Figuras Tristes

| Partilhar
A única coisa que verdadeiramente me preocupa no triste episódio da bandeira Nazi na Assembleia Regional da Madeira é o facto daquele indivíduo ter sido eleito deputado. Isso diz muito sobre o partido de Manuel Monteiro e, sobretudo, sobre a qualidade da nossa democracia.

7 comentários:

  1. Pessoalmente, acho mais preocupante o facto do AJJ ganhar constantemente as eleições. Ou até o que se passa cá em Braga.
    A quantidade de votos para eleger um deputado deve ser bem menor do que os necessário para ganhar as eleições.

    ResponderEliminar
  2. A mim preocupa-me o facto de os restantes deputados não se sentirem minimamente difamados, especialmente os do PSD, a quem o protesto se dirigia.

    Quando à Nova Democracia, não me surpreende muito.

    ResponderEliminar
  3. E que não esqueçamos que o Manuel Monteiro, tal como este madeirense, só quer aparecer... Dar-lhe o lugar de deputado seria uma tragédia.

    ResponderEliminar
  4. Grave é o outro estar no poleiro há tantos anos. Grave é o outro ter renunciado ao cargo para se candidatar novamente, gastando dinheiro porque lhe apeteceu brincar. Grave é a vergonha que se vive lá no arquipélago do outro.

    Sim, foi forte o protesto. E, sim, foi a maneira de ser bem notado.

    ResponderEliminar
  5. A Bem da Nação, deixe-se tudo como está.

    ResponderEliminar
  6. Conclusão do post e comentários: o sistema está podre pela raiz e já se estão a ver a rachas no edificio.

    ResponderEliminar
  7. Bem, mais grave foi a situação que ouvi hoje na TSF, em que os seguranças da ALRAM não deixaram entrar o deputado nas instalações da mesma.

    Quer dizer, qual é a legitimidade de um segurança nao deixar um deputado, que quer se goste ou nao se goste foi eleito e está a cumprir o seu mandato?

    Ele é um representante da soberania do povo. Eleito em eleições minimamente democráticas, pelo que me parece bem grave não o deixarem exercer essa mesma soberania.

    Algo vai podre pela Região Autonoma da Madeira.

    E o presidente da República ainda nada disse!

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores