Avenida Racista

| Partilhar
A Avenida Central de Braga viveu, nas palavras de uma guineense, momentos que a todos deviam envergonhar. Racismo Nunca Mais é tema da crónica quinzenal que escrevo no ComUM. Disponível a partir das 00.01 de amanhã.

4 comentários:

  1. Por acaso também li o artigo no JN. Lamentável...

    Quanto à crónica do ComUM, dado a pertinência do tema, acho que devias consultar uma socióloga antes da sua publicação (hehe). Vou estar atenta a essa crónica!

    ResponderEliminar
  2. também li o artigo hoje no JN, realmente é impressionante como há pessoas sem o mínimo de "intelegência", como foi possível, atirar um miúdo para o chão só por ser preto, e para por o filho no baloiço.
    É lamentável...

    ResponderEliminar
  3. Fiquei perplexo.

    Pedro, se a sua crónica tiver tanto impacto quanto a sua petição a favor do eléctrico, acho que será memorável. É um desejo que acalento.

    ResponderEliminar
  4. Qualquer pessoa que já tenha tentado apresentar uma queixa na PSP (de Braga) sabe que se esbarra com os reiterados conselhos dos agentes para que o não faça. É muito difícil, não vai dar em nada, é preciso testemunhas, contra desconhecidos é virtualmente impossivel e vai dar raia, é preciso pagar 200 euros... É verdade que a PSP está destituída de autoridade e meios, vendo-se muitas vezes manietada perante flagrantes casos de desrespeito da civilidade e da segurança. Mas a verdade é também que o pensamento de qualquer agente da PSP é pautado por um "mais vale proteger o coiro, e se o gajo é militar isto ainda vai dar chatice e a preta que se cale, que o que não falta são injustiças e ou há moralidade ou comemos todos".
    Como mudar este estado de coisas? Francamente não sei.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores