Das Bibliotecas de Braga

| Partilhar
Corria o mês de Outubro de 2005 quando, em conjunto com outros colegas de vários cursos da Universidade do Minho, lançámos o Projecto Mais Academia com o propósito declarado de construir uma alternativa à dinastia que vem gerindo a Associação Académica da Universidade do Minho ao longo dos últimos anos.

Ainda antes da campanha começar, colocámos vários cartazes nas imediações dos campi da Universidade, apresentando aquelas que seriam as principais bandeiras do nosso projecto. De entre todas, a que recebeu maior acolhimento entre os estudantes foi a ideia de se criar uma sala de estudo aberta 24 horas por dia. A proposta fora tão mobilizadora e feliz que os opositores trataram de replicá-la no rol de promessas que apresentaram aos estudantes.

Apesar das vitórias do Projecto Mais Academia na Mesa da Reunião Geral de Alunos e no Conselho Fiscal, quis a maioria da minoria dos estudantes votantes que os protagonistas continuassem a ser os mesmos na Direcção da AAUM. Apesar das promessas, a sala nunca viria a concretizar-se e Braga e a Universidade do Minho continuam sem uma sala onde estudar vinte e quatro horas por dia e, pior do que isso, não tem uma única biblioteca aberta aos fins de semana.

8 comentários:

  1. A situação é ainda pior hoje em dia, pois, com Bolonha já em pleno andamento, a biblioteca está praticamente lotada durante todo o ano, em vez de ser mais nas antigas épocas de exame.

    Mas não é só a AAUM que tem responsabilidades, no que diz respeito à biblioteca. Ficou, pelo menos, prometido que, após a mudança da escola de psicologia para o seu novo edifício, que a biblioteca se iria expandir (praticamente duplicar o seu espaço) para a antiga escola de psicologia. Já passou cerca de um ano e continua fechada, sem ninguém lá fazer o que quer que seja.

    Prioritário mesmo, para a UM, foi renovar todas as cozinhas de todos os bares. Bares que já no ano anterior tinham recebido obras.

    Nota: falo aqui em biblioteca, mas, tal como funciona em Coimbra, podia-se utilizar a cantina como "sala de estudo" nocturna.

    ResponderEliminar
  2. dinastia é a definição.

    o desfile de consequências disso é muito extenso, demasiado para se falar numa caixa pequena.

    ResponderEliminar
  3. Pedro a biblioteca do instituto de ciências sociais permanece fechada há dois anos, pela ignóbil razão, de não haver funcionária. A AAUM também rejeitou uma moção escrita por um conjunto de alunos, para que houvesse uma tentativa em reabri-la. AAUM ao serviço do reitor. Isso pode ter a certeza. Veja o fecho da universidade para pagar subsidios de férias, ao invés, de servir para melhorar as condições dos estudantes.

    ResponderEliminar
  4. http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1350031&idCanal=58

    Seria interessante um post sobre este assunto. Cumprimentos. E parabéns por este blog de referência.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores