido. O que me inquieta é saber que o futebol é, mais coisa menos coisa, o retrato mais fiel deste país de mentiras e interesses instalados.

9 comentários:

  1. Não vale a pena... Este ano é de empilhador que o clube do regime vai vencer.

    Apetece-me no entanto dizer o seguinte:

    Valha-nos o Trofense...

    ResponderEliminar
  2. onde está o post igual a este aquando do jogo braga-sporting?

    ResponderEliminar
  3. Mais grave é ter-mor que ouvir as parvoíces de um fulano que não é nada na vida, que alguns chamam de porta-voz do clube da águia.
    Mas para azar deles o F.C.Porto vai ser campeão, roubando o mais que pode e eles mais uma vez vão ser um clubezeco de UEFA.
    Para alem de serem ladrões são uns merdosos que nem roubar sabem, pois roubaram para os 3-0 e só ganharam por um.

    ResponderEliminar
  4. Atenção a uma coisa. Agora que estás mais calmo quero lembrar-te Pedro que, para além do escandaloso roubo, o Braga perdeu porque não conseguiu marcar golos. E não foi o árbitro que impediu isso. O Braga jogou muito melhor que o Benfica, foi show dw bola como dizem os brazucas, só que o Braga não pode falhar como falhou. O Renteria roubou ainda mais o Braga que o Paulo Baptista.

    ResponderEliminar
  5. Caro JMTinoco,

    Discordo. O Braga não ganhou porque quando ía marcar golos, os jogadores foram travados em falta e esses penaltis não foram marcados.

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Foi,sem qualquer duvida um roubo de
    Igreja!Imaginem voçês se tivesse
    sido ao contrário?!Caia o Carmo,a
    Trindade e mais qualquer coisita!!!
    Estes gatunos da capital querem
    mesmo calar a malta do Norte ...
    Nunca .... Jamais !!!!

    ResponderEliminar
  7. Foi um roubo, sim senhor.
    Mas não confundamos as coisas. O Braga não é um mártir num mundo de beneficiados; desde o inicio do campeonato já foi algumas vezes beneficiado, e se as pessoas não se mostraram preocupadas quando foram subtraídos pontos injustamente aos nossos adversários, porque razão é que estás agora a fazer uma cruzada contra uma situação que ao existir de forma inversa, nunca foi comentada por ti?

    Talvez seja mais uma característica do tal país que falas.

    abraço
    luis

    ResponderEliminar
  8. Caro Pedro,

    Sou leitor de longa data e esta é a minha primeira intervenção:

    O Pedro preocupa-se em demasia com o futebol.

    Cumprimentos e continuação de bom trabalho

    ResponderEliminar
  9. Ao SC Braga foi subtraido 1 ponto. O golo em fora de jogo tirou ao Braga apenas 1 ponto! O arbitro do jogo errou ao não assinalar um penalty ao Benfica no inicio do jogo; errou no golo do Benfica; errou ao não assinalar uma grande penalidade sobre o Matheus.
    O arbrito não errou no remate quer do Renteria quer do Mossoró. E o Renteria já nos subtraiu pontosw em Guimarães e desta vez em Lisboa. A revolta em Braga não pode ser pelos erros de arbiotragem que existiram de facto e que penalizaram a equipa em 1ponto apenas. Sim, o Benfica sai beneficiado com mais dois. Também é verdade. A revolta em Braga é porque o SC Braga foi melhor e perdeu. Mas também por culpa própria porque não foi capaz de marcar um golo.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores