Há Minho (na) TV!

| Partilhar
Enquanto não chega o Canal Minho, a estação televisiva MinhoActual.tv, a emitir na internet, vai ser responsável pela dinamização de um programa semanal sobre a actualidade minhota. O programa de estreia será transmitido no Porto Canal na manhã do próximo Domingo.

Os responsáveis pela MaisActual, uma empresa sedeada em Braga, assumem que o seu objectivo é «dar a conhecer o que se faz no Minho», dinamizando «os conteúdos informativos e documentais de uma região que se vai afirmando pela agressividade económica, e por uma certa diversidade cultural», valores que «são ainda pouco cobertos pelas três cadeias de televisão nacionais.»

15 comentários:

  1. Obrigado Pedro por divulgares a TV. Já o tinha feito no Mesa (assim como tinha o César no Bracara) mas aqui tem muito mais visibilidade.
    Se eles tiverem mais cliques pode ser que façam uma programação mais alargada!

    ResponderEliminar
  2. Mau! Mau! Mas o Minho não tinha acabado? Ah já entendi. O Porto começou a divulgar um dos seus feidos

    ResponderEliminar
  3. Pedro

    Realmente, tu deves estar chatedo por ser o PORTO canal a falar de Braga, só gostavas se fosse um dos muitos canais de lisboa, estás triste e não consegues disfarçar.

    "O programa de estreia será transmitido no Porto Canal na manhã do próximo Domingo."

    Até deves ter engolido um sapo a escrever isto, mas claro que acrescentaste "enquanto não chega o Minho canal"... que riso! Não te escondas atras do Minho, tu queres é o BRAGA canal.

    ResponderEliminar
  4. E o canal Minho vai falar do rio que nunca chega a ser totalmente portugues?

    É que Minho região desconheço, isso nunca existiu, foi uma invenção do Salazar que nao tinha autonomia nem competencias nenhumas.

    Querem mudar o nome de Norte para Minho-Douro? Até tem mais logica esse nome que "norte", mas espera aí... o que voces querem é Braga capital e não ficar na mesma região que o Porto, já me tinha esquecido!

    ResponderEliminar
  5. Canal de TV do Minho?
    .... fiquem atentos....
    (Nem tudo o que luz é ouro)

    ResponderEliminar
  6. Lá está o Porto a ignorar o Minho...

    Um programa ao domingo de manhã?

    À noite, em horário nobre, falam do Porto, ao Domingo de manhã quando ninguém vê falam do Minho.

    Está tudo dito!

    Mais do mesmo...

    ResponderEliminar
  7. O Suevo sente-se ameaçado com Braga...

    Se calhar há razões para isso!

    ResponderEliminar
  8. "Lá está o Porto a ignorar o Minho", eu digo:
    - Lá está Braga a ignorar Viana. Pois é, o Minho é uma coisa complicada.

    Esta não é para o Pedro.

    ResponderEliminar
  9. Cruzes... tantas comadres zangadas... Minho é Minho, Porto é Porto, Norte é uma referência geodésica/geográfica...
    Satisfeitos assim?...
    Para além do mais, Norte é cavalo de batalha utilizado por bandidos com mais ou menos classe, a maior parte deles portistas (pobre do grande clube que não tem culpa destes bastardos) sem cenouras para orientar a vidinha senão seguir dogmática e irracionalmente os ditos e desditos do Sr. Jorge Nuno.

    Deixem este post por aqui ou falem seriamente...

    ResponderEliminar
  10. Se toda a gente em Braga fosse como neste blogue eu sentia-me tentado a defender uma regionalização a tres, Algarve, Porto, e o resto do territorio que continuasse dependente directamente de Lisboa.

    "norte" sem Porto é terceiro mundo, e neste blogue entende-se facilmente porque.

    Não passam de vassalos.

    Minho é cavalo de batalha utilizado por vassalos que até estão mais proximos do Douro, mas que querem continuar a atrasar Guimaraes,Viana e restantes localidades da Calécia.

    Simples não é?

    ResponderEliminar
  11. Só escreves asneiras, Suevo!

    O maior exemplo de terceiro mundo é o Porto.

    Inseguro, corrupto e pobre.

    ResponderEliminar
  12. Eu defendo autonomia para Viana, já!

    Deixem-nos comandar os seus destinos.

    ResponderEliminar
  13. Mas quem é que aqui defendeu o norte sem o POrto? Quer isto dizer que a continuar a regionalização não poderá haver canais locais (e não regionais) para fomentar o desenvolvimento LOCAL?
    O fundamentalismo nunca foi bom.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores