| Partilhar
Avenida Ideal

Capítulo 15: ideias para Braga

Braga é uma cidade bonita e é-o, especialmente, com a maquilhagem outonal. São as cores, as luzes, até o vento; até o frio é bonito. Braga veste-se com as folhas que lhe caem aos pés e os dias que temos não a merecem; a monotonia embrutece a beleza e apaga as memórias.

Para a nossa Braga de Outono, e aproveitando o facto de no próximo Outono a área pedonal já se estender até ao Theatro Circo, proponho um festival literário de rua. Os festivais de rua são, normalmente, apostas ganhas e a atestá-lo temos os exemplos da nossa Braga Romana ou da Viagem Medieval e do Imaginarius, em Santa Maria da Feira. Para além disso, era uma forma de dinamizar a oferta cultural da cidade e uma forma de arte que poucas vezes é lembrada fora do contexto das feiras do livro.

Entre as Arcadas, o Largo do Barão de São Martinho e a nova Avenida da Liberdade, plantaríamos palavras e colheríamos diversas actividades: Contadores de Estórias; Teatros de Marionetas; Workshops intensivos de Escrita Criativa; Tertúlias informais com escritores portugueses; Concurso Literário; Orientação Literária; Concertos inspirados em obras literárias; Oficinas de iniciação às letras para crianças em idade pré-escolar; Encontros da Comunidade de Leitores ou Recitais de Rua pelo Sindicato da Poesia.

Uma oportunidade para lermos e reescrevermos Braga um pouco mais ao nosso gosto, num futuro um pouco mais poético.

1 comentário:

  1. Mias um excelente texto num blogue que gosto muito de ler. As visões do Pedro Morgado são muito bem complementadas pelas crónicas excelentes do João Martinho e de outros.

    Parabéns.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores