Universidade do Minho alarga horário das Bibliotecas

| Partilhar
Apraz-nos registar o esforço que a Reitoria da Universidade do Minho fez, mais uma vez, ao alargar o horário de funcionamento das bibliotecas. Esta medida, embora abrangendo um período diminuto do ano lectivo, dará aos estudantes melhores condições de estudo ao longo da clássica época de exames.

A Direcção da AAUM faz eco
do "forcing feito junto da reitoria", cujos frutos agora celebra com inteira justiça. O que não deixa de ser surpreendente é a consideração de que esta medida vai ao "encontro às exigências que as novas metodologias do Processo de Bolonha impõem". É que, em nosso entender, o que Bolonha nos traz (ou devia trazer) é, precisamente, o desvanecer da importância das épocas de exames e, por contra-ponto, a aposta na avaliação e trabalho contínuos dos estudantes ao longo de todo o ano lectivo.

Quando teremos salas de estudo disponíveis durante 24 horas por dia, ao longo de todo o ano lectivo?

1 comentário:

  1. Eu já tinha dado conta deste assunto no mesa da ciência. Mas por acaso não pus lá nenhum comentário. Concordo contigo quando dizes que deveriam haver salas de estudo abertas 24h por dia. Beneficiaria todos os alunos, mesmo os reais trabalhadores estudantes. Outra meta, e parece que está previsto, será o alargamento das intalações das bibliotecas.

    ResponderEliminar

Antes de comentar leia sobre a nossa Política de Comentários.

"Mi vida en tus manos", um filme de Nuno Beato

Pesquisar no Avenida Central




Subscreva os Nossos Conteúdos
por Correio Electrónico


Contadores