Braga Qu'Eu Gosto 7 | Bom Jesus

| Partilhar
Bom Jesus - Braga
© JMTinoco

Património da Humanidade. Quando?

12 comentários:

  1. não me parece que tenha património suficiente para.

    ResponderEliminar
  2. Braga Património Mundial?
    Esta agora ultrapassou-me pela direita...

    Dario Silva.

    ResponderEliminar
  3. Braga quê?
    Lamaçães, zona do feira nova, continete...centro histórico com edifícios mal recuperados...ponham os olhos em Guimarães.
    Braga está perdida para património mundia e tinha um potencial enorme!

    ResponderEliminar
  4. Braga já é património....dos empreiteiros

    ResponderEliminar
  5. Penso que o Pedro não se referia a Braga, mas antes ao Bom Jesus e ao seu elevador. Mas ninguém melhor do que ele para esclarecer.

    ResponderEliminar
  6. Referia-me ao Bom Jesus. De qualquer modo, havendo vontade e intervenções dignas, Braga tem todo o potencial.

    ResponderEliminar
  7. Na verdade o Bom Jusus, com os seus monumentais escadórios, a sua secular mata e o seu elevador hidraúlioco, único no mundo a funcionar, merece bem ser património da humanidade e só ainda não aconteceu devido ao insensibilidade cultural, ao esquecimento a que os seus "chefes" a relegaram. De resto, potencialidades para património há muitas, talvez mais do que qualquer outra cidade do país...

    ResponderEliminar
  8. bracarense honorário21 de março de 2008 às 19:37

    Braga devia ser bombardeada e reconstruída do zero, como está nem para o nosso pior inimigo viver serve.

    ResponderEliminar
  9. O Bom Jesus é líndíssimo,tem tantas potencialidades, mas está tão abandonado.E afinal o espelho da cidade.

    ResponderEliminar
  10. Não me parece que o Santuário do Bom Jesus mereça tal distinção, mesmo gostando muito do espaço! Não me parece que tenha um valor patrimonial verdadeiramente único, mas existem muitos sítios classificados um pouco comuns!
    Enquanto ao centro histórico muito menos provável é merecer essa distinção. É um centro histórico sem edifícios notáveis, sem uma identidade bem marcada, humanamente desertificado, cheio de restauros de fachada e ainda outros pseudo-restauros de «bradar aos céus»...e com destruições ainda nos dias de hoje, como a obra actual na Rua do Souto que deitou abaixo todo um edifício e no outro ao lado se alguma coisa se conservou foi a fachada alterada!! Tentem compará-lo com o cento histórico de Guimarães, percebem o que devia ter o centro de Braga (a classificação de Guimarães pela UNESCO passou mesmo assim por pouco votos).
    Boas, E.L.

    ResponderEliminar
  11. Parabéns. É interessante e significativa a fotografia do Longuínhos em contra luz, qual Dom Quixote...

    ResponderEliminar
  12. pois eu entendo que tudo deve de ser avaliado. Nao é bracaresnse honorario, já pensou onde as bombas podiam cair?!

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores