Um Justo Reconhecimento

| Partilhar
Apaixonado que sou pelo Mosteiro de Tibães, confesso que fiquei surpreendido quando li este post. Na verdade, a ignorância era minha e a injustiça era histórica: Ademar Ferreira dos Santos devia constar das resenhas históricas da vida do Mosteiro. Num momento em que o Mosteiro é o centro da Península Ibérica, é justo reconhecer que a exposição da degradação em que se encontrava o monumento, iniciativa sua, se tornou na pedra basilar que permitiu recuperá-lo e devolvê-lo à fruição pública.

Mais um exemplo de que a cidadania activa vale a pena.
.
[imagem roubada do abnoxio]

1 comentário:

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores