Previsões (II)

| Partilhar
António Salvador tem feito um excelente trabalho no sector financeiro, mas a gestão de recursos humanos tem revelado inúmeros sinais de fraqueza.

O passado mais recente (e o presente) torna cada vez mais evidente a importância do trabalho de Jesualdo Ferreira, como treinador, e de Artur Monteiro, como director desportivo, nos sucessos dos últimos anos. Depois da saída destes, o Sporting de Braga converteu-se num cemitério de treinadores, com repetidos casos de indisciplina por parte dos jogadores. Por outro lado, as relações com os sócios e adeptos têm-se degradado, com tensões completamente evitáveis.

Ainda que a situação económica seja favorável, o desastre desportivo começa a fazer perigar o «estado de graça» em que António Salvador sempre geriu o clube. O momento não é dos melhores, mas é nestas ocasiões que se conhecem os grandes líderes.

4 comentários:

  1. não percebo porque há sempre margem de manobra para salvador, enquanto aos treinadores é assacada toda a responsabilidade.

    1º esta equipa não é de manuel machado. não foi ele que a construiu.

    2º onde fica a responsabilidade de muitos jogadores que andam a passo? será que peerceberam a varridela de balneário que irá acontecer?

    por mim era hoje mesmo que se encostavam 7/8 jogadores.

    ResponderEliminar
  2. Um bom gestor finaceiro, um mau dirigente desportivo.

    ResponderEliminar
  3. O braga precisa de alguém que se mexa no futebol profissional! mais do que um treinador, o braga precisa de alguém que acerte nos nomes e que, acima de tudo perceba daquilo que o salvador não percebe, ou seja, futebol!!! penso que um director desportivo á inglesa seria bem vindo neste clube!

    ResponderEliminar
  4. Empresário e lider de um grande Clube, tem que sofrer e serenamente procurar soluções para os problemas económicos, os resultados negativos desmotivam os adeptos e os incentivos conseguem-se com muito trabalho e humildade, sendo as vitórias o resultado de todo o processo duma equipa e grupo de trabalho.Parece falta disciplina a esta Equipa, vedetas a mais e em baixa de forma, gesticulam e não correm,esquecem que mal ou bem o árbitro manda e o treinador orienta e escolhe a equipa que caso a caso melhor interpreta determinadas situações de jogo conforme as habituais caracteristicas do adversário e o perfil do jogador para determinadas funções.As tácticas, o desenrolar do jogo, permitem as correcções tendo em vista o resultado.Pouco disto ocorre com esta equipa, logo hà imensos responsáveis e estamos na hora certa para, emendar, corrigir e impõr regras, que disciplinem a equipa desde o balneário até ao apito final até ao apito final do árbitro.É demasiado confrangedor ver sofrer sucessivos Golos, por falta de concentração, ver molesa nomeio campo e falhas infantis no ataque à baliza do adversário.Corre-se pouco e não se levanta a cabeça para colocar a bola no lugar mais conveniente, serve-se mal o ataque e perdem-se muitos passes. Este diagnóstico pode não ser rigoroso mas ilustra o que são os actuais jogos do SCB.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores