O Boavista, os Três Grandes e o Parolismo Nacional

| Partilhar
Rui A. escreve, no Portugal Contemporâneo, que «ver o Boavista desaparecer não significa, nem de perto nem de longe, assistir a uma consequência natural de um processo de mercado. Os clubes de futebol representam a vitalidade das comunidades locais sobre as quais se suportam, ou a falta dela.» A propósito do suporte dos bracarenses ao Sporting de Braga já aqui havia escrito que apoiar o maior clube da terra é uma questão de amor à cidade e de inteligência na valorização das nossas propriedades e do nosso património.

Na verdade, a morte agónica do Boavista põe em evidência os malefícios do parolismo nacional que apoia desmesuradamente três clubes que representam a identidade de apenas duas cidades. Talvez isso explique que apenas tenhamos conhecido 5 clubes campeões nacionais (dois dos quais apenas uma vez), enquanto que Inglaterra já conheceu 17, a Espanha 8, a França 18, a Itália 12, a Holanda 13 e a Alemanha 14... Pode ser que eles estejam todos errados e o nosso parolismo seja o correcto.

20 comentários:

  1. Nem Mais !!! É por isso que eu sou só Bracarense e com muito orgulho, mesmo que nunca venha ganhar nada serei sempre do Braga. Alguns portugueses têm a mania de ser do maior, do melhor, do que mais ganha, ter o carro melhor, ter tudo melhor e ser o melhor é por isso que também são os maiores no parolismo, senão veja-se qual é o teu clube...(Porto,Benfica,Sporting)...e porquê? Sei lá.... o meu pai, o meu irmão, o meu tio, era o que ganhava..., ou seja não conseguem pensar por eles próprios, e como se chamam essas pessoas...vocês sabem. Com isto não quero dizer que não devia haver adeptos desses clubes, mas quando vivem nesta ou noutra cidade e não sejam capazes de simpatizar com esses clubes, antes pelo contrário ainda criticam o bom e o fraco.
    Tenham paciência mas "tudo que é demais é erro"
    Força Braga junto venceremos!!!!
    ps: apoiem também a vossa cidade só assim se fazem ouvir senão irão morrer na ignorância.

    ResponderEliminar
  2. Em Espanha quem tem sido campeão ultimamente: barcelona, real, valencia, depor.. tudo equipas dos extremos de Espanha...Aqui é sempre as mesmas cidades, a mesma faixa litoral..

    Mas o vitoria de Guimarães já deu um primeiro passo no apuramento para a pre-eliminatoria da liga dos campeões. Aliás, aproveito para felicitar este clube e espero que dignifique o Minho nesta caminhada pelos grandes palcos do futebol Europeu.

    ResponderEliminar
  3. mais do que o constante apoio (e televisionamento) dos três grandes, a morte agoniante do Boavista demonstra o completo desinvestimento que sucessivos governos têm promovido na região norte além de uma incapacidade de encontrar novas fontes de receitas por parte de alguns "manda-chuva" boavisteiros.

    ResponderEliminar
  4. Parolismo nacional é a importância que se dá ao futebol...

    O país devia preocupar-se com os seus problemas reais: falta de emprego, economia estagnada, falta de investimento, inflação, perda do poder de compra e o ressurgimento da pobreza.

    O português parolo típico continua a iludir-se com "os jogos do coliseu" e entrar em histerias em massa que em nada contribuem para o progresso da sociedade.

    Prova disso é que daqui a um mês ninguém falará de outra coisa que não seja o Euro 2008.

    Haverá com toda a certeza mais portugueses a colocar bandeiras nacionais nas janelas do que, por exemplo, a boicotar as empresas petroliferas que operam a nível nacional.

    É o país que temos...

    ResponderEliminar
  5. Os Clubes são o que os adeptos querewm que eles sejam...mais sócios, mais patrocínios, logo mais dinheiro para gerir a equipa.Claro que vivemos num País onde existe um "gostar" de grandeza e ser do Porto,Benfica,Sporting, parece para muitos ser um ideal.Primeiro devemos apoiar os nossos, os da terra e só quando em encontros Internacionais, se compreende a clubite pelos outros Clubes Portugueses.Penso assim, porém sei provávelmente em Braga há mais Benfiquistas que Bracarenses o que considero lamentável, mas entendo porque em liberdade a opçãO É PESSOAL.Um pouco de amor à terra à cidade e suas referências, seriam um sentimento regionalista agradável.

    ResponderEliminar
  6. Pedro Morgado:

    Irrita-me o fundamentalismo do braguismo bem espelhado no seu post. No que a mim diz respeito resulta na completa perda de simpatia pelo Braga.

    No tempo em que o parolismo nacional mandava que se fosse de dois clubes e o parolismo de Braga impunha um, sempre representando Lisboa eu fiz-me portista.

    O clube não ganhava nada mas eu gostava do bairrismo da sua massa adepta ao contrário do que acontia em Braga. E agora que me diz?

    Irrita-me o fundamentalismo braguista. A consequência primeira foi a total perda de simpatia pelo clube.

    Fundamentalista e com grave contradição senão vejamos: Se a máxima é uma cidade um clube porque anda o Braga a abrir núcleos na Ponte da Barca e Vila Verde? Aí não se deve ser Barquense e/ou Vilaverdende ou aqui já é legítima a venda do braguismo a quem não é bracarense?

    PS: Campeões em Espanha - Real e Atlético, Barça, Valência, Sevilha e Bétis, Corunha, Bilbau e San Sebastian.

    ResponderEliminar
  7. Tanta irritação só demonstra que de Braga você não tem nada.
    Vá morar 50km mais para baixo para ver se lhe passa a irritação.

    ResponderEliminar
  8. O SCB É UM CLUBE REPRESENTATIVO DE TODA UMA REGIÃO. POR ISSO OS ADEPTOS SE DESIGNAM POR BRAGUISTAS E NÃO BRACARENSES. O SCB NÃO SE LIMITA APENAS A UMA CIDADE, POR ESSA RAZÃO TEM NÚCLEOS EM PONTE DA BARCA, VILA VERDE, ETC

    SOU BRAGUISTA E BRACARENSE E COM MUITO ORGULHO. RESPEITO TODOS AQUELES QUE APOIAM O CLUBE DA SUA CIDADE E/OU REGIÃO. APESAR DA RIVALIDADE, TENHO MUITO MAIS RESPEITO POR UM VIMARANENSE VITORIANO DO QUE POR UM BRACARENSE BENFIQUISTA.

    CHEGA DE PAROLISMO. APOIEM O CLUBE DA VOSSA REGIÃO!

    COMO SE SENTEM O BRACARENSES BENFIQUISTAS OU PORTISTAS QUANDO A CLAQUE DO BENFICA OU DO PORTO CANTA EM BRAGA "POVO DE MERDA, POVO DE MERDA..."???
    NÃO ENTENDO COMO SE PODE SER DE BRAGA OU DE GUIMARÃES E APOIAR-SE UM CLUBE DE UMA CIDADE QUE FICA A MAIS DE 300 KMS.....NÃO DÁ MESMO PARA ENTENDER. SÃO VISTOS COMO PAROLOS POR TODO O PAÍS...

    ResponderEliminar
  9. Não posso deixar de concordar em absoluto com os anónimos números 1 e 3.
    Não conotava este blog com opiniões tão fáceis como a de apelidar de parolo quem tem uma opinião diferente da do seu autor. É com muita pena que vejo atitudes deste tipo - o tipo "anti", leia-se - multiplicarem-se por aqui nos últimos tempos.
    Cada um é livre de expressar o que pensa, mas colar adjectivos insultuosos aos que não querem alinhar na nossa ideia parece-me típico de quem não encontra argumentos para justificar a sua própria escolha ou que não entende a fundo o conceito de liberdade.
    Lamento.

    ResponderEliminar
  10. O tropismo dos argumentos pró resultam na clara definição do verdadeiro parolismo.

    A dificuldade em explicar a lógica, legítima e inteligente, de crescimento na região com a abertura de núcleos fora de Braga é a cereja em cima do bolo que a falácia de argumentos constitui.

    Contra a polícia de gostos, costumes, etc, há muitos que se revoltam. Depois procuram obrigar a um regime de clube único e obrigatório.

    Afinal qual é a dificuldade em aceitar opções diferentes? Porquê esta militância e tropismo? Não é isto que afasta o povo do futebol? Qual é o pai que leva os filhos para jogos de risco? Porque é que há jogos de risco?

    Uma das resposta é porque há post e comentários destes.

    ResponderEliminar
  11. É claro que as pessoas são livres de apoiar quem quiserem.

    Mas, para melhor ilustrar a ideia que penso que o autor do post queria transmitir, deixo aqui um paralelo: que bom português apoiaria a seleccão brasileira num jogo Brasil-Portugal?

    Para quem tentou encontrar um falsa incongruência de discurso devido à abertura de núcleos nos concelhos vizinhos, tal é uma falsa questão. Quando Portugal não vai ao mundial, não posso ser censurado por torcer por outra selecção, desta forma não é estranho um famalicense ou um barcelense apoiar o Benfica, Sporting ou Porto. O que é deveras "anti-natura" é existirem bracarenses ou vimaranenses a apoiarem os 3 grandes!

    ResponderEliminar
  12. Caro NrowS,

    Não há nas minhas palavras qualquer intenção de insultar quem quer que seja. Apenas comento uma característica do povo português, coisa bem distinta.

    Veja que na última frase do post me incluo no suposto insulto: "nosso parolismo".

    Cumprimentos,
    PM

    ResponderEliminar
  13. Quem tiver clubes na 2.ª dvisão já não está vinculado? Pode ser do Porto, Benfica e Sporting? Então é por isso que em Guimarães há menos vermelhos que em Braga, menos 12 anos "deles"? Porreiro pá!

    Pró anónimo que me mandou 50Km abaixo de Braga, vivo em Coimbra...chove menos.

    Abram lá o núcleo de Vila Verde e dediquem-se à pesca.

    ResponderEliminar
  14. De facto admito que até nem seja tão parolo quanto isso gostar apenas de três clubes em Portugal... Digo isto porque alguém me despertou para um factor interessante, que é o facto de no que toca à indústria do futebol estarmos ali entre os países mais competitivos da europa, no 6º, 7º lugar.

    Em tudo o resto andamos acima do 15º, mas no futebol... E talvez isso seja de facto fruto da concentração de apoios em apenas três clubes. As tais economias de escala não existem apenas na indústria tradicional, e o futebol em Portugal é aparentemente um bom exemplo disso mesmo.

    Além disso existe aqui um outro factor que me parece importante realçar e comparar com os números do Pedro:

    Cidades (excluindo subúrbios metropolitanos) com mais de 200 mil habitantes:

    Inglaterra: 23
    França: 11
    Itália: 15
    Alemanha: 37
    Espanha: 13
    Portugal: 2

    Sem massa crítica não é possivel mais meu amigo...

    O caminho faz-se caminhando... Estamos a crescer, mas é uma questão geracional. Não confundas com parolismo...

    Até porque se há coisa que o tuga percebe é de futebol...

    já em relação ao resto...

    ResponderEliminar
  15. FALÁCIA ABRIREM-SE NÚCLEOS DO SCB EM VILA VERDE OU EM PONTE DA BARCA? COM CERTEZA QUE NÃO POIS O SCB É UM CLUBE QUE REPRESENTA TODA ESSA REGIÃO. E PORQUE NÃO ABRIR-SE UM NÚCLEO DO SCB EM LISBOA PARA REUNIR OS BRAGUISTAS QUE SE ENCONTRAM A RESIDIR EM LISBOA?

    O QUE NÃO FAZ SENTIDO É ALGUÉM APOIAR O CLUBE DE UMA CIDADE QUE NADA LHE DIZ E QUE MAL CONHECE. O QUE FAZ UM BRACARENSE OU UM VIMARANENSE APOIAR UM CLUBE DE LISBOA? O QUE FAZ UM BRACARENSE OU VIMARANENSE JUNTAR-SE A UMA MASSA DE ADEPTOS QUE DESIGNAM BRAGA E GUIMARÃES COMO PROVINCIA E CHAMAM "PAROLOS" AOS BRACARENSES E VIMARANENSES?

    OBVIAMENTE QUE CADA UM É LIVRE DE TOMAR AS SUAS OPÇÕES, AGORA ALGUNS TOMAM AS OPÇÕES CERTAS E OUTROS NEM POR ISSO.

    UM CLUBE DE FUTEBOL NÃO SÃO APENAS RESULTADOS DESPORTIVOS. ESCOLHER O QUE MAIS GANHA É MUITO BÁSICO. NADA SE COMPARA A APOIAR UM CLUBE QUE REPRESENTA A NOSSA REGIÃO E AS NOSSAS GENTES. LEVAR O NOME DA NOSSA CIDADE PELO PAÍS, ENCONTRAR OS NOSSOS VIZINHOS NO ESTÁDIO...ISSO NÃO TEM PREÇO.

    ResponderEliminar
  16. Caro anónimo das 18:32 - "Quem tiver clubes na 2.ª dvisão já não está vinculado? Pode ser do Porto, Benfica e Sporting?"
    Obviamente quem apoia um clube da 2ª liga já não está vinculado a um clube da 1ªliga! Voltando ao paralelismo com as selecções, já todos nós assistimos campeonatos mundiais em que Portugal não esteve presente e nos quais torcemos (ou não) por uma das equipas presentes, e isso não nos criou dúvidas ou duplas-lealdades quando Portugal participou nos mundiais posteriores.

    ResponderEliminar
  17. É uma VERGONHA renunciar ao clube da sua terra em detrimento de outro. Reflitam p.f na insensatez de apoiar gente que nunca, se quer, nos visitou (a não ser o relvado), que nos desconhece por completo. Seria como, numa competição ao nível se selecções apoiar a Itália, a Alemanha, os E.U.A contra a Nossa Selecção. É O MESMO SENTIMENTO QUE ESTÁ EM CAUSA - AS NOSSAS RAÍZES, senão porque é que puxámos por PORTUGAL.
    Parafraseando Pedro Rocha "deve-se sentir o clube como um prolongamento da sua identidade cultural, como uma extensão dos seus monumentos, das suas ruas, das suas vivências, enfim, dos seus habitantes."
    J.Prata

    ResponderEliminar
  18. Ao anónimo das 18:32

    Afinal acertei - de Braga não tem nada mesmo. Se está em coimbra ainda melhor, não precisa descer mais.
    Ninguém precisa da sua simpatia para nada!

    E você, pode apenas tentar andar de peito cheio à custa dos feitos DE OUTROS, porque eles não o representam EM NADA!

    ResponderEliminar
  19. Viva Braga! Eu gosto de Braga, do Braga, de beber copos em Braga, dos meus amigos de Braga. Até gosto dos bairros feios de Braga!

    Há quem precise de ser feliz ao fim de semana e então escolhe um poderoso. Eu escolho a minha terra e as minhas gentes!

    Força Braga!

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores