Carta Aberta aos Deputados Eleitos por Braga

| Partilhar
Respondendo ao repto lançado pela iniciativa Parlamento Global, acaba de ser publicada a minha contribuição para a secção «Visto do Norte».

Começo por saudar a iniciativa Parlamento Global, enaltecendo a importância da comunicação entre os eleitores e os eleitos para que a sobrevivência do sistema democrático actual. Importa também salientar o interesse que alguns deputados eleitos pelo círculo de Braga têm dedicado à causa e discussão públicas, disponibilizando-se para contribuir para o debate que se faz na blogosfera minhota. Aproveitando a oportunidade que nos é dada, gostava de colocar aos deputados eleitos pelo círculo de Braga algumas questões muito concretas:

1. Por que motivo os preços por quilómetro cobrados na A11 e na A7 são superiores aos praticados nas outras regiões do país?

2. Por que motivo bracarenses e vimaranenses pagam as circulares urbanas das suas cidades enquanto noutros locais os utilizadores estão isentados desse pagamento?

3. Por que motivo o Orçamento de Estado comparticipa os transportes públicos de Lisboa e do Porto, discriminando todos os utentes do resto do país e, em particular, da região do Minho?

4. Por que motivo continua por avançar a linha ferroviária entre Braga e Guimarães, sedes dos 1º e 2º maiores concelhos do país extra-áreas metropolitanas?

5. Por que motivo Braga continua fora do mapa das cidades com eléctrico moderno ou metro de superfície?

5 comentários:

  1. Porque quem decide é Lisboa e seus amigos do poder local da nossa Região.Não julgo haver outras razões.Talvez os Tub sejam uma fonte de receitas? talvez a ideia de mudanças vindas de outras pessoas, não tenham agradado aos políticos.São ss a mais que substituí por talvez.

    ResponderEliminar
  2. Uma boa perguta para Filipe Menezes e Patinha Antão 2 bracarenses e mais alguns do PS que nunca se deslocaram a braga!

    ResponderEliminar
  3. Os deputados eleitos pelo distrito de Braga serão mesmo do distrito? Se o são não parecem ou então estão seduzidos pelos"encantos" da capital do reino e não ligam pevide aos factores que podiam e deviam ser potenciadores de maior desenvolvimento do distrito e até do Norte.Assumam-se de vez e não tenham "vergonha" de serem apelidados de provincianos pelos"cabeças"de S.Bento e de Lisboa.

    ResponderEliminar
  4. Meu caro Pedro, enquanto não se eleger deputados, pelo distrito que sejam do distrito, essas suas perguntas nunca serão respondidas, infelizmente votamos em candidatos que tem quer ser eleitos de qualquer maneira,porque fazem parte do "sistema" e por isso não interessa por que circulo eleitoral vão. o importante é que vão.

    ResponderEliminar
  5. caro anónimo das 14h41, vou lh contar uma historia.

    era uma vez um distrito cuja população votou numa pessoa para ser deputada na assembleia, acontece que momentos depois de ter ganho, qual não foi o espanto dessa gente (ou não) quando veem o seu deputado tornar-se ministro da defesa e mais tarde dos negócios estrangeiros.

    Numa das visitas à capital desse distrito (no ambito da presidencia europeia da west coast) disse qualquer coisa do genero: esta cidade é mesmo bonita, pois´não esquecer que eu fui eleito deputado por aqui..

    A minha pergunta é:
    quem é que escreveu por ele promessas eleitoriais nas brochuras? Quem é que lhe falou dos problemas do distrito para ele dizer que ia resolver isto e aquilo??

    estou a falar do ministro que o socrates não cumprimentou e do distrito a norte do de Braga

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores