SIC Faz Serviço Público

| Partilhar
Zrinjski x S. C. Braga (Taça UEFA)
Quinta-feira, às 17.15.

15 comentários:

  1. Também fiquei surpreendido com a notícia, ainda bem que abriram os olhos, mas pessoalmente parece-me que eles(SIC) vão querer algo em troca.

    http://maisbraga.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Mas...serviço público é quando passa um jogo do Braga?

    ResponderEliminar
  3. Há dias,

    Serviço Público é quando a RTP transmite as participações nacionais em competições internacionais com pluralismo e diversidade. ok?

    ResponderEliminar
  4. Pedro Morgado,
    tás enganado. Serviço público não é quando joga o meu Vitória ou o teu Braga... serviço público é quando um jogador de uma de 3 equipas marca 2 golos no jogo treino contra o São Jorge da Murrunhanha e decide dar uma conferência de imprensa a dizer que gostou muito do bolicao que comeu no fim do jogo, isso sim, é serviço público!!

    Enfim... "há dias" que mais valiam estar calados :)

    ResponderEliminar
  5. Apenas escrevi aquilo pois a única forma de se falar de bom serviço público aqui é através de transmissões do Braga...

    Quanto a mim, acabavam-se as transmissões dos jogos, sem excepção, eu vou ao estádio...

    Já agora caro Paulo...visão demasiado minimalista a sua! Até o Trofense tem tempo de antena, onde as noticias relativas a este realmente interessam, na Trofa.

    Tanto o vitória como o braga a mim não me dizem rigorosamente nada e muito menos á Dona Ermelinda de Curral de Moinas que apenas quer saber se o mantorras jogou este fim de semana... O braga interessa aos bracarenses e o vitória aos vimaranenses, crie-se um canal regional e aí o tempo de antena é todo vosso...

    ResponderEliminar
  6. Há Dias,

    Então se o canal que supostamente deveria prestar um serviço público a TODOS os portugueses só fala de três clubes que a mim não me interessam minimamente em vez de falarem do meu clube, deves concordar que só alguns deveriam pagar para este canal, certo?

    É que ele é feito com o dinheiro de todos os portugueses. Logo, deveria dar o máximo de informação que abrangesse todo o país. E não me refiro só ao futebol, mas a tudo!

    Não é a nossa opinião que é minimalista.

    P.S.: Aqui fala-se dos casos do Sporting Clube de Braga e do Vitória de Guimarães porque, como deves ter reparado, este é um blogue do Minho, mas de certeza que o Pedro Morgado estende esta opinião a todos os outros clubes à excepção dos três "estarolas".

    ResponderEliminar
  7. Era o que me faltava que qualquer jogo de bola fosse considerado de interesse público.
    Considero vergonhoso que a RTP tenha pago um balúrdio pela transmissão dos jogos da liga.
    Basta de bola, basta pim!
    Interesse público é divulgar o que de melhor se faz no país, alargar os horizintes às pessoas, educa-las.
    Bola interesse público?
    Talvez um cameponato do mundo ou da Europa, talvez uma meia final ou final.
    Agora um jogo entre duas equipas de 3ª linha ser considerado interesse público?
    Já bastou terem enterrado milhões num estádio ao qual algumas mentes "brilhantes" querem atribuir a organização de exposições...

    ResponderEliminar
  8. ó manuel tu és um comentador de 5ª linha que andas aqui a escrever asneira atrás de asneira e nós também temos que gramar contigo...

    serviço público era irradiar-te de vez deste blogue.

    ResponderEliminar
  9. wicked_moon,

    percebo perfeitamente a vossa indignação e nunca me mostrei contra! Aliás, eu também gostava que o Trofense fosse noticia de tv todos dias, mas não e para o seguir leio os jornais da terra.

    Mas convém que sejamos realistas, os 3 grandes monopolizam a tv nacional porque atraem muito mais dinheiro em patrocinios e publicidade! São clubes nacionais e pelo menos nunca conheci um adepto do braga que morasse em Vila Real de Sto António.

    Percebes o que quero dizer?

    ResponderEliminar
  10. Caro Há Dias,

    O teu comentário demonstra que não percebeste nada do que estamos a defender.

    Serviço Público não é dar o que a maioria quer ver - isso fazem as televisões privadas. Serviço Público é ter um critério de pluralismo e diversidade, ao serviço do desenvolvimento integrado do país.

    Nós não queremos o Braga e o Guimarães na televisão porque gostamos de algum desses clubes. Nós queremos é que as representações de Portugal tenham cobertura em vez de se andar a falar das idas à casa de banho dos jogadores desses 3 clubes.

    O serviço público não é passar o que eu gosto, mas sim passar com critério, pluralismo e diversidade o que é mais relevante para o desenvolvimento do país.

    ResponderEliminar
  11. "ó manuel tu és um comentador de 5ª linha que andas aqui a escrever asneira atrás de asneira e nós também temos que gramar contigo...

    serviço público era irradiar-te de vez deste blogue"

    parece-me que este anónimo luís lopes já teve outros nomes neste blog. será?

    ó lopes e o teu sentido democrático? e a liberdade de expressão?

    ResponderEliminar
  12. Há Dias,

    Penso que o Pedro Morgado explicou bem o meu ponto de vista.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  13. Pedro Morgado e Wicked_moon,

    "O serviço público não é passar o que eu gosto, mas sim passar com critério, pluralismo e diversidade o que é mais relevante para o desenvolvimento do país."

    Pelo contrário eu consegui perceber tudo, e no campo ideal deveria ser assim e deve-se fazer mais para que seja como escreveste na citação que refiro... Mas realidade é uma coisa, utopia é outra! Sim leste bem, considero o serviço público de televisão uma utopia, porque acima de tudo estarão sempre os interesses de alguém, no caso, de quem manda na RTP e de quem paga (com patrocinios e publicidade) a programação da RTP. Os contribuintes também pagam é certo, mas a esses ninguém ouve e é-lhes dado entretenimento barato como "preço certo em euros" e "verão total ou azul" (nem sei bem).
    Para clarificar a minha posição termino referindo que apenas puxei dos meus gostos pessoais, no caso o meu Trofense, para dar a entender que estamos na mesma linha.

    ResponderEliminar
  14. Pedro Morgado e Wicked_moon,

    "O serviço público não é passar o que eu gosto, mas sim passar com critério, pluralismo e diversidade o que é mais relevante para o desenvolvimento do país."

    Pelo contrário eu consegui perceber tudo, e no campo ideal deveria ser assim e deve-se fazer mais para que seja como escreveste na citação que refiro... Mas realidade é uma coisa, utopia é outra! Sim leste bem, considero o serviço público de televisão uma utopia, porque acima de tudo estarão sempre os interesses de alguém, no caso, de quem manda na RTP e de quem paga (com patrocinios e publicidade) a programação da RTP. Os contribuintes também pagam é certo, mas a esses ninguém ouve e é-lhes dado entretenimento barato como "preço certo em euros" e "verão total ou azul" (nem sei bem).
    Para clarificar a minha posição termino referindo que apenas puxei dos meus gostos pessoais, no caso o meu Trofense, para dar a entender que estamos na mesma linha.

    ResponderEliminar
  15. Serviço público é muito e é pouco...
    Se a Sic dá o Braga isso não é serviço público.Todos sabemso que a SIC arrisca-se a não dar nada de futebol, sendo, porém um mercado apetecivel...Pode até não dar lucro à SIC mas serve também para diversificar a programação em tempo de férias e ter futebol no seu relatório de actividades...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores