(re)Blogue

| Partilhar
A blogosfera tem sido alvo de intensas críticas. Salvo raras excepções, o escárnio denota mais horror ao debate do qualquer objecção substancial à reflexão proporcionada pelos blogues. Muitos dos que alegam não gostar dos blogues, evidenciam uma tortuosa relação com a crítica, habituados que estão a controlar os círculos tradicionais do poder, com todos os vícios que os tempos lhe têm imprimido.

Para nós, que aqui estamos por puro prazer, o blogue não é um fim em si mesmo nem a blogosfera é um movimento endémico. Os blogues são um meio adicional para o exercício de uma cidadania que se quer cada vez mais esclarecida. Faço-o aqui, como poderia fazê-lo em qualquer outro fórum, por uma questão de facilidade e eficácia na prossecução desse objectivo.

Mesmo reconhecendo muitas das suas fragilidades, não me parece polémico afirmar que a blogosfera cristalizou a democratização do debate público, liberalizando a opinião e fazendo ceder o sólido monopólio dos órgãos de comunicação social tradicionais. É por isso que, como bem salienta Pedro Romano, «os media de raízes assentes tendem a olhar os blogues com desconfiança

Mas, apesar da desconfiança, a blogosfera vai acentuando a agonia dos que vêem o debate democrático como algo absolutamente emético.

1 comentário:

  1. Bem dito.

    Cabe a nós bloggers fazer evoluir a blogosfera de um modo educado e respeitoso, senão por muita razão e validez no que escrevermos, não seremos reconhecidos como pessoas crediveis e informadas.


    abr...prof...

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores