O Eléctrico na Imprensa

| Partilhar
Braga estuda viabilidade de novo meio de transporte :: Diário do Minho
Câmara de Braga anuncia estudo para analisar debilidades na rede de transportes :: Público
Câmara encomenda estudo que pode travar o eléctrico :: Jornal de Notícias
TUB realiza Estudo de Mobilidade :: Correio do Minho

11 comentários:

  1. Espera-se agora que a habitual mesquinhez e politiquice dos políticos locais não seja um entrave a um investimento de grande importância para a cidade.

    ResponderEliminar
  2. Isto não me cheira bem!!!

    ResponderEliminar
  3. Lembro mais uma vez não se pode desperdiçar a oportunidade de revolucionar os transportes na cidade e toda região (Guimarães, Barcelos, Vila Verde, Famalicão…) com a criação de uma rede rápida de transportes que aumente o dinamismo deste quadrilátero tornando-o mais competitivo. Esta seria também uma oportunidade de ouro para aumentar o interesse turístico da nossa cidade, fazendo circular (na mesma linha ou não) as velhas carruagens de eléctrico pelo centro da nossa cidade (exemplo: Maximinos – Bom Jesus/ Cemitério - Parque da ponte). Tem que ser realizado um projecto que integre as duas vertentes porque só assim são servidos os interesses de Braga e toda região.

    Neste momento, após ter lido as noticias, isto o que referi ainda parece um pouco utópico devido á cidade ter representantes políticos com uma visão limitada e provinciana (querem tirar proveito politico ou memo fazer birras politicas que atrasam o desenvolvimento da cidade e região) sobre assuntos tão sérios. Tenhamos esperança que não!

    ResponderEliminar
  4. O pior que se pode fazer a este debate é tentar politiza-lo. E há uma sucessão de posts claramente indiciadora de uma opinião. Legitima, mas que não representa os subscritores da petição.
    A pior notícia é o focos claramente local do estudo. A questão dos transportes é regional, não é local. Não faz sentido estudar a mobilidade, pensar a cidade sem uma estratégia mais global.
    A verdade é que no jogo político o MM levou a melhor sobre o RR. Será Braga cacofónica?

    ResponderEliminar
  5. Apesar deste assunto de o eléctrico ter sido uma iniciativa recente lançada no blogue "Avenida Central", subscrita por mais de 800 cidadãos bracarenses, o PSD chama a si a "paternidade" do projecto, já que, desde 1989, em sucessivas eleições autárquicas, os candidatos sociais-democratas defenderam, nos seus programas eleitorais, a viabilidade do projecto do eléctrico.

    O pSd é o pai. E agora!

    ResponderEliminar
  6. Mas Braga alguma vez precisa de eléctricos?!

    Numa cidade em que praticamente se pode ir a pé a todo o lado é perfeitamente suficiente um meio de transporte público, desde que seja eficaz ( ao contrários dos autocarros TUB...)

    O que é preciso é que, por exemplo, não se fizessem obras todas de uma vez provocando o caos no trânsito como acontece actualmente! Mas até se percebe porquê...

    No fim da festa é costume rapar-se os tachos.

    ResponderEliminar
  7. O debate chegou ao ridículo. Já se reclama a paternidade. Quantos pais terá a criança?
    Ainda que possa estar enganado, a proposta de RR nas últimas eleições sobre a mobilidade regional, o famoso metro de superfície do Quadrilátero Urbano Braga-Barcelos-Famalicão-Guimarães, pagaria direitos de autos na AIMinho. O que não envergonha, antes pelo contrário, porque um político deve saber escutar. Mas não necessita de pôr-se em bicos de pé.

    ResponderEliminar
  8. Com as manias do Sr. Mesquita não sei se isto vai avante, esperar para ver.

    VISITEM O ME:

    http://wwwbragablog.blogspot.com

    ResponderEliminar
  9. Porque será que os jornais de Lisboa praticamente não deram a notícia de que o assunto foi a reunião e Câmara?
    No entanto o "Correio da Manhã", na edição on-line tem como tema da semana que Almada projecta um túnel para o metro no Rio Tejo. (cá para mim a ser construído irá custar mais do que uma rede de carros eléctricos em Braga)

    ResponderEliminar
  10. Se Braga teve uma rede de eléctricos durante 50 anos (1914-1963) e que, está provado, foram os transportes públicos mais eficazes que a cidade alguma vez teve, ainda mais sentido faria tal meio de transporte nos dias de hoje, conhecidos que são os problemas ambientais, dependência do petróleo, mobilidade, etc., etc.
    Só que infelizmente este assunto está a provar quanto retrógrados e interesseiros são os políticos da nossa praça, a começar por quem governa a cidade há quase tanto tempo como governou salazar este país de população que continua a ser,maioritariamente, "analfabeta funcional".

    ResponderEliminar
  11. Lembrem-se, estão em Braga! Isto só avança se der umas massas ao mm e aos empreitas. "Se quer rir tem que fazer rir"

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores