Depois Digam que Ninguém Avisou

| Partilhar
Avisa-se a AENOR, Protecção Civil e Câmaras Municipais para que comecem a comprar sal e a aquecer o motor ao limpa-neves. É que parece que vai nevar 3ª feira em "alguns locais, em especial do Minho, Beira-Alta e Trás-os-Montes"; e 4ª feira "acima dos 200 metros", algures nas mesmas zonas.

5 comentários:

  1. o sal é caro, tem que vir de fora...

    (800 km de frente marítima e minas de sal no Sul do país... e não há sal....!)

    ResponderEliminar
  2. São dois avisos; comprar sal e aquecer motores...

    É demasiada informação para a cabeça dos responsáveis da protecção civil.

    ResponderEliminar
  3. Peço desculpa, mas parece-me que, mais do que estar sempre à espera do Estado, melhor é pedir que cada um faça o que lhe compete.

    Assim, avisa-se o pessoal que se vai fazer à estrada para que comprem correntes; para que transportem no carro alguma comida e bebida, e algum resguardo (tipo manta polar); para que estudem de forma antecipada possibilidades de alojamento e restauração no itinerário de viagem; para que verifiquem se têm o seguro em dia e se têm direito a reboque (para o caso de algum acidente); para que tenham o telemóvel à mão, e carregado (electrica e monetariamente falando); para que tenham o depósito abastecido (caso necessitem de recorrer à chaufagge da viatura por um período longo de tempo)...

    Muitas mais coisas se poderiam dizer, quase todas do senso comum. E quantas chatices se evitariam...

    ResponderEliminar
  4. sampy permite-me discordar, mas, num tom irónico acrescento á tua observação: "cada um, basicamente, compre uma roulote e anda sempre com ela ás costas"!!!

    logicamente que entendo o que diz, mas convém alertar que quando se viaja num estrada que é paga e bem paga esta tem que se apresentar transitável e com o apoio que não possuem as mísereas estradas nacionais alternativas!!!

    as observações que diz são realmente lógicas,mas como bem deve saber muitas vezes somos apanhados desprevenidos e como tal,pelo menos para mim, é praticamente impossível andar constantemente com o depósito cheio, com comida e etc diariamente á espera da neve, ou da chuva, ou do gelo,ou....

    acompanhando o bom "humor negro" do Vitor, nevasse por tás-os-montes e pela "frente-dos-montes" o ano inteiro e haveria já desculpa para o isolamento existente!!

    ResponderEliminar
  5. O Sampy falou como se fosse o representante do Estado e dos responsáveis da conservação de estradas. Estes não têm nenhuma função a desempenhar.
    Os malandros dos cidadãos que pagam impostos e que andam na estrada é que incomodam e ainda reclamam!
    Temos esta cambada que merecemos.
    Roberto sampaio

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores